• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.17.2006.tde-08112006-152008
Documento
Autor
Nome completo
Solange Maria Xavier de Souza
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2006
Orientador
Banca examinadora
Franco, Laercio Joel (Presidente)
Cardoso, Marly Augusto
Vieira, Marta Neves Campanelli Marçal
Título em português
Análise do padrão alimentar dos nipo-brasileiros de Mombuca - Guatapará-SP, relacionando-o ao estado nutricional e alteração da homeostase glicêmica
Palavras-chave em português
diabetes
estado nutricional
nipo-brasileiros
padrão alimentar
Resumo em português
Introdução: Estudos epidemiológicos com migrantes japoneses têm sido desenvolvidos para avaliar os efeitos da mudança ambiental, que aliados ao componente genético, aumentaram a prevalência de diabetes. A dieta é um importante componente ambiental e está associada à etiologia do diabetes tipo 2, embora seu papel não esteja totalmente esclarecido. Estudos apontam um excesso de calorias levando à obesidade, a qual tem sido relacionada com o desencadeamento do diabetes. A obesidade, principalmente a abdominal, é fator de risco não somente para o diabetes tipo 2, assim como para doenças cardiovasculares. A comunidade nipo-brasileira de Mombuca-Guatapará-SP estabeleceu-se no Brasil nos anos 60, mantendo muitos de seus costumes tradicionais, inclusive os hábitos alimentares. Objetivo: Descrever e analisar o padrão alimentar dos nipo-brasileiros de Mombuca, relacionando-o ao estado nutricional e alteração da homeostase glicêmica. Casuística e métodos: Total de 111 indivíduos, de ambos os sexos, sem miscigenação, participaram de estudo transversal conduzido no ano de 2005. Foram aplicados questionários sóciodemográficos, de saúde e nutricional, e obtidas medidas antropométricas (peso, altura, circunferência de cintura) e de composição corporal por bioimpedância. Utilizou-se como critério para sobrepeso e obesidade valores de IMC entre 23-24,9 12 kg/m2 e ? 25 kg/m2, respectivamente, e para obesidade abdominal, valores de circunferência abdominal ? 85 cm e ? 90, para homens e mulheres, respectivamente. A dieta habitual foi avaliada através de questionário de freqüência alimentar validado, utilizando-se o programa Dietsys 4.0. Resultados: Os nipobrasileiros apresentaram média (DP) de idade de 56,0 ±15,0 anos, sendo 54,9% mulheres e 71,1 % de 1ª geração. Observou-se dieta habitual hiperlipídica (31,5 % VCT), hiperprotéica (16,6 %VCT), com elevados teores de ácidos graxos trans (5 %VCT), colesterol (320,9 mg/dia) e sódio (3.360,8 mg/dia), e inadequado consumo de fibras dietéticas (17,0 g/dia) e do grupo de frutas (172,7 g/dia) e vegetais (99,4 g/dia), segundo recomendações da OMS (2003). O estado nutricional, avaliado segundo o IMC para a população asiática, mostrou diferença estatisticamente significante entre os sexos, para eutrofia (< 23 kg/m2) e excesso de peso (? 23 kg/m2). A obesidade (? 25 kg/m2) foi observada em 46% e 44,3% dos indivíduos do sexo masculino e feminino, respectivamente. A obesidade central apresentou maior prevalência no sexo masculino (54% vs 21,3%, p<0,05). Indivíduos com sobrepeso apresentaram maior consumo calórico e dos grupos de cereais, frutas e bebidas alcoólicas quando comparados aos indivíduos eutróficos (p<0,05). A mesma tendência foi verificada em indivíduos portadores de obesidade abdominal para consumo de cereais. Conclusão: Os resultados mostraram que a população estudada apresenta uma dieta habitual com tendência à ocidentalização, refletindo uma possível adaptação cultural dos hábitos alimentares. Esta pode estar associada à alta prevalência de sobrepeso e obesidade, particularmente a obesidade central, que pode favorecer o aparecimento de doenças cardiovasculares.
Título em inglês
Analysis of dietary pattern of Japanese-Brazilians living in Mombuca-Guatapará-SP, and its relationship to nutritional status and abnormalities of glucose homeostasis
Palavras-chave em inglês
diabetes
dietary pattern
japanese-brazilians
nutritional status
Resumo em inglês
Introduction: Epidemiologic studies focusing Japanese migrants have been carried out to analyze the effects of environmental changes, which allied to genetic components, increased the prevalence of diabetes. Diet is an important environment component and is associated with the etiology of type 2 diabetes, although its role is not yet totally clarified. Studies have shown that excess of calories results in obesity, which has been related to the development of diabetes. Obesity, mainly the abdominal obesity, is a risk factor, not only to diabetes type 2, but also to cardiovascular diseases. The Japanese community of Mombuca-Guatapará-SP established in Brazil in the 60's, and still keep many of its traditional customs, including dietary habits. Objective: To describe and analyze the dietary pattern of the Japanese-Brazilians from Mombuca, and its relationship to nutritional status and abnormalities in glucose homeostasis. Subjects and methods: A total of 111 individuals, from both sexes, with no miscegenation, participated in this crosssectional survey conducted in 2005. Health and nutrition socio-demographic questionnaires were applied and results about anthropometric measures (weight, height, waist circumference) and corporal composition by bioimpedance were obtained. Criteria for overweight and obesity were BMI values between 23-24.9 kg/m2 and ? 25 kg/m2, respectively, and for abdominal obesity, waist circumference values ? 85 cm and ? 90 cm for men and women, respectively. The usual diet was evaluated through a validated food frequency questionnaire, with help of the Dietsys 4.0 software. Results: Japanese-Brazilians showed a mean age (SD) of 56.0 ±15.0 years old, being 54.9% women and 71.1% of the 1st generation. It was observed a hyperlipidic (31.5% TE) and hyperproteic (16.6% TE) diet, with high rates of trans fatty acids (5 % TE), cholesterol (320.9 mg/day), sodium (3,360.8 mg/day), and inadequate dietary intake of fibre (17.0 g/day) and fruit group (172.7 g/day) and vegetables (99.4 g/day), according to the WHO recomendations (2003). The nutritional status, evaluated according to the BMI for Asian population, showed a statistically significant difference between sexes, for eutrophy (< 23 kg/m2) and weight excess (? 23 kg/m2). Obesity (? 25 kg/m2) was observed in 46% and 44.3% of men and women, respectively. Central obesity showed a higher prevalence in men (54% vs 21.3%, p<0.05). Individuals with overweight showed a higher consumption of calories and of the group of cereals, fruits and alcoholic drinks when compared to eutrophic individuals (p<0.05). The same trend was observed in individuals with abdominal obesity for cereal consumption. Conclusion: The results showed that the studied population shows an usual diet with tendency to westernization, reflecting a possible cultural adaptation of their dietary habits. This diet can be associated with the high prevalence of overweight and obesity, particularly the central obesity, showing that this populating has a high risk to develop cardiovascular diseases.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
MsSouzaSMX.pdf (1.03 Mbytes)
Data de Publicação
2006-11-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.