• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Irinea Beatriz Carvalho Ozelami Vieira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2018
Orientador
Banca examinadora
Abrão, João (Presidente)
Guizilini, Solange
Lauretti, Gabriela Rocha
Rodrigues, Alfredo Jose
Título em português
Avaliação da influência da dor pós-operatória na função pulmonar de pacientes submetidos à revascularização do miocárdio com diferentes drenagens torácicas
Palavras-chave em português
Escala analógica da dor
Espirometria
Função pulmonar
Interleucinas
Revascularização do miocárdio
Resumo em português
Justificativa e objetivos: Estudo longitudinal, prospectivo, randomizado para avaliar a influência do uso de um ou dois drenos pleuromediastinais na dor pós-operatória, na função pulmonar e na liberação de interleucinas pró-inflamatórias dos pacientes submetidos à revascularização do miocárdio. Casuística e método: 33 pacientes escalados para cirurgia eletiva de revascularização do miocárdio, com uso de CEC, foram alocados por sorteio em dois grupos: grupo GDU (dreno único) e grupo GDD (dreno duplo). No período pósoperatório foram avaliadas a intensidade da dor, a performance ventilatória por meio das medidas da CVF e da VEF1 e foram quantificadas as concentrações de interleucinas nos três primeiros dias do período pós-operatório. Resultados: 33 pacientes analisados, 16 no grupo GDU e 17 no grupo GDD. O grupo GDU apresentou valores espirométricos maiores que o grupo GDD (p<0,001) no pós-operatório, denotando menor interferência do dreno na respiração. A PaO2 arterial, no primeiro e segundo PO, aumentou significantemente no grupo GDU quando comparada com o grupo GDD (p<0,001). A intensidade da dor no grupo GDU, antes e após a espirometria, foi menor que no grupo GDD (p<0,001). Houve aumento significativo dos valores espirométricos em ambos os grupos, após a retirada do dreno pleural. As variações das concentrações de interleucina não foram significativas quando se compararam valores intra e intergrupos, embora tenha havido uma tendência a aumento da IL- 6, no primeiro dia de pós-operatório no grupo GDD. Conclusão: O uso de apenas um dreno torácico altera menos a função pulmonar, possibilita uma melhor recuperação dos parâmetros respiratórios, além de mostrar eficácia semelhante a dois drenos na drenagem torácica.
Título em inglês
Evaluation of the influence of postoperative pain on the pulmonary function of patients submitted to myocardial revascularization with different thoracic drainage
Palavras-chave em inglês
Coronary artery bypass grafting
Interleukins
Pulmonary function
Spirometry
Verbal analog scale of pain
Resumo em inglês
BACKGROUND AND OBJECTIVES: A prospective, randomized, longitudinal study to evaluate the influence of one or two pleuromediastinal drains on postoperative pain, pulmonary function, and the release of proinflammatory interleukins from patients undergoing myocardial revascularization. Patients and methods: 33 patients who underwent elective coronary artery bypass grafting (CABG) were randomized into two groups: GDU group (single drain) and GDD group (double drain). In the postoperative period, pain intensity, ventilatory performance were measured through FVC and FEV1 measurements, and interleukin concentrations were quantified in the first three days of the postoperative period. Results: 33 patients were analyzed, 16 in the GDU group and 17 in the GDD group. The GDU group presented higher spirometric values than the GDD group (p <0.001) in the postoperative period, indicating less interference of the drain in the breath. The arterial PaO2, in the first and second PO, increased significantly in the GDU group when compared to the GDD group (p <0.001). The pain intensity in the GDU group, before and after spirometry, was lower than in the GDD group (p <0.001). There was a significant increase in spirometric values in both groups, after the pleural drainage was removed. Variations in interleukin concentrations were not significant when comparing intra and intergroup values, although there was a tendency for IL-6 to increase on the first postoperative day in the GDD group. Conclusion: The use of only one thoracic drainage modifies pulmonary function less, allows better recovery of respiratory parameters, and shows similar efficacy to two drains in the thoracic drainage.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-08-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.