• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.17.2021.tde-05072021-154840
Documento
Autor
Nome completo
Kamila Santos Ferreira
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2020
Orientador
Banca examinadora
Pontes Neto, Octávio Marques (Presidente)
Martins, Sheila Cristina Ouriques
Miranda, Carlos Henrique
Título em português
Terapias de recanalização no Acidente Vascular Cerebral isquêmico agudo: a experiência de um Hospital Universitário brasileiro no interior de São Paulo
Palavras-chave em português
Acidente Vascular Cerebral
Estatísticas de saúde
Terapia fibrinolítica
Trombectomia
Urgências
Resumo em português
Introdução: O Acidente Vascular Cerebral (AVC) é a segunda causa de óbito e de incapacidade funcional em todo o mundo. Por sua vez, o AVC isquêmico (AVCi) corresponde a 85% dos casos e possui tratamento com grande probabilidade de redução de sequelas e mortalidade, se realizado no tempo adequado e com suporte de reabilitação. Contudo, as terapias de recanalização para o AVC estão disponíveis somente a uma pequena parcela da população e são escassos os dados na literatura brasileira sobre este tema. Objetivo: Avaliar as características clínicas dos pacientes submetidos à terapia de recanalização (endovenosa e endovascular) atendidos em um Hospital Universitário público no interior de São Paulo; identificar os preditores de mortalidade intra-hospitalar e de transformação hemorrágica sintomática (THs), além dos preditores de bom desfecho funcional através da Escala Modificada de Rankin (mRs) 0-2 em 90 dias após a terapia instituída. Métodos: Realizou-se a revisão de prontuários médicos dos pacientes com AVCi agudo submetidos à trombólise endovenosa e/ou tratamento endovascular entre os anos de 2001 a 2017. Resultados: Foram 869 pacientes tratados, a maioria do sexo masculino (57%), idade média de 66,5±13,1 anos, mediana do NIHSS 15 e 65,7% com oclusão proximal. A taxa de trombólise endovenosa foi de 87,5% e de tratamento endovascular, 28,7%. A média de tempo admissão-agulha foi 57 minutos [35-70] e de ictus-agulha, 204 minutos [150-248]. Quantos aos desfechos: THs ocorreu em 5,9% dos pacientes, óbito intra-hospitalar em 16,8% e a mediana da mRs após 90 dias foi 3. Os fatores preditores de bom desfecho funcional (0-2) foram idade e NIHSS; para a mortalidade hospitalar, além destes, diabetes mellitus, oclusão proximal e THs; para THs, NIHSS, oclusão proximal e glicemia à admissão. Conclusão: O perfil dos pacientes com AVCi agudo, admitidos em um Hospital Universitário, público, do interior de São Paulo, é de uma população com predomínio do sexo masculino, da faixa etária de 60 anos, com diversas comorbidades, com elevado tempo para admissão hospitalar, com níveis pressóricos e glicêmicos elevados, além de sintomas graves de AVC e altas taxas de oclusão arterial proximal. Neste contexto, as terapias de recanalização para AVC isquémico mostraram-se seguras, com taxa de 5,9% de transformação hemorrágica, semelhante a outros estudos e 40% dos pacientes tiveram um bom desfecho funcional avaliada através da escala mRs.
Título em inglês
Recanalization therapies in acute ischemic stroke: The experience at a Brazilian University Hospital in the interior of Sao Paulo
Palavras-chave em inglês
Fibrinolytic therapy
Health statistics
Stroke
Thrombectomy
Urgencies
Resumo em inglês
Introduction: Stroke is the second leading cause of death and functional disability worldwide. Also, ischemic stroke (IS) corresponds to 85% of cases and has treatment with a high probability of reducing disability and mortality, if carried out at the appropriate time and with rehabilitation support. However, recanalization therapies for stroke are available only to a small parcel of the population and data in the brazilian literature on this topic are scarce. Objective: To evaluate the clinical characteristics of patients undergoing recanalization therapy (intravenous and endovascular) treated at a public University Hospital in the interior of Sao Paulo and to identify the predictors of in-hospital mortality and symptomatic hemorrhagic transformation (sHT), in addition to predictors of good functional outcome assessed by Modified Rankin Scale (mRs) 0-2 in 90 days after the therapy. Methods: Was made a review of medical records of patients with acute IS who underwent intravenous thrombolysis and/ or endovascular treatment between 2001 and 2017. Results: 869 patients were treated in this period, most of them male (57%), age mean of 66.5±13.1 years, median of NIHSS 15 and 65.7% with proximal occlusion. The rate of intravenous thrombolysis was 87.5% and rate of endovascular treatment was 28.7%. The mean time of admission-needle was 57 minutes [35-70] and ictus-needle, 204 minutes [150-248]. As for the outcomes: sHT occurred in 5.9% of patients, in-hospital death in 16.8% and median mRs after 90 days was 3. Predictors of good functional outcome (0-2) were age and NIHSS; for hospital mortality, in addition to these, diabetes mellitus, proximal occlusion and THs; for THs, NIHSS, proximal occlusion and blood glucose at admission. Conclusion: The profile of patients with acute IS, admitted to a public University Hospital, in the interior of Sao Paulo, showed predominance of males, mean age of 60 years, with high rate of comorbidities, with a long time for hospital admission, with high blood pressure and blood glucose levels, in addition to severe stroke symptoms and high rate of proximal arterial occlusion. In this context, recanalization therapies were safe, with a 5.9% rate of hemorrhagic transformation, similar to previous studies, and 40% of patients had a good functional outcome assessed using the mRs.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2021-07-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.