• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.17.2019.tde-16112021-115656
Documento
Autor
Nome completo
Hellen Luiza Meireles Silva
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2019
Orientador
Banca examinadora
Peria, Fernanda Maris (Presidente)
Aquino, Thiago Antonio Avellar de
Barreira, Cristiano Roque Antunes
Lima, Nereida Kilza da Costa
Título em português
Posicionamento pessoal de pacientes oncológicos em cuidados paliativos: um estudo de método misto
Palavras-chave em português
Cuidados paliativos
Fenomenologia
Oncologia
Qualidade de vida
Sentido de vida
Resumo em português
A experiência desafiadora de conviver diariamente com a condição de adoecimento oncológico avançado lança uma visão de homem mais ampla que os Cuidados Paliativos em Oncologia também preconizam. Porém, ainda predomina a avaliação e o tratamento do paciente direcionado para questões de natureza física, apontando uma lacuna técnica dos profissionais da área. A literatura aponta que a Logoterapia e Análise Existencial de Viktor Frankl pode auxiliar nesta lacuna, pois foi o objetivo do autor reconhecer a dimensão específica do ser humano, a nooética, além das dimensões psico-físicas. Nesta dimensão é expressa a busca de sentido na vida e a literatura aponta que o sentido de vida é um importante auxílio no enfrentamento do adoecimento que ameaça a vida, sendo associado à melhora da qualidade de vida e diminuição de sintomas físicos e emocionais. Há também a necessidade de incluir na pesquisa destes pacientes a análise profunda de suas experiências, pois são fontes seguras de uma melhor compreensão de seus posicionamentos provocando um novo olhar de cuidado. O objetivo deste estudo foi contribuir nesta lacuna pela avaliação do posicionamento pessoal de pacientes oncológicos em cuidados paliativos por meio de métodos mistos. O estudo foi transversal com amostra quantitativa de 71 pacientes e foram aplicados instrumentos que medem o sentido de vida, qualidade de vida e sintomas de humor somada à coleta de dados sociodemográficos, diagnóstico, tratamentos realizados e avaliação da funcionalidade. A amostra qualitativa foi de 14 pacientes sendo realizadas entrevistas fenomenológicas. Todos os pacientes estavam em acompanhamento ambulatorial. Os resultados mostraram que os pacientes se voltaram para o viver, distanciando-se da condição de adoecimento e a factualidade da morte para não se deixar impactar pelas suas futuras consequências anunciadas e conseguir estar voltados àquilo que é possível ser realizado na vida. Isto exige uma dura luta que sustenta este posicionamento e, em conjunto com a sensibilidade à vida, alimenta e configura esta luta. Estas experiências envolvem alguma funcionalidade e verificou-se que ela mediou a relação entre tratamento oncológico e diminuição de depressão, mostrando a importância do tratamento que permite atividades no cotidiano. A experiência de fé na continuidade da vida, indissociável a distintas modalidades de fé religiosa com perspectivas diversas sobre o estágio paliativo, sustenta horizontes de esperança nesta continuidade lançando possibilidades de realização presente e futura. Em meio a este processo intencional, configura-se também um dar-se conta das razões/causas pelas quais os pacientes estão motivados a viver. Houve alto índice de sentido de vida entre os pacientes, sendo associado ao aumento de qualidade de vida e diminuição de sintomas de ansiedade, depressão e de fadiga. O último elemento que aparece e estrutura esta experiência é a vontade intensa de viver e o valor da vida. Assim, o presente trabalho apontou, por meio da complementariedade do método misto, o reconhecimento do posicionamento existencial dos pacientes oncológicos em Cuidados Paliativos que pode auxiliar nos planos de tratamento realizados pelos profissionais de saúde, sendo mais um braço na grande tarefa de concretizar a humanização e a qualidade de vida preconizada pelos Cuidados Paliativos em Oncologia.
Título em inglês
Personal positioning of palliative care oncology patients: a mixed method study
Palavras-chave em inglês
Meaning of life
Oncology
Palliative care
Phenomenology
Quality of life
Resumo em inglês
The challenging experience of living daily with an advanced cancer diagnosis directs to understand the human being in a broader context that Palliative Care Cancer advocates. However, the evaluation and treatment of cancer patients are focused on physical questions, highlighting the difficulty in considering the individual in his uniqueness and values. Logotherapy and Viktor Frankl's existential analysis can contribute in this context, by recognizing the specific dimension of the human being, bioethics, in addition to the psychophysical dimensions. The focus is the search for the meaning of life and its importance when facing a life-threatening disease; and being associated with quality of life improvement and reduction of physical/emotional symptoms. The literature needs further analysis of patients' experiences in this confrontation, contributing to a better understanding of their positions and enabling to reorganize the line of care of these patients. Our study aimed to analyze the association between meaning of life, quality of life, anxiety and depression in patients with advanced cancer in palliative care and to contextualize and confront these quantitative data with their experiences of illness described from their own perspective. It was a transversal study of mixed methods with 71 patients analysed with scales to measure the level of meaning of life, quality of life; symptoms of anxiety and depression and functionality. Qualitative data were obtained from 14 patients submitted to an open interview which was recorded and later transcribed, and analyzed in an exploratory way, described according to the phenomenological aspect. All patients were in outpatient follow-up at Clinical Oncology and Palliative Care Services from Hospital of Clinics of Ribeirão Preto Medical School of University of São Paulo. The results demonstrated that patients intentionally turn to live, moving away from the disease condition and the factuality of death; seeking not to fear the future consequences and to be able to focus on what can be accomplished in life. This requires an inner struggle that underpins this stance and, together with life sensitivity, feeds and configures this struggle. These experiences involve some functionality and it was found that it mediated the relationship between cancer treatment and depression reduction, showing the importance of treatment that allows daily activities. Faith in the continuity of life, often inseparable from religious faith, and manifested in various ways in incurable diseases, sustains the hope in this continuity and allows us to consider possibilities of present and near future realization. In this intentional process, there is also a deeper understanding of the reasons/causes why patients are motivated to live. We identified a high sense of life index among patients, being associated with an increased quality of life and decreased in anxiety symptoms, depression and fatigue. The last element that appears and underlies this experience is the intense desire to live and the value of life. This study contributed, through the complementarity of mixed methods, the recognition of the existential positioning of cancer patients in Palliative Care. Such information may complement the planning and more individualized approach of health professionals, in the search of greater humanization and quality of life advocated by Palliative Care in Oncology.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
hellen.pdf (6.23 Mbytes)
Data de Publicação
2021-11-23
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.