• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.17.2009.tde-15072009-190452
Documento
Autor
Nome completo
Marcelo Ferreira Cassini
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2009
Orientador
Banca examinadora
Cologna, Adauto Jose (Presidente)
Trindade Filho, José Carlos Souza
Tucci Junior, Silvio
Título em português
Sobrevida de alotransplante renal com doador cadáver relacionada à idade do doador, tempo de isquemia fria e compatibilidade HLA
Palavras-chave em português
idade do doador cadáver.
taxa de sobrevida
Transplante renal
Resumo em português
Introdução: O transplante renal é amplamente reconhecido como a melhor forma de tratamento para os pacientes que necessitam de terapia de substituição renal, e isso o torna vítima de seu próprio sucesso. Apesar de ser considerado um triunfo clínico-cirúrgico, é igualmente uma fonte de frustração, pela carência de doadores de órgãos e pelo crescimento das listas de espera. Há necessidade do desenvolvimento de estratégias que tornem maior o número de rins disponíveis para transplante. A idade do doador, o tempo de isquemia fria (TIF) e o HLA (antígeno leucocitário humano de histocompatibilidade) são fatores que estão relacionados à sobrevida do enxerto e, desta forma, envolvidos na diminuição da demanda e no aumento da oferta de órgãos. Objetivos: Avaliar o impacto das variáveis, idade do doador, compatibilidade HLA e tempo de isquemia fria, na sobrevida do enxerto de pacientes submetidos à alotransplantes renais com doador cadáver. Materiais e Métodos: Foram analisados retrospectivamente 454 pacientes submetidos a transplantes renais com doadores cadáveres realizados de abril de 1987 a dezembro de 2003, no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (HCFMRP-USP). Resultados: Das variáveis analisadas, a idade do doador foi a de maior impacto estatístico na sobrevida dos transplantes renais estudados. A sobrevida dos enxertos oriundos de doadores com idade de 16 a 40 anos (143,30 meses em média), foi significativamente maior em comparação com a sobrevida nos grupos com doadores acima de 40 anos (66,46 meses) (p= 0,005) e nos doadores de 0 a 10 anos de idade (63,29 meses) (p= 0,01). A compatibilidade HLA e o TIF não interferiram de modo significativo na sobrevida dos transplantes estudados (p= 0,98 e p= 0,16 respectivamente). Conclusões: O tempo de isquemia fria (TIF) e a compatibilidade HLA não apresentaram impacto na sobrevida dos transplantes renais analisados. Os doadores cadáveres com idade de 16 a 40 anos podem ser considerados ideais, uma vez que demonstraram, de modo estatisticamente significativo, impacto favorável na sobrevida dos rins por eles doados.
Título em inglês
Impact of aged donors, HLA compatibility and cold ischemia time on survival rate of cadaver renal transplantation.
Palavras-chave em inglês
cadavers age donor.
Renal transplantation
survival rate
Resumo em inglês
Introduction: Renal transplantation is world wide recognized as the best therapy for patients that need kidney substitution treatment. It can be considered a clinical and surgical triumph and at the same time, its a form of frustration by the few organs donations available and by the growth of the waiting lists. New strategies are needed to be developed to increase the numbers of kidneys for transplantation. Donors aged, cold ischemia time (CIT) and human leukocyte antigen (HLA) compatibility are correlated with graft survival and consequently, with a diminished organs demand. Objectives: To study the impacts of donors age, cold ischemia time and HLA compatibility, on graft survival patients submitted to cadaver kidney allograft transplantation. Materials and Methods: Records from 454 patients, submitted to cadaver kidneys allograft transplantations between April/1987 and December/2003 by Division of Urology of the Clinical Hospital of Ribeirao Pretos School of Medicine at Sao Paulo University, were analyzed. Results: The age of kidneys donors was the most statistically significant data in the survival graft rate. Donors between 16 and 40 years old had a median survival rate about 143.30 months, that was significantly higher when compared with aged donors above 40 years (66.46 months) (p= 0.005) and below 10 years old (63,29 months) (p= 0.01). In our study, HLA compatibility and cold ischemia time didnt have statistically significant impact on renal allograft survival rate (p= 0.98 and p= 0.16, respectively). Conclusions: HLA compatibility and cold ischemia time didnt have significantly impact on renal allograft survival rate. Donors between 16 and 40 years old can be considered the ideal donors age, since they demonstrated statistically a favorable impact on grafts survival rate.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
1Introducao.doc (44.00 Kbytes)
2Objetivos.doc (22.50 Kbytes)
3Materiais_Metodos.doc (38.50 Kbytes)
4Resultados.doc (355.50 Kbytes)
5Discussao.doc (113.50 Kbytes)
6Conclusoes.doc (24.00 Kbytes)
8Anexos.doc (25.50 Kbytes)
capa.doc (34.00 Kbytes)
Dedicatorias.doc (26.50 Kbytes)
indice.doc (121.50 Kbytes)
Separacao.doc (31.00 Kbytes)
Data de Publicação
2009-09-18
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.