• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.17.2011.tde-11032012-165327
Documento
Autor
Nome completo
Luiz Eduardo Vieira Grassi
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2011
Orientador
Banca examinadora
Speciali, José Geraldo (Presidente)
Funayama, Carolina Araujo Rodrigues
Galego, Jose Carlos Busto
Título em português
Prevalência de cefaleia relacionada com alguns hábitos de vida em escolares do ensino fundamental e médio de Ribeirão Preto (SP)
Palavras-chave em português
cefaleia
escolares
hábitos de vida
prevalência
Resumo em português
As cefaleias acometem grande parte da população mundial. Este sintoma afeta a qualidade de vida e a produtividade de quem as têm Crianças e adolescentes com cefaleia também são alvos destas perdas. Objetivos: Estimar a prevalência de cefaleia em uma amostra representativa de alunos dos ensinos fundamental e médio da rede pública. Verificar a relação entre: 1) cefaleias e variáveis físicas (gênero, cor da pele referida, índice massa corporal-IMC e doenças crônicas referidas); 2) cefaleias e alguns hábitos de vida (ingestão de álcool, prática de exercícios físicos regulares, horas diárias de sono noturno, horas semanais gastas em TV, internet e videogame); 3) cefaleia e uso de aparelhos, como os ortodônticos e óculos, e 4) cefaleia e rendimento escolar avaliado por meio das notas referidas. Métodos: Após sorteio de uma escola da rede estadual de ensino de cada região da cidade de Ribeirão Preto (norte, sul, leste, oeste e centro), foram sorteadas as salas de aula, uma de cada ano/série dos cursos fundamental II e médio. Foi aplicado um questionário em 415 alunos com idade mediana de 15 anos, que concordaram em participar do estudo e cujos pais ou responsáveis assinaram o Termo de Livre Consentimento e Esclarecimento. Foram utilizados os testes para análises estatísticas: 1) Teste exato de Fischer através do comando PROC FREQ do Software SAS® 9; 2) Anova através do comando PROC GLM do Software SAS® 9; 3) Regressão logística para calculo do ODDS RATIO, através do comando PROC LOGIST do Software SAS® 9. Para todos foram admitidos 95% de intervalo de confiança (95% CI). Resultados e Conclusões: a prevalência de cefaleias nessa amostra populacional é de 72,8%, sendo que nas meninas é de 79% e nos meninos 62,5%. Observamos correlação positiva entre: 1) gênero e cefaleia, meninas tem um risco estimado 2,3 vezes maior que os meninos; 2) ingestão de álcool e cefaleia, visto que os que ingerem bebidas alcoólicas têm probabilidade 2,1 vezes maior de terem cefaleia; e 3) uso de aparelho ortodôntico e cefaleia (p=0,02). Não houve correlação significativa entre cefaleia e as demais variáveis selecionadas por este estudo (cor da pele referida, doença crônica referida, IMC, uso de óculos, prática de exercícios físicos regulares, horas de sono, horas semanais gastas em TV, internet e videogame e notas escolares).
Título em inglês
Prevalence of headache associated with some lifestyle habits in schoolchildren of Ribeirão Preto
Palavras-chave em inglês
Headache
Lifestyles Habits
Prevalence
Schoolchildren
Resumo em inglês
The headaches afflict a large part of world population. This symptom affects quality of life and productivity of those who have. Children and adolescents with headache are also subject to these losses. Objectives: To estimate the prevalence of headache in a representative sample of students in public elementary and high schools. To verify the relationship between: 1) headache and physical variables (gender, skin color reported, body mass index-BMI and chronic diseases such), 2) headache and some lifestyle habits (alcohol intake, regular physical activity, hours night of sleep daily, weekly hours spent on TV, internet and videogames), 3) headache and use of appliances such as orthodontic and glasses, and 4) headache and academic performance evaluated by means of these notes. Methods: We randomly selected one school for the city region (north, south, east, west and center), then randomly selected one room of each series / year. A questionnaire was applied to 415 students who agreed to participate in the study whose parents or guardians signed a free and informed consent. Tests were used for statistical analysis: 1) Fischer's exact test with the command PROC FREQ of SAS ® 9 Software, 2) ANOVA with the command PROC GLM of SAS ® 9 Software, 3) Logistic regression for odds ratio by PROC command LOGIST Software SAS ® 9. For all patients were admitted 95% confidence interval (95% CI). Results and Conclusions: The prevalence of headache in this population is 72.8% and in girls is 79% and 62.5% in boys. We observed a positive correlation between: 1) gender and headache, since girls had an estimated risk 2.3 times higher than boys, 2) alcohol and headache, as those who drink alcohol have 2.1 times more likely have headache, and 3) use of orthodontic appliance and headache (p =0.02). There was no significant correlation between headache and other variables selected for this study (skin color reported, chronic disease, BMI, use of glasses, regular physical activity, sleeping hours, weekly hours spent on TV, internet and videogames and school performance)
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-02-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.