• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
10.11606/D.17.2013.tde-02092013-102032
Documento
Autor
Nombre completo
Bartira Palin Bortolan Pontelli
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
Ribeirão Preto, 2013
Director
Tribunal
Rocha, Juan Stuardo Yazlle (Presidente)
Bava, Maria do Carmo Gullaci Guimarães Caccia
Pereira, Maria José Bistafa
Título en portugués
Evolução dos indicadores maternos infantis, após a pactuação nos municípios de um Colegiado de Gestão Regional Paulista
Palabras clave en portugués
Colegiado de Gestão Regional
Indicadores de Saúde
Pacto pela Saúde
Resumen en portugués
Introdução - No contexto atual, os gestores precisam estar à frente de desafios que busquem superar as dificuldades próprias do Sistema, valendo-se de uma rede regionalizada e hierarquizada de ações e do planejamento em saúde, para melhor qualificação e da gestão, assim, para intensificar o processo de melhoria na Gestão e melhor compreender as necessidades da população,em 2006 foi publicada a Portaria n° 399/GM definindo o Pacto pela Saúde, que, dentre outros objetivos valoriza a relação solidária entre gestores, elabora diretrizes e responsabilidades sanitárias com base em indicadores e matas, visando contribuir para o fortalecimento da gestão Objetivo - O estudo tem o objetivo de descrever a evolução dos indicadores de saúde maternos infantis do Pacto pela Vida, no Colegiado de Gestão Regional Sul 5 Barretos no período 2007 a 2010, após da pactuação. Metodologia - O presente estudo foi desenvolvido nos municípios pertencentes ao Colegiado de Gestão Regional Sul DRS 5 Barretos, a saber: Monte Azul Paulista, Viradouro, Terra Roxa, Vista Alegre do Alto, Taiaçu, Taquaral, Taiúva e Bebedouro, este último sede das reuniões do Colegiado. Trata-se de um estudo descritivo analítico nos municípios do Colegiado de Gestão Regional Sul DRS -5 Barretos, no período de 2007 e 2010. A descrição da evolução do processo de adesão dos municípios as diretrizes do Pacto pela Saúde foi determinada utilizando o indicador de a abrangência da Estratégia de Saúde da Família, pela proporção da população cadastrada, além dos indicadores de saúde, maternos infantis do Pacto pela Vida. Resultados Dentre os dados analisados foram observados pouca evolução nos indicadores de saúde nos anos de 2007 a 2010, os municípios que mais evoluíram foram aqueles que apresentam fortalecimento da atenção básica caracterizado pela melhor cobertura de Estratégia de Saúde da Família, uma provável justificativa para tal comportamento seria as dificuldades dos municípios em formarem uma equipe de profissionais qualificados para realização das etapas do Planejamento em Saúde e monitorá-las, fazendo adequações e correções anuais, de acordo com as mudanças no contexto saúde- doença da população e a estrutura do serviço, a fim de melhorar os indicadores.Conclusão A pouca mudança percebida na evolução dos indicadores de saúde maternos infantis após o Pacto pela Saúde, pode ser atribuída a falta de planejamento e consequentemente a falta de vontade política, ou seja do interesse dos Gestores em abraçar novas perspectivas, e se comprometer diante da proposta. Os municípios com menos de 20.000 habitantes precisam estruturar equipes envolvidas com o diagnóstico de saúde da população de seu território, articulando informações que ajudarão na construção dos indicadores de saúde.Faltam aos Gestores utilizar melhor os instrumentos que os possibilitem planejar de forma clara e com base na realidade dos problemas de saúde de seu município.Outro ponto a ser considerado é a passividade, a apatia política muito presente na Gestão em Saúde
Título en inglés
Evolution of indicators maternal infant after the pact in the municipalities of a Regional Management Board Paulista.
Palabras clave en inglés
Health Pact
Indicators of Health
Regional College of Management
Resumen en inglés
Introduction - In the current environment, managers need to be ahead of challenges that seek to overcome the difficulties inherent to the system, using a regionalized and hierarchical network of actions and planning in health, for better qualification and management, so for intensify the process of improvement in management and better understand the needs of the population in 2006 was issued Ordinance Nº 399/GM defining the Health Pact, which, among other objectives appreciates the supportive relationship between managers, develops guidelines and health responsibilities with based on indicators and forests, to contribute to the strengthening of management Objetive - The study aims to describe the evolution of health indicators maternal infant Pact for Life, the Southern Regional College of Management - 5 - Barretos in the period from 2007 to 2010 after the negotiation. Methodology - This study was conducted in the municipalities belonging to the Southern Regional College of Management - DRS 5 - Barretos, namely Monte Azul Paulista, Viradouro, Terra Rossa, Vista Alegre do Alto, Taiaçu, Taquaral Taiúva and Trough, the latter seat meetings of the Board. This is a descriptive analytic municipalities in the Southern Regional College of Management - DRS -5 - Barretos, between 2007 and 2010. The description of the evolution of the accession process of the municipalities the guidelines of the Health Pact was determined using the indicator of the scope of the Family Health Strategy, by proportion of the enrolled population, and health indicators, maternal infant Pact for Life. Results - Among the data analyzed were observed little improvement in health indicators in the years 2007 to 2010, municipalities that have evolved over those who were present strengthening of primary health care characterized by the best coverage of the Family Health Strategy, a likely explanation for this behavior would be the difficulties of municipalities to form a team of qualified professionals to perform the steps of Health Planning and monitor them, making adjustments and corrections annually, according to the changes in the context of health and disease and population structure of the service, improve the indicators. Conclusions - A little perceived change in the evolution of maternal health indicators - infant after the Health Pact, can be attributed to lack of planning and consequently the lack of political will, or is in the interest of managers to embrace new perspectives, and commit before the proposal. Municipalities with fewer than 20,000 habitants need to structure teams involved in the diagnosis of health of the population of their territory, linking information that will help in the construction of indicators health .Managers lack to best utilize the tools that enable planning and clearly based the reality of the health problems of his county. Another point to be considered is the passivity political apathy very present in Health Management.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Bartira.pdf (980.35 Kbytes)
Fecha de Publicación
2014-07-28
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2021. Todos los derechos reservados.