• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Virgínia Campos Silvestrini
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2019
Orientador
Banca examinadora
Gomes, Marcelo Damario (Presidente)
Balbuena, Tiago Santana
Rodrigues, Vanderlei
Silveira, Vanessa da Silva
Título em português
Avaliação proteômica das alterações no sistema ubiquitina proteassoma durante a transição epitélio-mesenquimal (EMT)
Palavras-chave em português
EMT
MG132
P5091
SAHA
Sistema ubiquitina proteassoma
USP7
Resumo em português
Câncer se destaca no contexto de patologias por ser uma das doenças que mais acometem mortes por ano, sendo caracterizada como um conjunto de doenças multifatoriais que tem em comum o crescimento desordenado de células que invadem tecidos e órgãos, podendo espalhar-se para outras regiões do corpo, dando origem às metástases. Uma importante etapa da cascata metastática é a transição epitélio-mesenquimal (EMT), um processo bem orquestrado que resulta na perda do fenótipo epitelial e aquisição do fenótipo mesenquimal pelas células tumorais, que adquirem carácter invasivo e migratório, além de se tornarem mais resistentes às drogas. Durante este processo, ocorrem inúmeras alterações celulares que modificam a estabilidade proteica e/ou promovem sua translocação subcelular, o transporte de proteínas para a membrana, alterações no citoesqueleto e incluindo o envio de proteínas para degradação pelo proteassoma. A desregulação de fatores de transcrição e modificação pós traducional de proteínas são fatores que podem levar à EMT. Após a eficiente indução da EMT in vitro utilizando o inibidor de histonas deacetilase (SAHA) em células de adenocarcinoma de mama MCF-7, foram realizadas análises proteômicas envolvimento os inibidores relacionados ao sistema ubiquitina proteassoma, MG132 e P5091. A modulação por inibição de USP7 resultou em variação da expressão de diversas proteínas biomarcadoras da EMT (SNAIL, ?-Catenina, CDK1) e proteínas envolvidas no ciclo celular (P53 e CDK1). O estudo proteômico permitiu a correlação do processo da EMT por SAHA com as vias de modificações pós traducionais relacionadas ao sistema ubiquitina proteassoma, e ainda propõe USP7 como alvo de estudos detalhados para EMT com potencial proposta terapêutica
Título em inglês
Proteomic analysis of alterations in the ubiquitin-proteasome system during epithelial to mesenchymal transition (EMT)
Palavras-chave em inglês
EMT
MG132
P5091
SAHA
Ubiquitin proteasome system
USP7
Resumo em inglês
Cancer stands out in the context of pathologies because it is one of the diseases that most affect deaths per year, being characterized as a set of multifactorial diseases that has in common the disordered growth of cells that invade tissues and organs, being able to spread to other regions of the body, giving rise to metastases. An important step in the metastatic cascade is the epithelial-mesenchymal transition (EMT), a well-orchestrated process that results in the loss of the epithelial phenotype and acquisition of the mesenchymal phenotype by the tumor cells that acquire a more invasive and migratory character, and become more resistant to drugs. During this process, numerous cellular alterations occur that modify the protein stability and/or promote its subcellular translocation, the transport of proteins to the membrane, changes in the cytoskeleton and including the sending of proteins for degradation by the proteasome. Deregulation of transcription factors and posttranslational modification of proteins are factors that can lead to EMT. After an efficient induction of EMT using the histone deacetylase inhibitor (SAHA) in MCF-7 breast adenocarcinoma cells, proteomic analyzes were performed involving inhibitors related to the ubiquitin proteasome system, MG132 and P5091. Modulation by inhibition of USP7 resulted in varying expression of various EMT biomarker proteins (SNAIL, ?-Catenina, CDK1) and cell cycle (P53 e CDK1). The proteomic study allowed the correlation of the SAHA EMT process with the posttranslational modifications pathways related to the ubiquitin proteasome system and also proposes USP7 as the target of detailed studies for EMT with potential therapeutic proposal
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-07-30
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.