• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
https://doi.org/10.11606/T.17.2017.tde-01062021-093552
Documento
Autor
Nombre completo
Vítor Faeda Dalto
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
Ribeirão Preto, 2017
Director
Tribunal
Barbosa, Marcello Henrique Nogueira (Presidente)
Fernandes, Artur da Rocha Correa
Júnior, Jorge Elias
Oliveira, Renê Donizeti Ribeiro de
Riberto, Marcelo
Título en portugués
Avaliação comparativa entre diferentes técnicas de ressonância magnética para diagnóstico das sacroiliítes em pacientes com lombalgia inflamatória
Palabras clave en portugués
Anquilosante
Espondilite
Espondiloartrite
Imagem em ressonância magnética
Reprodutibilidade de resultados
Sacroiliíte
Sensibilidade e especificidade
Variação interobservador
Resumen en portugués
Introdução: As espondiloartrites (EpA) são um grupo de doenças inflamatórias crônicas com alta prevalência. Acometem predominantemente adultos jovens e podem causar morbidade com grande impacto socioeconômico. A avaliação e o monitoramento das EpA podem apresentar dificuldade na pratica diária. Em 2009 o grupo ASAS (Assessment of SpondyloArthritis international Society) desenvolveu e validou novos critérios diagnósticos para EpA com a inclusão da avaliação por ressonância magnética (RM) por meio da sequência STIR ou sequências adquiridas pós-contraste endovenoso. Em função da recomendação do grupo ASAS, restringindo-se a sequência STIR para avaliação das sacroilíacas, a maioria das publicações a respeito utilizam apenas essa sequência de saturação de gordura. No entanto, não existe comprovação científica de que a sequência STIR é superior às outras sequências ponderadas em T2 para avaliação de edema ósseo. Objetivos: Avaliar comparativamente as duas sequências SPAIR e STIR com relação à concordância da capacidade de detectar edema ósseo, sensibilidade especificidade, avaliação interobservador e qualidade de imagem. Métodos: Dois leitores independentes (L1 e L2) avaliaram as imagens usando o escore do Consórcio de Pesquisa em Espondiloartrites do Canadá (SPARCC). Foi avaliada a concordância dos escores SPARCC para as sequências SPAIR T2 e STIR com a sequência T1 pós-contraste (padrão de referência) utilizando o coeficiente de St. Laurent. Avaliamos cada sequência utilizando o coeficiente de correlação de concordância (CCC). Realizamos mensuração da relação sinal/ruído (RSR) das variadas sequências segundo o colégio americano de radiologia (ACR). Resultados: Observamos forte concordância entre as sequências STIR e SPAIR T2. O CCC de Lin foi 0,94 para L1 e 0,84 para L2 para STIR e 0,94 para L1 e 0,84 para L2 para SPAIR T2. A avaliação interobservador revelou uma CCC boa de 0,79 para SPAIR e 0,78 para STIR. Encontramos maior RSR para sequência T1 pós-contraste de 72,8, seguida pela sequência SPAIR T2 com 37,6 e STIR com 14,1. Conclusão: A técnica STIR e a sequência SPAIR T2 mostraram alta concordância na avaliação do edema subcondral das sacroilíacas, em pacientes com EpA. A sequência SPAIR T2 pode ser uma alternativa à sequência STIR para este fim.
Título en inglés
Comparative evaluation of different magnetic resonance imaging techniques for the diagnosis of sacroiliitis in patients with inflammatory low back pain
Palabras clave en inglés
Ankyolosis
Interobserver variation
Magnetic resonance imaging
Reproducibility of results
Sacroiliitis
Sensitivity and specificity
Spondylitis
Spondyloarthritis
Resumen en inglés
Introduction: Spondyloarthritis (EpA) are a group of chronic inflammatory diseases with high prevalence. They predominantly affect young adults and can cause morbidity with great socioeconomic impact. Evaluation and monitoring of EpA may present difficulties in daily practice. In 2009, the ASAS group (Assessment of SpondyloArthritis international Society) developed and validated the new diagnostic criteria for EpA, with the inclusion of magnetic resonance imaging (MRI) using the STIR sequence or intravenous contrast-enhanced sequences. Due to the recommendation of the ASAS group, restricting to the STIR sequence for evaluation of sacroiliacs, most publications use only this method of fat saturation. However, there is no scientific evidence that the STIR sequence is superior to the others fat saturation sequences, for evaluation of bone edema. Methods: Two independent readers (R1 and R2) evaluated the images using the score from Canadian Spondylarthritis Research Consortium (SPARCC). The agreement of the SPARCC scores for the SPAIR T2w and STIR sequences, using the post-contrast T1 sequence as the reference standard, was evaluated using the St. Laurent coefficient. We evaluated each sequence using the concordance correlation coefficient (CCC). We performed the measurement of the signal-to-noise ratio (SNR) of the various sequences according to the American College of Radiology (ACR). Results: We observed a strong agreement between the STIR and SPAIR T2w sequences. Lin's CCC was 0.94 for R1 and 0.84 for R2 for STIR, and 0.94 for R1 and 0.84 for R2 for SPAIR T2w. The inter-observer evaluation revealed a good CCC, of 0.79 for SPAIR T2w and 0.78 for STIR. We found higher SNR for post-contrast T1 sequences of 72.8, followed by SPAIR T2w sequence with 37.6 and at last, STIR with 14.1 of SNR. Conclusion: The STIR technique and the SPAIR T2w sequences showed high concordance in the evaluation of subchondral edema in patients with EpA. The SPAIR T2w sequence may be an alternative to the STIR sequence for this purpose.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Tese.pdf (4.64 Mbytes)
Fecha de Publicación
2021-06-18
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2021. Todos los derechos reservados.