• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.17.2020.tde-11022020-152559
Documento
Autor
Nome completo
Ivan de Castro
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2019
Orientador
Banca examinadora
Soares, Ademilson Espencer Egea (Presidente)
Marin, Ana Lilia Alzate
Nascimento, Fabio Santos do
Paludo, Camila Raquel
Título em português
Caracterização populacional da abelha Tetragona elongata (Apidae, Meliponini) e de seu fungo simbionte Zygosaccharomyces sp
Palavras-chave em português
DNA mitocondrial
Morfometria geométrica
Simbiose
Tetragona elongata
Zygosaccharomyces
Resumo em português
As abelhas sem ferrão compõem um grupo importante de polinizadores nativos e participam da manutenção de ecossistemas, com grande potencial para serem usadas na agricultura, em recuperação de áreas degradadas e educação ambiental, além do fornecimento de produtos para consumo humano. Neste trabalho, buscamos elucidar a relação simbiótica observada entre a espécie de levedura Zygosaccharomyces sp. e a abelha Tetragona elongata, da tribo Meliponini, cuja presença na dieta das larvas se mostra essencial para seu desenvolvimento. Para isso, a estruturação populacional da abelha foi verificada por meio da análise de marcador mitocondrial, através do gene CitB, juntamente com análises morfométricas de asas. Para a caracterização populacional do fungo foi utilizado como marcador molecular a subunidade 26S de seu gene ribossomal. Dada a extensão do território amostrado para a abelha, as análises mostraram uma estruturação sutil com a identificação de alguns haplótipos exclusivos em poucas localidades, o que pode ser explicado pelo comércio de colmeias entre os criadores. Entretanto, os dados de morfometria permitiram a correta identificação de indivíduos de alguns grupos quando comparados entre regiões distantes através da Análise de Variação Canônica e Função Discriminante. O marcador utilizado para traçar o perfil da estrutura populacional do fungo apresentou uma nítida separação genética de outras linhagens do mesmo gênero, servindo como identificador para a espécie, porém, não se mostrou eficaz em discriminar subpopulações, apresentando um grau elevado de conservação e sem variações, mesmo em linhagens separadas por longas distâncias. Esse resultado corrobora e suporta a hipótese de que tais micro-organismos estejam em constante dependência das abelhas e que acompanham sua dispersão pelo território, dada sua importância alimentar que garante o sucesso no desenvolvimento da cria. Como desdobramento deste estudo, o isolamento do fungo também garante que as técnicas utilizadas para obtenção artificial de rainhas de Tetragona elongata sejam aprimoradas.
Título em inglês
Population characterization of the bee Tetragona elongata (Apidae, Meliponini) and its symbiotic fungus Zygosaccharomyces sp
Palavras-chave em inglês
Geometric morphometrics
Mitochondrial DNA
Symbiosis
Tetragona elongata
Zygosaccharomyces
Resumo em inglês
The stingless bees represent an important group of native pollinators and participate in ecosystems maintenance, with great potential for use in agriculture, recovery of degraded areas and environmental education, as well as the supply of products for human consumption. In this work, we seek to elucidate the symbiotic relationship observed between the yeast Zygosaccharomyces sp. and the bee Tetragona elongata, from the Meliponini tribe, whose presence in the larvae diet is essential for its development. For this, the population structure of the bee was verified through the mitochondrial marker analysis, through the CitB gene, along with morphometric analyzes of the wings. For the population characterization of the fungus the 26S subunit of its ribosomal gene was used as molecular marker. Given the extension of the territory sampled for the bee, the analyzes showed a subtle structure with the identification of some unique haplotypes in a few localities, which can be explained by the trade of hives among beekeepers. However, morphometric data allowed the correct identification of individuals from some groups when compared between distant regions through Canonical Variation Analysis and Discriminant Function. The marker used to trace the population structure of the fungus showed a clear genetic separation of other lineages of the same genus, serving as an identifier for the species, but it was not effective in discriminating subpopulations, presenting a high degree of conservation and without variations, even in strains separated by long distances. This result corroborates the hypothesis that these microorganisms are in constant dependence on the bees and that they accompany their dispersion throughout the territory, given their importance as larval food that guarantees success in the development of the brood. As a result of this study, this fungus isolation also ensures that the techniques used to obtain Tetragona elongata artificial queens are improved.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
IVANDECASTRO.pdf (4.00 Mbytes)
Data de Publicação
2020-04-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.