• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Master's Dissertation
DOI
10.11606/D.17.2019.tde-28112018-094549
Document
Author
Full name
Fernanda Bianco Correa
E-mail
Institute/School/College
Knowledge Area
Date of Defense
Published
Ribeirão Preto, 2018
Supervisor
Committee
Coltro, Pedro Soler (President)
Carvalho, Viviane Fernandes de
Farina Junior, Jayme Adriano
Souza, Cacilda da Silva
Title in Portuguese
Estudo prospectivo, randomizado e controlado comparando a contração tardia do enxerto de pele parcial entre três matrizes dérmicas no tratamento das sequelas de queimaduras
Keywords in Portuguese
Biomateriais
Cicatrização
Contração do enxerto
Matriz dérmica
Queimadura
Sequelas de queimaduras
Abstract in Portuguese
Introdução: O uso de matrizes dérmicas é uma opção no tratamento de vários tipos de sequelas de queimaduras. O objetivo deste estudo foi avaliar e comparar a contração tardia dos enxertos de pele de espessura parcial autólogos utilizados para o tratamento de sequelas de queimaduras associado com as matrizes dérmicas Integra®, Matriderm® e Pelnac®. Métodos: Este é um ensaio clínico prospectivo, randomizado e controlado, e foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da instituição. O estudo comparou a contração da área do enxerto de pele de espessura parcial autólogo associado ou não com a matriz dérmica após 1, 3, 6 e 12 meses da cirurgia para tratamento de sequelas de queimaduras em pacientes da Unidade de Queimados de um hospital universitário. Os critérios de inclusão foram pacientes acima de 18 anos de idade, com uma ou mais sequelas de queimadura causando prejuízo funcional, com seguimento pós-queimadura de no mínimo 1 ano, e com indicação de tratamento cirúrgico usando enxerto de pele de espessura parcial. Os critérios de exclusão foram a perda do seguimento clínico, perda da matriz dérmica e falha na integração de mais de 10% do enxerto de pele parcial. As sequelas dos pacientes foram submetidas a randomização permutada em bloco por sorteio (de acordo com as normas do CONSORT) para um de quatro grupos: Grupo Integra® (n=10), Grupo Pelnac® (n=10), Grupo Matriderm® (n=9), e Grupo Controle (n=10), cujo tratamento envolveu apenas o enxerto de pele sem uso de matriz dérmica. Utilizamos este tipo de randomização para garantir um número balanceado de participantes nos diferentes grupos. As cirurgias foram realizadas pelo mesmo cirurgião e consistiu na ressecção da sequela da queimadura, gerando um defeito de cobertura cutânea. As cirurgias foram em dois tempos para os grupos Integra® e Pelnac® (primeiro a ressecção da sequela e colocação da matriz dérmica, e 21 dias depois remoção da lâmina de silicone e aplicação do enxerto de pele de espessura parcial autólogo sobre a matriz), ou em tempo único para os grupos Matriderm® e Controle (ressecção da sequela, colocação da matriz e do enxerto de pele de espessura parcial, ou apenas do enxerto de pele de espessura parcial). A obtenção dos enxertos de pele foi realizada por meio de dermátomo elétrico com regulagem de 0,2mm de espessura em todos os grupos. No intraoperatório, o contorno do defeito tridimensional (que corresponde ao contorno da matriz ou do enxerto de pele) foi marcado com azul de metileno e transferido para um anteparo maleável estéril de superfície plana, sempre em posição de extensão máxima para membros e pescoço. A obtenção das medidas no pós-operatório foi realizada da mesma forma com 1, 3, 6 e 12 meses. Essas medidas foram posteriormente transferidas para uma folha de papel com escala de centímetros, e submetidas a fotografias com máquina fotográfica com plano focal paralelo ao da folha de papel e com distância fixa de 40 cm. O cálculo das dimensões foi realizado por meio do software de planimetria digital "Image J" e comparados entre os grupos. Dessa forma, foi possível calcular a porcentagem de contração do enxerto de pele de espessura parcial em relação ao defeito original. A análise estatística foi realizada pelo software SAS® 9.2 utilizando o modelo de regressão linear com efeitos mistos (efeitos aleatórios e fixos), e o nível designificância adotado foi 5%. Resultados: Foram operadas 39 sequelas de queimaduras em 30 pacientes, sendo 19 do sexo masculino e 21 do sexo feminino. Após 12 meses, os resultados mostraram que o Grupo Controle apresentou menores taxas de contração do enxerto comparado aos grupos das matrizes dérmicas Integra® (p<0,01), Matriderm® (p=0,01), e Pelnac® (p<0,01); o Grupo Pelnac® mostrou uma contração do enxerto de pele estatisticamente maior comparado ao Grupo Matriderm® (p<0,01) e ao Grupo Integra® (p=0,02); a contração do enxerto de pele do Grupo Integra® não apresentou diferença significativa comparado ao Grupo Matriderm® (p=0,16). A contração variou bastante entre as diversas áreas do corpo, e a região cervical apresentou uma elevada taxa de contração em todos os grupos, sendo estatisticamente maior comparado com as outras regiões do corpo (p<0,01). Conclusão: No tratamento de sequelas de queimaduras, a contração tardia dos enxertos de pele de espessura parcial foi maior quando associados com matrizes dérmicas, em comparação ao enxerto de pele sem uso de matriz. A contração dos enxertos teve grande variabilidade de acordo com o local da sequela, sendo que a região cervical apresentou os maiores índices de contração.
