• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.17.2017.tde-05072021-125452
Documento
Autor
Nome completo
Lucas Sartori Manoel
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2017
Orientador
Banca examinadora
Riberto, Marcelo (Presidente)
Alfieri, Fabio Marcon
Fogagnolo, Fabrício
Herrero, Carlos Fernando Pereira da Silva
Título em português
Avaliação de desequilíbrios musculares de flexores plantares e dorsiflexores de tornozelo em jogadores amadores e profissionais de futebol pela dinamometria isocinética no período pré-temporada
Palavras-chave em português
Força muscular
Futebol
Isocinético
Tornozelo
Resumo em português
Introdução: O tornozelo é o segmento anatômico mais propenso a lesões nos esportes. A estabilidade da articulação do tornozelo é mantida por mecanismos intrínsecos que controlam esse segmento, como a força muscular. O dinamômetro isocinético avalia o desempenho muscular dinâmico, fornecendo valores quantitativos de pico de torque, trabalho total, potência média, como também valores relativos como a razão dorsiflexores/flexores plantares, que são medidos de forma rápida e confiável. Objetivo: Comparar o desempenho dos músculos do tornozelo com a avaliação isocinética de atletas amadores e profissionais de futebol, identificando possíveis fatores de risco entre 2 grupos com diferentes níveis de atividade física. Desenho do Estudo: estudo transversal. Materiais e Métodos: A amostra foi composta por 107 atletas, 36 amadores e 81 profissionais. A avaliação isocinética dos dorsiflexores e dos músculos flexores plantares foi realizada com o dinamômetro isocinético Biodex System 4 Pro. O teste consistiu de cinco repetições a 30 °/s e quinze repetições a 120°/s, com 30 segundos para descansar entre cada série de repetições. Os parâmetros isocinéticos foram qualitativamente classificados como simétricos e assimétricos e distribuídos de acordo com a frequência de assimetrias. A comparação entre a frequência de desequilíbrios entre os membros nos parâmetros isocinéticos foi realizada pelo teste Qui-quadrado. O nível de significância foi de 5%. Resultados: Não houve diferenças significativas nos parâmetros isocinéticos entre a frequência de assimetrias entre grupos profissionais e amadores nos parâmetros de pico de torque, trabalho total e potência média em ambas as velocidades a 30°/s e 120°/s, com exceção do trabalho total dos flexores plantares a 120°/s. Conclusão: Não houve diferenças significativas na frequência de assimetrias de força muscular em parâmetros de pico de torque, trabalho total e potência média ao comparar jogadores de futebol amadores e profissionais. Houve diferença significativa na frequência de assimetrias na relação agonista/antagonista, com maior assimetria em atletas profissionais, especificamente com a fraqueza dos dorsiflexores do tornozelo. A frequência de assimetrias foi muito alta em ambos os grupos.
Título em inglês
Evaluation of muscular imbalances of ankle plantar flexors and dorsiflexors in amateur and professional soccer players by pre-season isokinetic dynamometry
Palavras-chave em inglês
Ankle
Isokinetic
Muscle strength
Soccer
Resumo em inglês
Background: The ankle is the anatomical segment most prone to injury in sports. The stability of the ankle joint is maintained by intrinsic mechanisms that control this segment, such as the muscular strength. The isokinetic dynamometer evaluates the dynamic muscle performance, providing quantitative values of torque peak, total work, average power, as also relatives values like dorsiflexors/plantar flexors (D/P) ratio, which are measured quickly and reliably. Objective: Compare the ankle muscle performance by isokinetic evaluation of amateur and professional soccer athletes, identifying possible injury risk factors between 2 groups with different level of physical activity. Study Design: Cross-Sectional Study. Methods: Sample consisted of 107 athletes, 36 amateurs, and 81 professionals. Isokinetic evaluation of the dorsiflexors and the plantar flexors muscle groups was performed with the isokinetic dynamometer Biodex System 4 Pro. The test consisted of five repetitions at 30°/s and fifteen repetitions at 120°/s, with 30 seconds to rest between each test. Isokinetic parameters were qualitatively classified as symmetric and asymmetric and distributed according to the frequency of asymmetries. The comparison between the frequency of imbalances among limbs in isokinetic parameters was performed by the Qui-square test. The significance level was 5%. Results: There were no significant differences in isokinetic parameters between the frequency of asymmetries between professional and amateur groups in the parameters of peak torque, total work and average power at both speeds at 30°/s and 120°/s, except for the total work of plantar flexors at 120°/s. Athletes and amateurs presented without imbalances in D/P ratios differed in both members and velocities, except for the dominant member at 30°/s. Conclusion: There were no significant differences in the frequency of muscle strength asymmetries in parameters of peak torque, work, and power when comparing amateur to professional soccer players. There was a significant difference in frequency of asymmetries in the agonist/ antagonist ratio, with greater asymmetry in professional athletes, specifically with the weakness of ankle´s dorsiflexor. The frequency of asymmetries was very high in both groups.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Dissertacao.pdf (1.33 Mbytes)
Data de Publicação
2021-07-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.