• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Eliana Redigolo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2018
Orientador
Banca examinadora
Troncon, Luiz Ernesto de Almeida (Presidente)
Dewulf, Nathalie de Lourdes Souza
Freitas, Osvaldo de
Pinto, Maria Paula Panuncio
Título em português
Características da formação profissional e percepções sobre a utilidade do curso de graduação e sobre as demandas educacionais atuais do farmacêutico inserido em unidades da Secretaria Municipal da Saúde de Ribeirão Preto, Estado de São Paulo
Palavras-chave em português
Educação
Farmacêutico
Formação profissional
Resumo em português
O perfil de formação do farmacêutico se modificou ao longo do tempo e os currículos das instituições formadoras passaram por alterações no propósito de preparar esse profissional de forma mais adequada, oferecendo, ao farmacêutico, melhores condições para exercer o elenco diversificado de atividades presentes na sua rotina de trabalho, nos diferentes espaços de atuação profissional. Este trabalho objetivou identificar o perfil de formação do farmacêutico das Unidades de Saúde da Secretaria Municipal da Saúde de Ribeirão Preto, caracterizar a frequência com que eles exercem as atividades pertinentes às suas atribuições e determinar a percepção desses profissionais, quanto à sua formação e às suas necessidades de educação continuada. Este foi um estudo exploratório descritivo e analítico, predominantemente quantitativo, do tipo corte transversal, utilizando questionário estruturado contendo duas escalas, sendo uma para identificação das atividades profissionais atualmente exercidas e a frequência deste exercício e a outra para avaliar a percepção do participante sobre a utilidade da sua formação na graduação para o exercício das diversas atividades profissionais. Os resultados revelaram que o farmacêutico que atua nas unidades ambulatoriais do município de Ribeirão Preto é na sua maioria do sexo feminino (84%), com faixa etária entre 25 e 57 anos. A graduação desses profissionais ocorreu entre os anos de 1981 a 2014, sendo 56,8% graduados em instituições públicas, com menor proporção deles tendo formação "Generalista" (34%). A formação pós-graduada foi relatada por 90,9% desses farmacêuticos, com destaque para a Especialização (75%). Houve grande variação na frequência com que os farmacêuticos exercem as suas atividades profissionais, predominando, porém, aquelas que implicam em contato direto com o usuário. Houve também grande variação na percepção desses profissionais quanto à utilidade da formação recebida durante o curso de graduação para exercer o elenco de atividades presentes na sua rotina de trabalho, sendo constatadas proporções elevadas de participantes que relataram que não tiveram nenhuma formação para várias delas. Grande parte das atividades mais frequentemente desenvolvidas pelos farmacêuticos participantes deste estudo foram aquelas que, em relação às quais, o curso de graduação foi percebido como tendo maior utilidade. Proporções muito expressivas dos participantes atribuíram graus elevados de necessidade às diferentes atividades de educação continuada. Os dados obtidos indicam a importância do curso de graduação em Farmácia na formação profissional. Essa importância, no entanto, parece ser relativa, visto que a maioria dos farmacêuticos teve formação pós-graduada e percebe as atividades de educação continuada como muito necessárias. A educação profissional constitui, portanto, um contínuo, que se inicia no curso de graduação, completa-se com atividades formais logo após a graduação e se prolonga ao longo do período de atuação do farmacêutico nos serviços de saúde.
Título em inglês
Characteristics of the professional training and perceptions on the utility of the undergraduate education and on current training needs of the pharmacists working in healthcare centres of the Municipal Department of Health, Ribeirao Preto, State of Sao Paulo, Brazil
Palavras-chave em inglês
Education
Pharmacist
Professional qualification
Resumo em inglês
Education and training of the pharmacist has been changing over time and, accordingly, curricula of educational institutions have also undergone changes in the purpose of better preparing professionals to work in different occupational spaces. This study aimed at identifying the education and training profile of the pharmacists working in the healthcare services of the Municipal Department of Health, Ribeirão Preto, State of São Paulo, Brazil. The study also aimed at determining the frequency with which they perform their various professional activities, and determining their perceptions regarding the utility of their training in the undergraduate programs and their continuing education needs. This was an exploratory, descriptive and analytical cross-sectional study, using a structured questionnaire containing two scales, one to measure the frequency of the various professional activities currently performed and the other to evaluate the participant's perception of the usefulness of their undergraduate training in the exercise of their professional activities. Results showed a predominance of female pharmacists (84%), aged between 25 and 57 years. They were graduated between 1981 and 2014, with 56.8% of them graduating in public institutions, with a lower proportion of them having a "Generalist" degree (34%). Post-graduate training was reported by 90.9% of them, with the majority (75%) taking the Specialization modality. The frequency with which pharmacists usually perform their various professional activities was rather variable, predominating, however, those activities that imply in direct contact with patients. The perception of the pharmacists about the usefulness of their undergraduate training was also rather variable. However, a high proportion of participants reported that they had no undergraduate training for performing some of their routine professional activities. Many of the activities more frequently performed were those that, in relation to which, the undergraduate course was perceived as having more usefulness. The large majority of the pharmacists participating in this study reported as highly needed a number of different continuing education activities. The results obtained in this study point out to the importance of the undergraduate course in Pharmacy, which however seems to be relative, since the majority of the pharmacists had further postgraduate training and perceive continuing education activities as highly needed. The pharmacist professional education and training must therefore be seen as a continuum, beginning in the undergraduate course, progressing with other formal educational activities shortly after graduation and continuing throughout the professional activity in healthcare services.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
ElianaRedigoloCO.pdf (2.16 Mbytes)
Data de Publicação
2019-09-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.