Title in English
Prospective, randomized and controlled clinical trial comparing the late contraction of the split-thickness skin graft among three dermal matrices in the treatment of burn sequelae
Keywords in English
Biomaterials
Burn
Dermal matrix
Graft contraction
Healing
Sequelae of burns
Abstract in English
Purpose: The use of dermal matrices is an option in the treatment of burn sequelae. The objective of this study was to evaluate and compare the contraction of autologous split-thickness skin grafts used for the treatment of burn sequelae associated with dermal matrices. Methods: This is a prospective, randomized, controlled clinical trial, comparing the contraction of the autologous split-thickness skin graft associated or not with dermal matrix after 1, 3, 6 and 12 months postoperatively for the treatment of burn sequelae. Patients were selected from the Burns Unit of an university hospital, and our Institutional Review Board approved this study. Inclusion criteria were patients with one or more burn sequelae causing functional impairment, with post-burn follow-up of at least one year, and with an indication of surgical treatment using split-thickness skin graft. Exclusion criteria were the loss of follow-up, loss of the dermal matrix, and failure to integrate more than 10% of the split-thickness skin graft. Patients' sequelae were randomly assigned to a randomized block design (according to the CONSORT standards) for one of four groups: Integra® Group (n = 10), Pelnac® Group (n = 10), Matriderm® Group (n = 9), and Control Group (n = 10), whose treatment involved only the skin graft without dermal matrix. Surgeries were performed by the same surgeon and consisted of resection of the burn sequelae, leading to a tegument defect. Surgeries were performed in two stages for the Integra® and Pelnac® groups (first resection of the sequela and placement of the dermal matrix, and 21 days later removal of the silicon sheet and application of the skin graft on the matrix), or in single stage for the Matriderm® and Control groups (resection of the sequelae, placement of the matrix and skin graft, or only the skin graft). The skin grafts were obtained using an electric dermatome with the regulation of 0.2 mm thickness in all groups. During the surgery, the contour of the three-dimensional defect (corresponding to the contour of the matrix or the skin graft) was marked with methylene blue and transferred to a sterile, flat surface, always in the position of maximum extension for limbs and neck. This procedure was also performed after 1, 3, 6 and 12 months postoperatively. Then, it was transferred to a sheet of paper with a centimeters scale and submitted to pictures using a camera with a fixed distance of 40 cm. The measures of the dimensions were carried out using the digital planimetry software "Image J" and compared among the four groups. Thus, we calculate the percentage of contraction of the split-thickness skin graft comparing it to the original defect. Statistical analysis was carried out using the linear regression model with mixed effects (random and fixed effects), and the significance level adopted was 5%. Results: Thirty-nine burn sequels were performed in 30 patients, 19 male and 21 female. Twelve months postoperatively, the results showed that the Control Group presented lower rates of skin graft contraction compared to the Integra® (p < 0.01), Matriderm® (p = 0.01) and Pelnac® (p < 0.01); the Pelnac Group showed a statistically larger contraction of the skin graft compared to the Matriderm® Group (p < 0.01) and the Integra® Group (p = 0.02); the contraction of the skin grafts from the Integra® Group did not present a significant difference compared to the Matriderm® Group (p = 0.16). The contraction varied widely among the treated areas, and the cervical region showed a high rate of contraction in allgroups, being statistically higher compared to the other body regions (p < 0.01). Conclusion: In the treatment of burn sequelae, the late contraction of split-thickness skin grafts was greater when associated with dermal matrices, in comparison to the skin graft without dermal matrix. The contraction of the skin grafts had great variability according to the location of the sequelae, and the cervical region had the highest rates of contraction.
 
WARNING - Viewing this document is conditioned on your acceptance of the following terms of use:
This document is only for private use for research and teaching activities. Reproduction for commercial use is forbidden. This rights cover the whole data about this document as well as its contents. Any uses or copies of this document in whole or in part must include the author's name.
Publishing Date
2019-02-13
 
WARNING: Learn what derived works are clicking here.
All rights of the thesis/dissertation are from the authors
CeTI-SC/STI
Digital Library of Theses and Dissertations of USP. Copyright © 2001-2022. All rights reserved.