• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.17.2013.tde-19122013-110439
Documento
Autor
Nome completo
Simeão Rodrigo dos Santos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2013
Orientador
Banca examinadora
Vianna, Elcio dos Santos Oliveira (Presidente)
Godoy, Irma de
Mello, Luane Marques de
Título em português
Detecção por espirometria de DPOC em usuários de um centro de convivência do idoso: alta prevalência de subdiagnóstico e redução da qualidade de vida
Palavras-chave em português
Diagnóstico
DPOC
Espirometria
Qualidade de vida
Resumo em português
Introdução: A doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) é uma doença muito prevalente nos indivíduos acima de 40 anos. É uma doença com grande impacto social e econômico, podendo levar a um declínio na qualidade de vida de seus portadores. Objetivos: Avaliar as características da DPOC, a frequência do subdiagnóstico e a influência da doença sobre a qualidade de vida em um centro de convivência da comunidade. Casuística e Método: É um estudo observacional, transversal e analítico realizado na cidade de Uberaba MG. Todos os participantes responderam questionários sobre as características demográficas, socioeconômicas, de trabalho, da qualidade de vida e do estado de saúde. Foram realizadas também a avaliação antropométrica e a espirometria. Foi utilizado o teste t de Student não pareado e bicaudal para a comparação de médias de variáveis quantitativas entre dois grupos independentes: grupo DPOC e grupo sem DPOC (na 1ª parte da análise); e grupo DPOC com diagnóstico prévio e grupo com DPOC sem diagnóstico (na 2ª parte da análise). A comparação das proporções das variáveis qualitativas entre dois grupos independentes foi realizada com o Teste Qui Quadrado. Regressão logística e regressão logística múltipla foram utilizadas para identificar associações entre as variáveis qualitativas independentes e a variável qualitativa dependente (ter diagnóstico prévio de DPOC). Regressão linear simples e a múltipla foram utilizadas para identificar variáveis independentes que pudessem proporcionar mudanças significativas (explicativas) na variável resposta (escore total e escores dos domínios do questionário WHOQOL-bref). Resultados: 315 indivíduos com idade acima de 50 anos foram recrutados e 298 completaram o estudo, sendo 72 (24,2%) portadores de DPOC e, desses, 58 (80,6%) não relataram diagnóstico prévio da doença. Quando realizada a 1ª parte da análise (grupo com DPOC e sem DPOC) foi observado predomínio do gênero masculino (p 0,001), média de idade superior (p 0,001), menor aderência à atividade física nas dependências do centro de convivência (p 0,01) e maior prevalência de tabagismo (p 0,001) no grupo com DPOC. Quando comparados os domínios da qualidade de vida entre os grupos, 8 nossos resultados mostram comprometimento do domínio físico no grupo com DPOC (p 0,05). O domínio físico da qualidade de vida foi influenciado positivamente pelo gênero masculino (coef. = 1,319 e IC = 0,394; 2,243), e negativamente pela DPOC (coef. = -1,118 e IC = -2,002; -0,234) e pela inatividade por problemas de saúde (coef. = -1,983 e IC = -2,918; -0,868). Na 2ª parte da análise (grupo DPOC com diagnóstico prévio e grupo DPOC sem diagnóstico) foi observado que não houve associação entre as características socioeconômicas, antropométricas e fatores de risco com diagnóstico prévio da doença. Em relação aos sintomas, houve associação entre sibilos e diagnóstico prévio (p 0,05). Os valores espirométricos VEF1 e VEF1/CVF mostraram diferenças estatisticamente significantes (p<0,01) entre os grupos, sendo menores no grupo com diagnóstico prévio da doença. O estadiamento 2 da doença foi o mais encontrado em ambos os grupos e ocorreu associação entre os estadiamentos 3/4 (grave/muito grave) e diagnóstico prévio (p 0,05). Conclusões: A utilização da espirometria em usuários de centros de convivência pode ser uma estratégia simples e útil para aumentar o número de diagnósticos de DPOC. Como resultado, medidas efetivas para o tratamento e controle da doença poderiam ser implantadas diminuindo o impacto da doença avançada, melhorando a qualidade de vida do doente e de seus familiares.
Título em inglês
Detection of COPD by espirometry in users of a senior community center: high prevalence and underdiagnosis of reduced quality of life.
Palavras-chave em inglês
COPD
Diagnosis
Quality of life
Spirometry
Resumo em inglês
Introduction: The chronic obstructive pulmonary disease (COPD) is a highly prevalent disease in individuals aged over 40 years. It is a disease with great social and economic impact that may lead to a decline in the quality of life of its patients. Objectives: To evaluate the characteristics of COPD, the frequency of underdiagnosis and the influence of the disease on the quality of life in a community center. Method: It is an observational, analytical and cross-sectional study conducted in the city of Uberaba-MG. All participants answered questionnaires on demographic, socioeconomic and labor characteristics, quality of life and health status. The anthropometric evaluation and the spirometry were also carried out. We used the unpaired two-tailed Student t-test to compare means of quantitative variables between two independent groups: COPD group and the group without COPD (in the first part of the analysis); COPD group previously diagnosed and group with COPD undiagnosed (in the second part of the analysis). To compare the proportions of the qualitative variables between two independent groups, we used the Chi-Square Test. Logistic regression and multiple logistic regression were used to identify associations between the independent qualitative variables and the dependent qualitative variable (having a previous diagnosis of COPD). Simple logistic regression and multiple analyses were carried out to identify independent variables that could provide significant changes (explanatory) in the response variable (total score and scores of the domains of the WHOQOL-BREF questionnaire). Results: 315 individuals aged 50 years or older were recruited and 298 completed the protocol, 72 (24.2%) patients with COPD and, of those, 58 (80.6%) had no previous diagnosis of the disease. When the first part of the analysis was performed, (COPD group and the group without COPD), we observed a predominance of males (p 0,001), higher mean age (p 0.001), lower adherence to physical activity in the premises of the community center (p 0.01) and a higher prevalence of tobacco smoking (p 0.001) in the group of patients with COPD. When comparing the domains of quality of life between groups, our results show a worse score of the 10 physical domain in the group of patients with COPD (p 0.05). The physical domain of quality of life was positively influenced by males (coef. = 1.319 and CI = 0.394; 2.243) and negatively by COPD (coef. = -1.118 and CI = -2.002; -0.234) and by inactivity by health problems (coef. = -1.983 and CI = -2.918; -0.868). In the second part of the analysis, (COPD group previously diagnosed and group with COPD undiagnosed), it was observed that there was no association between socioeconomic and anthropometric characteristics and risk factors with a previous diagnosis of the disease. Regarding symptoms, there was an association between wheezing and previous diagnosis (p 0.05). Spirometric values FEV1 and FEV1/FVC showed statistically significant differences (p 0.01) between groups, being lower in the group with a previous diagnosis of the disease. Stage 2 COPD was the most common severity level in both groups. We found association of stage 3/4 severe COPD with a previous diagnosis (p 0.05). Conclusions: The use of spirometry in users of community centers can be a simple and useful strategy to increase the number of diagnoses of COPD. As a result, effective measures for treatment and control of the disease could be implanted, reducing the impact of advanced disease, improving the quality of life of the patients and their relatives.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Simeao.pdf (1.85 Mbytes)
Data de Publicação
2014-01-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.