• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.17.2016.tde-10082015-170115
Documento
Autor
Nome completo
Vanessa Maciel Braulio da Fonseca
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2015
Orientador
Banca examinadora
Borges, Marcos de Carvalho (Presidente)
Martins, Flaviano dos Santos
Roxo Júnior, Pérsio
Título em português
Estudo da prevenção da asma induzida por um alérgeno em um modelo animal com a administração de Saccharomyces cerevisiae UFMG 905
Palavras-chave em português
Asma
Inflamação das Vias Aéreas
Probiótico
Resumo em português
A prevalência de asma tem aumentado em crianças e nas comunidades que adotam um estilo de vida ocidental e se tornam mais urbanizadas. A teoria da higiene sugere que a exposição a infecções e contato não higiênicos na infância pode proteger contra o desenvolvimento de asma. Probióticos são micro-organismos vivos que conferem um benefício à saúde do hospedeiro. O tratamento com Saccharomyces cerevisiae UFMG 905 protegeu camundongos contra infecções intestinais, preveniu a translocação bacteriana e aumentou a produção de IL-10. Até o momento, não há descrição do uso de Saccharomyces cerevisiae UFMG 905 na prevenção e/ou tratamento da asma. Os objetivos deste trabalho foram avaliar os efeitos da administração de Saccharomyces cerevisiae UFMG 905 na prevenção da asma e os mecanismos envolvidos. Camundongos Balbc machos de 6 a 8 semanas foram sensibilizados duas vezes com ovalbumina (OVA), com uma semana de intervalo, e desafiados com OVA diariamente por três dias consecutivos. Os camundongos receberam por gavagem Saccharomyces cerevisiae UFMG 905 diariamente, dez dias antes da primeira sensibilização e durante todo o período de sensibilização e desafios, totalizando 27 administrações. O grupo controle recebeu apenas salina ou PBS. Assim quatro grupos, de 6 a 8 camundongos, foram estudados: Prev. SAL/PBS, Prev. OVA/PBS, Prev. SAL/Sac e Prev. OVA/Sac. Após a sensibilização e desafios, os animais foram anestesiados, ventilados com um pequeno ventilador para animais FlexiVent® (Scireq, Montreal, QC, Canadá) e submetidos a medidas in vivo da mecânica pulmonar na condição basal e após a administração de concentrações crescentes de aerossóis com metacolina. Após, o lavado broncoalveolar (LBA) foi coletado para contagem total e diferencial de células. As citocinas IL-4, IL-5, IL-10, IL-13 e IFN- foram dosadas no LBA e homogenato pulmonar. Foi realizada histoquímica para visualização e quantificação de inflamação e colágeno. Observamos que o grupo Prev. OVA/PBS apresentou aumento significativo na hiper-responsividade brônquica (RRS: p<0,0001; RN: p<0,01 e G: p<0,05), o número total de células (p<0,0001), número de eosinófilos (p<0,001), e nos níveis de IL-4 (p<0,05) e IL-13 (p<0,05) quando comparado ao grupo Prev. SAL/PBS. O grupo Prev. OVA/Sac, em comparação ao grupo Prev. OVA/PBS apresentou redução na hiper-responsividade brônquica (RRS: p<0,001; RN: p<0,01; G: p<0,05), no número total de células (p<0,05), número de eosinófilos (p< 0,001) e níveis de IL-4 (p<0,05) no LBA. Em comparação com o grupo Prev. OVA/PBS, a administração de Saccharomyces cerevisiae UFMG 905 reduziu os níveis de IL-5 (p<0,05) e IL-13 (p<0,05) no homogenato do pulmão, e as células inflamatórias no pulmão (p<0,001). Adicionalmente, houve aumento nos níveis de IL-10 (p<0,05) no tecido pulmonar do grupo OVA/Sac em comparação ao grupo Prev. OVA/PBS. Conclui-se que a Saccharomyces cerevisiae UFMG 905 atenuou as principais características da asma em um modelo animal e, consequentemente, pode ter um efeito benéfico na prevenção da asma.
Título em inglês
The administration of live Saccharomyces cerevisiae inhibits bronchial responsiveness and the airway inflammation in an animal model of asthma.
Palavras-chave em inglês
Airway inflammation
Asthma
Probiotic
Resumo em inglês
The prevalence of asthma has increased in children and communities that adopt a Western lifestyle and become more urbanized. The hygiene hypothesis suggests that exposure to infections early in life can reduce the risk of asthma and other allergic diseases. Probiotics are live micro-organisms that confer a health benefit to the host. Treatment with Saccharomyces cerevisiae UFMG 905 protected mice against intestinal infections, prevented bacterial translocation and increased IL-10 production. There is no study of Saccharomyces cerevisiae in the prevention or treatment of asthma. The objective of this study was to evaluate the effects of viable Saccharomyces cerevisiae UFMG 905 administration in the prevention and treatment of asthma and the mechanisms involved. Male Balb/c mice were sensitized twice with ovalbumin (OVA) intraperitoneally, one week apart, and challenged with OVA intranasally for three days. Mice were treated by gavage with Saccharomyces cerevisiae UFMG 905 10 days before OVA sensitization and during challenges. Control mice received saline or PBS on the same days. After challenge, mice were ventilated with a small animal ventilator (FlexiVent®) and in vivo measurements of bronchial hyperresponsiveness were performed with increasing concentrations of methacoline aerosol (6.25, 12.5, 25 and 50 mg/ml). Bronchoalveolar lavage(BAL) was collected to quantify total and differential cell counts. Levels IL-4, IL-5, IL-10, IL-13 and IFN- in BAL and lung homogenate were measured by ELISA. Inflammatory cell number and collagen deposition were assed in lung tissues. Oral treatment with Saccharomyces cerevisiae UFMG 905 significantly decreased airway hyperresponsiveness, measured by total resistance (p<0,0001), central airway resistance(p<0,001) and tissue resistance (p<0,05). Saccharomyces cerevisiae UFMG 905 significantly attenuated total cell number (p<0,05) and the influx of eosinophil (p<0,001) to the airway lumen. Furthermore, inflammatory cell number in lung peripheral (p<0,001 and levels of IL-4 (p<0,05) in BAL and IL-5 (p<0,05) and IL-13 (p<0,05) in lung homogenate were significantly diminished by Saccharomyces cerevisiae UFMG 905.Of note, Saccharomyces cerevisiae UFMG 905 restored IL-10 (p<0,05) levels in lung tissue. In conclusion, oral administration of Saccharomyces cerevisiae 905 UFMG attenuated major asthma-like characteristics in a mouse model. These results showed that Saccharomyces cerevisiae UFMG 905 might have potential for prevention of asthma.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-01-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.