• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.17.2017.tde-30032017-111830
Documento
Autor
Nome completo
Héric Holland
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2016
Orientador
Banca examinadora
Chiarello, Paula Garcia (Presidente)
Romão, Elen Almeida
Weber, Thabata Koester
Título em português
Estado nutricional e composição corporal de pacientes em hemodiálise, segundo ganho de peso interdialítico
Palavras-chave em português
Composição corporal
Estado nutricional
Ganho de peso interdialítico
Hemodiálise
Resumo em português
Introdução: O ganho de peso interdialítico (GPID), aquele ganho entre sessões de diálise, pode ser considerado um preditor da qualidade de vida e da mortalidade em pacientes de hemodiálise (HD). Fatores nutricionais podem estar envolvidos na preservação ou piora destes parâmetros e estas relações não estão investigadas detalhadamente. Objetivo: Este estudo objetivou avaliar o estado nutricional e composição corporal de pacientes em hemodiálise, em relação ao GPID. Métodos: Foi um estudo transversal, com 102 pacientes em HD, de ambos os sexos, com idade entre 18 e 80 anos e sem quadros agudos de infecção e/ou inflamação, foi realizado em dois centros de diálise, no Hospital das Clínicas e no Serviço de Nefrologia ambos na cidade de Ribeirão Preto - São Paulo. Após o tratamento dialítico, foi avaliado o estado nutricional por meio de dados antropométricos (índice de massa corporal, circunferência da cintura, circunferência do quadril, dobras cutâneas e dinamometria manual) além do uso da análise subjetiva global de 7 pontos, de dados de ingestão alimentar avaliados por registro alimentar de 24 horas e de dados bioquímicos e a composição corporal foi avaliada utilizando a bioimpedância unifrequencial - BIA, a análise de bioimpedância vetorial - BIVA e a bioimpedância multifrequencial por espectroscopia - BIS. Resultados: Pacientes com maior ganho de peso interdialítico apresentaram significativamente maior índice de massa corporal (24,5±4,1 vs 28,8±5,5kg/m²), excesso de gordura corporal (22,7±9,5 vs 31,7±14,4kg), sendo evidenciada uma predominância da gordura na região abdominal (91,3±10,8 vs 101,5±15,1cm), de água corporal total (33,4±7,7 vs 40,1±8,6L) e água extracelular (15,1±3,4 vs 18,1±4,2L) além do maior consumo de sódio (2278±755 vs 2906±650mg) e de gorduras (59,8±17,6 vs 71,8±23g). A BIA superestimou a quantidade de água corporal nos pacientes em HD e, consequentemente as massas corporais hidratadas. Ao comparar os valores de BIVA vs BIS foi evidenciada apenas uma fraca concordância (kappa = 0,34). Conclusão: Pacientes com maior GPID além de mais água extracelular apresentam maior gordura corporal e consumo de alimentos ricos em gordura e sódio. A BIS pode ser um método que melhor avalia pacientes em HD com sobrecarga hídrica e desta forma, poderia auxiliar no manejo do GPID, individualizando o cuidado nutricional destes pacientes e propiciando maior qualidade de vida.
Título em inglês
Nutritional status and body composition of hemodialysis patients, according interdialytic weight gain
Palavras-chave em inglês
Body composition
Hemodialysis
Interdialytic weight gain
Nutritional status
Resumo em inglês
Introduction The interdialytic weight gain (IDWG), that gain between dialysis sessions, may be considered a predictor of quality of life and mortality in hemodialysis (HD) patients. Nutritional factors may be involved in preserving or worsening of these parameters and these relations are not investigated in detail. Objective: This study aimed to evaluate the nutritional status and body composition in hemodialysis patients, in relation to the IDWG. Methods: It was a cross-sectional study of 102 HD patients, of both sexes, 18 and 80 years old and without acute episodes of infection and / or inflammation, was conducted in two dialysis centers, at the Hospital and the Service Nephrology both in the city of Ribeirão Preto - São Paulo. After dialysis, it evaluated the nutritional status through anthropometric data (body mass index, waist circumference, hip circumference, skinfold thickness and handgrip strength) and the use of subjective global analysis of 7 points, food intake data assessed by food record 24 hours and biochemical data and body composition was assessed using bioimpedance unifrequencial - BIA, the bioimpedance vector analysis - BIVA and multifrequency bioimpedance spectroscopy - BIS. Results: Patients with higher interdialytic weight gain had significantly higher body mass index (24.5±4.1 vs 28.8±5.5kg/m²), excess body fat (22.7±9.5 vs 31.7±14,4kg), evidencing a predominance of fat in the abdominal region (91.3±10.8 vs 101.5±15,1cm), total body water (33.4±7.7 vs 40.1±8,6L) and water extracellular (15.1±3.4 vs 18.1±4,2L) in addition to the increased consumption of sodium (2278 ± 755 vs. 2906 ± 650mg) and fat (59.8±17.6 vs 71.8±23g). The BIA overestimated the amount of body water in HD patients and consequently the body hydrated masses. When comparing the values of BIVA vs BIS was evidenced only a weak agreement (kappa = 0.34). Conclusion: Patients with higher IDWG as well as more extracellular water have higher body fat and consumption of foods high in fat and sodium. The BIS may be a method that better evaluates HD patients with fluid overload and thus, could help in the management of IDWG, individualizing the nutritional care of these patients and providing better quality of life.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
HERICHOLLAND.pdf (1.51 Mbytes)
Data de Publicação
2017-04-20
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.