• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.16.2021.tde-03052021-104404
Documento
Autor
Nome completo
Camila Campos de Almeida
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2021
Orientador
Banca examinadora
Santoro, Paula Freire (Presidente)
Comarú, Francisco de Assis
Rizek, Cibele Saliba
Título em português
OCUPA-SE: transitoriedade e resistência no centro de São Paulo 
Palavras-chave em português
Centros urbanos
Ocupações
Política urbana
Resistência
Revitalização urbana
Resumo em português
Este trabalho analisou a transitoriedade e a permanência no Centro de São Paulo em um contexto de "revitalização" urbana, a partir da análise de trajetórias de vida. O percurso narrativo foi construído no decorrer de três capítulos: intervenções, transitoriedade permanente e resistência. No primeiro, foi verificado como os planos e projetos que vêm sendo propostos para esta região desde a década de 1990 incidem atualmente sobre os territórios populares. É possível perceber uma transição no paradigma da "revitalização" por meio desses projetos: se antes a ideia era transformar a região pela cultura, atualmente, o objetivo é viabilizar a concessão de áreas urbanas para a iniciativa privada. Esse processo, que vem se complexificando desde o Projeto Nova Luz, tem provocado demolições, despossessão e deslocamentos no Centro. O segundo capítulo evidencia a transitoriedade permanente provocada por essas intervenções, e tem o objetivo entender que fatores contribuem para que essas famílias estejam em constante deslocamento. Na pesquisa, foi possível verificar que a gestão do território é central neste processo, e o Estado é identificado com o principal agente da desterritorialização, a partir do uso de mecanismos como remoções, violência policial, desassistência e cadastros, que contribuem para enfraquecer as relações e circuitos da vida nesses territórios. No último capítulo, portanto, o objetivo principal foi entender como muitas dessas famílias encontram alternativas para continuar vivendo no Centro. A pesquisa permitiu verificar que este é um processo de resistência apoiado em alianças para moradia, disputa institucional, sobrevivência e cooperação mútua, que permitem agenciar a permanência.
Título em inglês
Occupy: displacement and emplacement at São Paulo's downtown
Palavras-chave em inglês
City centers
Housing
Resistance
Urban policy
Urban regeneration
Resumo em inglês
This research analysed displacement and emplacement at São Paulo's downtown, alongside a context of urban regeneration and through tracking life trajectories. This journey unfolds over three chapters: urban interventions, displacements and resistance. At first, the research verifies the impact of a variety of urban plans and projects on popular territories, with further look on how these urban regenerations attempts have changed since the 1990's. This process has been happening since the 2000's and its landmark is the "Nova Luz" project. Since then, the popular territories at São Paulo's downtown have been a target to demolitions, dispossession and displacements. Therefore, the second chapter intends to systematize by which means territorial management has subjected people to permanent transience. The mechanisms identified mainly in the fieldwork are: evictions, police violence, neglect and bureaucracy, which largely contribute to undermine relations and arrangements that make life on these territories posible. In the final chapter, the focus is to identify practices mobilized as tools of resistance by the victims of dispossession. The emplacement at the downtown is a process based on alliances for housing, institutional dispute, survival and solidarity. Those alliances are essential to emplacement and to resistance on popular territories.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2021-07-15
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.