• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
https://doi.org/10.11606/T.16.2020.tde-01042021-232909
Documento
Autor
Nombre completo
Larissa de Alcantara Viana
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2020
Director
Tribunal
Leitão, Karina Oliveira (Presidente)
Carvalho, Caio Santo Amore de
Comarú, Francisco de Assis
Motta, Luana Dias
Tone, Beatriz Bezerra
Título en portugués
Chão, pó, poeira: a produção social do espaço a partir de ocupações recentes na cidade de São Paulo
Palabras clave en portugués
Autoprovisão
Autorreabilitação
Deslocamento
Luta coletiva
Produção social do espaço
Resumen en portugués
Este trabalho, ancorado em uma tríade formada pelas categorias de análise luta coletiva-mulheres-ocupação, aborda os nexos estabelecidos no processo de produção social do espaço contemporâneo entre a luta por moradia de fração precarizada da classe trabalhadora, a constituição do protagonismo feminino nessa luta e a conformação das estratégias de ação coletiva. Estabelece a hipótese de que esses nexos se configuram como mecanismo que dialeticamente constitui espaços de reprodução da vida, produz cidade em regime precário, funcional e associado à dinâmica global de produção capitalista do espaço, mas que em sua contradição - na forma particular das relações dialéticas de produção do espaço expressa por essa tríade - produz potências transformadoras. Parte-se de estudos de caso realizados nas ocupações Jardim da União e São João-588, respectivamente no extremo sul e no centro de São Paulo, enquanto processos de autoconstrução - aqui expressos por derivação conceitual pelos termos de autoprovisão e de autorreabilitação - que conformam parte expressiva da provisão de habitação da e para a classe trabalhadora. Da observação empírica desses espaços e dos processos e agentes de sua produção, busca-se elementos que contribuam para o entendimento da produção social do espaço urbano em sua interconexão com as lutas sociais. A estrutura que sustenta a tese é resultado da confrontação entre os dados de realidade que se depreendem do trabalho de campo com o referencial teórico inicial e o demandado pela própria interposição da realidade. Assim, à medida em que a tese se debruça em compreender as estratégias de luta de frações da classe trabalhadora, se desvela o protagonismo de lideranças mulheres. Ao investigar suas trajetórias de vida, trabalho e deslocamento no espaço, a dimensão de seu destino coletivo como encontro social em espaços precários se apresenta na conformação das lutas travadas nos interstícios do cotidiano, onde a produção residual do espaço - nos termos lefebvrianos - demonstra toda a potência transformadora em sua apropriação. Ao buscar apreender os nexos socioespaciais destes espaços, a máxima da dialética do espaço, de que os grupos sociais produzem o espaço e são por ele produzidos, se revela em sua especificidade.
Título en inglés
Ground, dust, dirt: the social production of space from recent squats in the city of São Paulo
Palabras clave en inglés
Collective struggle
Journeys
Self-provision
Self-renovation
Social production of space
Resumen en inglés
This work is based in the triad of collective struggle-women--occupy. The thesis addresses the connections established in the social process of production of contemporary space between the struggle of the most precarious fraction of the working class for housing, the arising of the female squatters as protagonists in this struggle and the composition of strategies of collective action. It establishes the hypothesis that these connections are configured as a mechanism that dialectically constitutes spaces of reproduction of life, produces cities in a precarious, functional regime associated to the global dynamic of capitalist production of space, but in contradiction produces transforming powers from the particular dialectic relations of production of space expressed by this triad. The work is based on case studies carried out in the squats Jardim da União and São João-588, respectively in the extreme south and downtown of the city of São Paulo, as examples of processes of self-construction. In this work self-construction is expressed as a conceptual derivation of the terms of self-provision and self-renovation, which form an expressive part of the provision of housing to and from the working class. From the empirical observation of these spaces, their processes and the agents of their production, elements are sought that contribute to the understanding of social production of urban space in its interconnection with social struggles. The structure of the thesis is the result of the confrontation between the inferred data of real facts from the field work with the initial theoretical reference and the demanded by the very interposition of reality. Thus, as the thesis focuses on understanding the strategies of struggle of fractions of the working class, the protagonist part of women leaders is revealed. When investigating their life, work and journeys in space, the dimension of their collective destiny as a social encounter in precarious spaces presents itself in the conformation of the struggles fought in the interstices of daily life, where the residual production of space - in Lefebvre's terms - demonstrates all the transforming power in its appropriation. In seeking to apprehend the socio--spatial nexus of these spaces, the maxim of the dialectics of space, that social groups produce the space and are produced by it, is revealed in its specificity.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2021-04-12
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2021. Todos los derechos reservados.