• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.17.2021.tde-05072021-155335
Documento
Autor
Nome completo
Naiara Laís Siqueira
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2021
Orientador
Banca examinadora
Romão, Elen Almeida (Presidente)
Maniglia, Fabíola Pansani
Caramori, Jacqueline Costa Teixeira
Martinez, Jose Antonio Baddini
Título em português
Associação entre o exame clínico e estimativas com dados bioelétricos para a quantificação de sobrecarga hídrica em pacientes portadores de doença renal crônica com edema
Palavras-chave em português
Composição corporal
Edema
Exame físico
Hiper-hidratação
Impedância bioelétrica
Resumo em português
O edema é uma condição comum em pacientes portadores de doença renal crônica. A quantificação do edema pelo exame físico, por meio da pesquisa do sinal de cacifo é subjetiva e sua correlação com o volume de sobrecarga hídrica ainda é desconhecida. Estimar o aumento de peso do paciente devido ao edema, é um desafio na prática clínica de médicos e nutricionistas, principalmente quando o paciente não sabe referir seu peso prévio ou o exame de bioimpedância elétrica não está disponível. Foi realizado um estudo transversal observacional com pacientes portadores de doença renal crônica em todos os estágios da doença, com ou sem edema ao exame físico. O objetivo desse estudo foi quantificar os valores de sobrecarga hídrica pela bioimpedância elétrica por espectroscopia e o aumento do peso corporal para as classificações do edema em cruzes de forma a elaborar uma tabela objetiva de avaliação do edema. Também foram avaliados parâmetros bioquímicos, a composição corporal e hidratação dos pacientes. O exame físico do edema foi realizado por três avaliadores e analisado o grau de concordância entre eles. Os resultados foram expressos em percentual, média e desvio padrão, com seus respectivos intervalos de confiança (IC95%). Para a apresentação das variáveis foram utilizadas tabelas de contingência e utilizado os teste qui-quadrado e teste exato de Fischer para as variáveis contínuas. Para avaliar a diferença entre os grupos foi utilizada a análise ANOVA-oneway e para evidenciar a diferença entre os grupos foi utilizado o pós-teste de Tukey. A avaliação do grau de concordância entre os avaliadores foi feita pelo coeficiente Kappa ponderado. Para todas as análises foram consideradas significativas as associações com p <0,05. Foram avaliados duzentos pacientes com edema de origem renal acompanhados nos ambulatórios de nefrologia geral e uremia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (HCFMRP - USP). Resultados: a amostra foi predominantemente do sexo masculino (60%) com idade média de 54,39 +17,01 e tempo de seguimento ambulatorial médio de 41,8 + 56,87 meses. Os pacientes foram divididos em cinco grupos, de acordo com a classificação do edema: 0+ (n= 22), 1+ (n= 33), 2+ (n =99), 3+ (n =8) e 4+ (n =38). Os dados bioelétricos gerados pela bioimpedância mostraram associação positiva com a classificação em cruzes pelo exame físico para sobrecarga hídrica (p <0,0001); água extracelular em litros e percentual (p <0,0001); índice do edema: água extracelular/água corporal total (p <0,0001); índice de água extracelular/água intracelular (p <0,0001); ângulo de fase (p <0,0001); e percentual de aumento do peso (p <0,0001). Em relação ao estado nutricional, a maior parte da amostra apresentou excesso de peso (56%) quando avaliados pelo Índice de Massa Corporal, justificados por valores aumentados de massa de gordura em todos os grupos (p <0,0001) e redução tanto da massa livre de gordura quanto da força muscular, sendo que 55% apresentaram força de preensão palmar abaixo do percentil 30. A concordância entre os avaliadores para o exame físico foi melhor quanto à localização do edema e classificação em cruzes. Concluímos que a avaliação do edema, por meio da utilização de uma escala padronizada de classificação do edema em cruzes, utilizando a altura do edema como característica principal, permite inferir a sobrecarga hídrica e aumento do peso corporal para pacientes com 1 a 3 cruzes de edema, mas não pode ser usada para pacientes em anasarca. Os resultados deste trabalho mostram que a avaliação do edema e classificação da sua gravidade pela altura foi efetiva, reprodutível e mostrou associação positiva com os dados bioelétricos gerados pela bioimpedância por espectroscopia. A utilização da tabela do edema pode ser uma ferramenta útil na avaliação de pacientes edemaciados na prática clínica de médicos e nutricionistas.
Título em inglês
Association between clinical examination and bioelectric data for the quantification of fluid overload in chronic kidney disease patients with edema
Palavras-chave em inglês
Bioelectrical impedance
Body composition
Edema
Hyperhydration
Physical examination
Resumo em inglês
Edema is a common condition in patients with chronic kidney disease. The quantification of edema by physical examination and pitting is subjective. The association with the volume of water overload is still unknown. Estimating the patient's weight gain due to edema is a challenge in doctor's and nutritionist's clinical practice, especially when the patient does not know how to refer his previous weight or the electrical bioimpedance test is unavailable. A cross-sectional observational study was carried out with patients with chronic kidney disease at all stages of the disease. The aim of this study was to quantify the values of water overload by electrical bioimpedance by spectroscopy and the increase in body weight for the classification of edema in grade for the elaboration of an objective table for the evaluation of edema. Biochemical parameters, body composition, and hydration of patients were also evaluated. Three evaluators performed the physical examination of the edema, and the degree of agreement between them was analyzed. The results were expressed as percentages, mean and standard deviation, with their respective confidence intervals (95% CI). For the presentation of the variables, contingency tables were used, and the Chi-square test and Fisher's exact test were used for the continuous variables. The ANOVA-oneway analysis was used to assess the difference between groups and the Tukey post-test was used to evidence differences between the groups. The assessment of the degree of agreement between the evaluators was made using the weighted Kappa coefficient. For all analyzes, associations with p <0.05 were considered significant. Two hundred patients with edema of renal origin followed in general nephrology, and uremia outpatients at the Hospital das Clínicas of the Ribeirão Preto Medical School (HCFMRP) were evaluated. Results: The sample was predominantly male (60%), with an average age of 54.39 +17.01 and an average follow-up time of 41.8 +56.87. Patients were divided into five groups according to the edema classification: 0+ (n = 22), 1+ (n = 33), 2+ (n = 99), 3+ (n = 8) and 4+ (n = 38). The bioelectric data generated by bioimpedance showed a positive association with the classification in grades by physical examination for water overload (p <0.0001); extracellular water in liters and percentage (p <0.0001); edema index: extracellular water / total body water (p <0.0001); extracellular water / intracellular water index (p <0.0001); phase angle (p <0.0001); and percentage of weight gain (p <0.0001). Regarding nutritional status, most of the sample was overweight (69%) when assessed by the Body Mass Index and sarcopenia, justified by increased values of fat mass in all groups (p <0.0001) and reduction both fat-free mass and muscle strength (55% had handgrip strength below P30). The agreement between the evaluators for the physical examination was better regarding the edema's location and classification in grades. We conclude that the evaluation of edema, using a standardized scale for the classification of edema in crosses, using the height of the edema as the main characteristic, allows inferring water overload and increasing body weight for patients with 1 to 3 crosses of edema, but it cannot be used for patients in anasarca. This study results show that the evaluation of edema and classification of its severity by height was effective, reproducible, and showed a positive association with the bioelectric data generated by bioimpedance by spectroscopy. The use of the edema table can be a useful tool in evaluating edema patients in the clinical practice of doctors and nutritionists.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2021-07-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.