• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
10.11606/T.16.2011.tde-11072011-140556
Documento
Autor
Nombre completo
Altamiro Sérgio Mól Bessa
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2011
Director
Tribunal
Leite, Maria Angela Faggin Pereira (Presidente)
Alvares, Lucia Maria Capanema
Costa, Stael de Alvarenga Pereira
Custódio, Vanderli
Leme, Maria Cristina da Silva
Título en portugués
A construção das paisagens turísticas nos descaminhos da Estrada Real
Palabras clave en portugués
Construção de paisagens turísticas
Forças atuantes nas paisagens
Paisagens da Estrada Real
Paisagens sustentáveis
Paisagens turísticas
Resumen en portugués
Ao tentar retomar ocupações e traçados do passado, o turismo pode retomar, simultaneamente, (in)capacidades e conflitos presentes desde sempre nos lugares. Esta é a tese proposta neste trabalho. Para demonstrá-la, desenvolveu-se uma pesquisa mais abrangente que cuidou de verificar como são construídas as paisagens turísticas em unidades territoriais, núcleos e/ou rotas históricas e os resultados desta construção sobre os territórios. Como objetos de estudo tomou-se dois núcleos históricos situados no antigo Caminho dos Diamantes, uma das três rotas que formavam as chamadas Estradas Reais do Brasil Colônia: os Distritos de Milho Verde e São Gonçalo. Estas localidades, grandes produtoras de diamantes nos séculos XVII e XVIII, sofreram, àquela época, a imposição das forças de dominação da Coroa Portuguesa que as transformaram em um enclave rigidamente controlado. Ao final do período da mineração, as duas localidades apresentavam paisagens marcadamente distintas. As de Milho Verde revelavam um quadro de insustentabilidade ambiental ao passo que as de São Gonçalo revelavam um ambiente urbano paisagisticamente qualificado, cercado por uma natureza preservada. Mantidas abandonadas por mais de um século, em função do esvaziamento econômico a que foi submetido todo o Norte Mineiro, estas localidades foram descobertas pelo turismo que ali se instalou nas décadas finais do século XX. Estas novas forças incidentes foram acrescidas das impostas pelos discursos de um projeto turístico público-privado, o Projeto Estrada Real. Os resultados da pesquisa mostraram que o turismo em Milho Verde retomou o antigo Caminho dos Diamantes como condutor dos novos processos insustentáveis que se estabeleceram sobre a localidade. Ao longo deste trajeto histórico, o turismo vai recuperando as incapacidades e conflitos que marcaram a evolução de suas paisagens e nelas sempre estiveram presentes, produzindo novas paisagens insustentáveis, denominadas no trabalho de paisagens convexas. Em São Gonçalo, o tipo de turismo que ali se estabeleceu retomou o antigo Caminho como atrativo turístico, recuperando as capacidades que historicamente fizeram da localidade um lugar paisagisticamente qualificado, resultando no que se denominou paisagens côncavas. A construção metodológica da pesquisa centrou-se na paisagem como principal categoria de percepção e análise dos fenômenos. As paisagens dos lugares foram lidas e analisadas pelas suas forças construtoras: as verticalidades, forças externas aos lugares; as horizontalidades, forças internas; e as forças de filtro. Estas últimas, uma contribuição do trabalho, são formadas pelas legislações e ordenamentos e podem atuar ou não nas paisagens, dependendo da mobilização das horizontalidades e/ou verticalidades. As evidências encontradas na pesquisa apontam para o fato de que o turismo, ao ajustar-se ao existente, pode fazer aflorar aquilo que ao longo dos tempos foi dando forma e sentido às paisagens dos lugares e que nelas permaneceram presentes. Os resultados indicam que, dependendo do tipo de turismo que se implanta nos lugares, pode haver supressão de direitos, principalmente naqueles onde isto já acontecia no passado, ou o surgimento de novas formas de superação de injustiças, de reestruturação econômica e de resolução de conflitos, quando um turismo mais sustentável incidir em lugares com tradição de participação dos atores locais no trabalho coletivo de construção social.
Título en inglés
The construction of tourist landscapes in the misdirections of the Estrada Real (Royal Road)
Palabras clave en inglés
Acting forces on landscapes
Construction of tourist landscapes
Estrada Real landscapes
Sustainable landscapes
Tourist landscapes
Resumen en inglés
When retaking occupations and traces of the past, tourism can simultaneously retrieve (in)capacities and conflicts ever-present in the places. In order to demonstrate this thesis, a comprehensive research was conducted, to verify how these tourist landscapes are constructed in territorial units, centers and/or historical routes, as well as the results of this construction upon the territories. The objects of study were two historical centers situated in the old Caminho dos Diamantes (Diamond Path), the districts of Milho Verde and São Gonçalo. The Caminho dos Diamantes is one of three routes that formed the Estrada Real (Royal Road) in the Colonial period. These localities, great producers of diamonds in the XVIIth and XVIIIth centuries, experienced, at that time, a severe domination by the Portuguese Crown, transforming them into a strictly controlled enclave. By the end of the mining period, both localities presented markedly distinct landscapes. Those of Milho Verde displayed a picture of environmental unsustainability, whereas those of São Gonçalo revealed an urban environment with qualified landscape, surrounded by a well-preserved nature. These localities, forsaken for over a century as a result of the economic exhaustion forced upon the North of Minas Gerais, were rediscovered by tourism in the last decades of the XXth Century. To these new influencing forces, others imposed by the discourses of a public-private tourist project were added: the Estrada Real Project. The results of the research show that tourism in Milho Verde regained the old Diamond Path as a conductor of new unsustainable processes that had been established there. Along this historical path, tourism went on retrieving the incapacities and conflicts that have marked the evolution of its landscapes and were always present, producing new unsustainable landscapes, here termed convex landscapes. In São Gonçalo, the type of tourism established regained the old Path as a tourist attraction, restoring the potentialities that historically made the locality a place of qualified landscape, resulting in what is termed here concave landscapes. The methodological framework of this research has been centered on the landscape as the main category of perception and analysis of the phenomena. The landscapes of the places were read and analyzed in terms of their building forces: verticalities - forces external to the places; horizontalities - forces internal to the places; and filtering forces. The latter, a contribution of this work, are formed by laws and regulations that may or may not act upon the landscapes, depending on the mobilization of the horizontalities and/or verticalities. The evidence found points to the fact that tourism, in adjusting to the existing context, has the power to make emerge those aspects that have given shape and direction to the landscapes and have remained present. Results indicate that depending on the kind of tourism established in the places, there may be suppression of rights, especially on those where this already happened, or there may be the emergence of new forms of overcoming injustices, economic restructuration and conflict solving, when a more sustainable tourism acts upon places where more participant actors work collectively in social construction.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2011-07-14
 
ADVERTENCIA: El material descrito abajo se refiere a los trabajos derivados de esta tesis o disertación. El contenido de estos documentos es responsabilidad del autor de la tesis o disertación.
  • BESSA, Altamiro Sérgio Mol, e ÁLVARES, Lúcia Maria Capanema. A construção das paisagens turísticas. : O caso do Rio de Janeiro, Brasil. Bitácora Urbano Territorial. Universidade Nacional da Colômbia, 2012, vol. 01, n. 20, p. 31-39.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2021. Todos los derechos reservados.