• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.17.2021.tde-05072021-160145
Documento
Autor
Nome completo
Adib Koury Junior
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2021
Orientador
Banca examinadora
Abud, Daniel Giansante (Presidente)
Cavalcante, Rafael Noronha
Leal Filho, Joaquim Mauricio da Motta
Santos, Marcel Koenigkam
Título em português
Acesso radial distal guiado por ultrassonografia para intervenções transarteriais abdominopélvicas
Palavras-chave em português
Artéria radial
Cateterização periférica
Radial distal
Radiologia intervencionista
Resumo em português
Introdução: Procedimentos intervencionistas transarteriais do território abdominopélvico têm habitualmente sido realizados por meio de acesso femoral. O acesso radial já vem sendo utilizado para realização de procedimentos diagnósticos e terapêuticos, tanto no território coronariano como abdominopélvico com baixas taxas de complicações. O acesso radial distal à tabaqueira anatômica apresenta vantagens sobre o acesso radial convencional, como maior conforto ao paciente e ao operador, menores taxas de complicações no sítio de punção e menores taxas de oclusão da artéria radial. Objetivos: Avaliar a segurança e reprodutibilidade do acesso radial distal guiado por ultrassonografia para procedimentos intervencionistas abdominopélvicos. Método: Foram coletados dados prospectivos de 42 procedimentos intervencionistas transarteriais abdominopélvicos onde foi utilizado o acesso radial distal em 37 pacientes. Os pacientes com diâmetro da artéria radial distal menor que 1,7 mm não foram incluídos no estudo. Os pacientes foram avaliados clinicamente após 2 horas e 30 dias para avaliação de possíveis complicações relacionadas ao sítio de punção. Resultados: Trinta e sete pacientes foram submetidos a 42 procedimentos transarteriais abdominopélvicos com a intenção de acesso radial distal. O diâmetro médio da artéria radial distal foi 2,32 mm, variando entre 1,7 mm e 3,2 mm. A artéria radial esquerda foi utilizada em 88,1% dos casos. A taxa de sucesso técnico obtido foi 97,6%. Não houve complicações relacionadas ao sítio de punção. Conclusão: Este estudo sugere que o acesso radial distal guiado por ultrassonografia para procedimentos intervencionistas abdominopélvicos é seguro e factível, com taxas altas de sucesso técnico e reprodutibilidade.
Título em inglês
Ultrasound-guided distal radial access for abdominopelvic transarterial interventions
Palavras-chave em inglês
Distal radial
Interventional radiology
Peripheral catheterization
Radial artery
Resumo em inglês
Introduction: Transarterial interventional procedures in the abdominopelvic territory have usually been performed through femoral access. Radial access has already been used to perform diagnostic and therapeutic procedures in both the coronary and abdominopelvic areas with low rates of complications. The distal radial access to the anatomical snuffbox has advantages over conventional radial access, such as greater comfort for the patient and the operator, lower rates of complications at the puncture site and lower rates of radial artery occlusion. Objectives: To evaluate the safety and reproductibility of ultrasound-guided distal radial access for abdominopelvic interventional procedures. Method: Prospective data were collected from forty-two abdominopelvic transarterial interventional procedures using 37 distal radial access. Patients with distal radial artery diameter less than 1.7 mm were not included in the study. The patients were evaluated after 2 hours and 30 days to search for possible complications related to the puncture site. Results: Thirty-seven patients underwent 42 abdominopelvic transarterial procedures with the intention of distal radial access. The average diameter of the distal radial artery was 2.32 mm, ranging from 1.7 mm to 3.2 mm. The left radial artery was used in 88.1% of cases. The technical success rate obtained was 97.6%. There were no complications related to the puncture site. Conclusion: This study suggests that ultrasound-guided distal radial access for abdominopelvic interventional procedures is safe and feasible, with high rates of technical success and reproducibility.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
ADIBKOURYJUNIOR.pdf (15.17 Mbytes)
Data de Publicação
2021-07-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.