• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.17.2020.tde-04012021-105449
Documento
Autor
Nome completo
Anderson Gomes Marin
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2020
Orientador
Banca examinadora
Herrero, Carlos Fernando Pereira da Silva (Presidente)
Batista, Sergio Luchini
Cristante, Alexandre Fogaça
Salim, Rodrigo
Título em português
Avaliação dos níveis de albumina e vitamina D em uma amostra brasileira de pacientes submetidos a cirurgia da coluna. Um estudo epidemiológico
Palavras-chave em português
Cirurgia de fusão espinhal
Deficiência de vitamina D
Doença óssea metabólica
Hipoalbuminemia
Hipovitaminose D
Resumo em português
Objetivo: Este estudo teve como objetivo avaliar o perfil epidemiológico de uma amostra brasileira submetida à cirurgia da coluna vertebral quanto ao seu estado nutricional e de vitamina D. Métodos: Os níveis séricos de albumina e vitamina D (25-hidroxivitamina D) foram medidos em pacientes com diferentes abordagens cirúrgicas da coluna vertebral e várias patologias em uma única instituição. 112 pacientes foram retrospectivamente identificados para inclusão e estratificados por idade em quatro faixas etárias e por patologia. O estado nutricional dos pacientes foi classificado em insuficiência de vitamina D (<30ng / mL), deficiência de vitamina D (<20ng / mL) e hipoalbuminemia (<3,5g / dL). Os dados foram analisados comparando as médias de vitamina D e albumina, considerando sexo, faixa etária e patologias. Resultados: Vinte e oito (25,2%) pacientes apresentaram hipoalbuminemia. Não houve diferença entre os sexos (p = 0,988); houve uma diminuição significativa na concentração de albumina aumentando a idade (p <0,001). A prevalência de hipoalbuminemia foi significativamente maior nos pacientes com trauma, tumor e infecção do que naqueles com doenças degenerativas e deformidades (p = 0,003). A prevalência de insuficiência de vitamina D foi de 33,7% e a de deficiência foi de 62,2%, enquanto a deficiência grave (<10 ng / mL) em 16,3%. A concentração de vitamina D foi significativamente diferente entre as patologias (P = 0,047), a menor concentração ocorrendo em pacientes com tumor. Conclusão: Pacientes mais velhos, assim como pacientes com patologias infecciosas e tumorais, parecem ter maior prevalência de hipoalbuminemia, inferindo desnutrição. Houve um baixo nível epidêmico de concentração de vitamina D, quase todos os pacientes apresentando algum grau de hipovitaminose D, independentemente da idade, sexo e estado nutricional (concentração de albumina). Pacientes com tumor apresentaram concentração de vitamina D significativamente menor do que pacientes com outras patologias.
Título em inglês
Albumin and Vitamina D status in a Brazilian sample of patients that undergone spinal surgery. An epidemiologic study
Palavras-chave em inglês
Hypoalbuminemia
Hypovitaminosis D
Metabolic bone disease
Spinal fusion surgery
Vitamin D deficiency
Resumo em inglês
Purpose: This study aimed to assess the epidemiological profile of a Brazilian sample that underwent spinal surgery regarding their nutritional and vitamin D status. Methods: Serum albumin and vitamin D (25-hydroxyvitamin D) levels were measured in patients with different spinal surgical approaches and various pathologies at a single institution. 112 patients were retrospectively identified for inclusion and stratified by age into four age groups and by pathology. The nutritional status of the patients was classified in vitamin D inadequacy (< 30ng/mL), vitamin D deficiency (<20ng/mL), and hypoalbuminemia (<3.5g/dL). Data were analyzed comparing vitamin D, and albumin means considering gender, age group, and pathologies. Results: Twenty-eight (25.2%) patients had hypoalbuminemia. There was no difference between gender (p= 0.988); there was a significant decrease in albumin concentration increasing the age (p < 0.001). The prevalence of hypoalbuminemia was significantly higher in patients with trauma, tumor and infection than in those patients with degenerative and deformity diseases (p = 0.003). The prevalence of vitamin D inadequacy was 33.7%, and that of deficiency was 62.2%, while severe deficiency (< 10 ng/mL) in 16.3%. The vitamin D concentration was significantly different among the pathologies (P = 0.047), the lower concentration occurring in patients with tumor. Conclusion: Older patients, as well as patients with tumor and infectious pathologies, seem to have a higher prevalence of hypoalbuminemia, inferring malnutrition. There was a low epidemic level of vitamin D concentration, almost all patients presenting some degree of hypovitaminosis D, independent of age, gender and nutritional status (albumin concentration). Patients with tumor had significantly lower vitamin D concentration than patients with other pathologies.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
AndersonGomesMarin.pdf (770.66 Kbytes)
Data de Publicação
2021-01-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.