• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Thiago Bortoletto Raddi
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2018
Orientador
Banca examinadora
Garcia, Flávio Luís (Presidente)
Queiroz, Roberto Dantas
Riberto, Marcelo
Vicente, José Ricardo Negreiros
Título em português
Estudo da força abdutora do quadril após artroplastia total com o uso de sutura transóssea ou transtendínea na via de acesso lateral direta
Palavras-chave em português
Artroplastia de quadril
Força muscular
Osteoartrite
Técnicas de sutura
Resumo em português
A disfunção da musculatura abdutora do quadril é uma preocupação entre aqueles que se utilizam da via de acesso lateral direta, descrita por Hardinge para a realização da artroplastia total do quadril (ATQ). Pouco se sabe se a sutura transóssea ou transtendínea da musculatura abdutora do quadril influenciam no resultado funcional da ATQ. Quantificar a força da musculatura abdutora, nos pacientes operados, é de grande importância, já que os resultados obtidos poderão nortear o melhor tipo de reinserção desta musculatura. Avaliamos de forma prospectiva e randomizada 32 pacientes com o objetivo de quantificar através de análise isométrica o desempenho da musculatura abdutora do quadril no pósoperatório de ATQ, comparando a reinserção da massa muscular por suturas transósseas (TO) e transtendíneas (TT) utilizando um dinamômetro Biodex System IV Pro® (Biodex Medical System, Shirley, NY, USA) no pré-operatório, no terceiro e sexto meses pós ATQ. Adicionalmente, avaliamos o efeito da sutura transóssea e transtendínea no resultado funcional da ATQ segundo o escore de quadril de Harris (HHS) e correlacionamos a medida do torque abdutor com o HHS no sexto mês de pós-operatório de ATQ. Após análise estatística não houve diferenças entre o tipo de sutura e o torque abdutor nos diferentes tempos, e tampouco entre o tipo de sutura e o resultado funcional segundo o HHS. Por fim, o valor do HHS apresentou correlação desprezível com o valor do torque da musculatura abdutora. Nossos resultados sugerem que não há superioridade de um tipo de sutura em relação ao outro quanto ao desempenho abdutor ou resultado funcional da ATQ.
Título em inglês
Study of the hip abductor strength after total hip arthroplasty using transosseous or transtendineous sutures in the direct lateral approach
Palavras-chave em inglês
Arthroplasty
Hip
Muscle Strength, Osteoarthritis
Replacement
Suture Techniques
Resumo em inglês
Dysfunction of the hip abductor muscles is a concern among those using the direct lateral approach described by Hardinge for total hip arthroplasty (THA). It is not known whether the transosseous or the transtendineous sutures of the abductor muscles may influence the functional outcome of the THA. To quantify the strength of the abductor muscles in the operated patients is of great relevance, since these results could guide the best type of reinsertion of this musculature. We evaluated prospectively and randomly 32 patients with the purpose of quantifying the performance of hip abductor muscles after the THA using isometric analysis, comparing the reinsertion of the muscle mass by transosseous (TO) and transtendineous (TT) sutures using a Biodex System IV Pro® dynamometer (Biodex Medical System, Shirley, NY, USA) in the pre-operative period, and three and six months after THA. In addition, we evaluated the effect of transosseous and transtendineous sutures on the functional outcome of THA according to the Harris hip score (HHS) and correlated the abductor torque with the HHS in the sixth postoperative month of THA. After statistical analysis there were no differences between the type of suture and the abductor torque at different times, nor between the type of suture and the functional result according to the HHS. Finally, the HHS value presented negligible correlation with the torque value of the abductor muscles. Our results suggest that there is no superiority of one type of suture over the other in relation to abductor performance or functional outcome of the THA.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-07-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.