• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.16.2017.tde-01092016-180018
Documento
Autor
Nome completo
Andréia Maria Bezerra de Araujo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Lima, Catharina Pinheiro Cordeiro dos Santos (Presidente)
Pereira, Raul Isidoro
Pontuschka, Nidia Nacib
Título em português
Nem tanto à terra, nem tanto ao mar: aspectos da desvalorização estética da vegetação de restinga na paisagem do litoral pernambucano
Palavras-chave em português
Ambiente
Litoral
Paisagem
Pesquisa qualitativa
Restinga
Sociedade
Resumo em português
A Mata Atlântica e seus ecossistemas costeiros associados foram fortemente impactados no território nacional pela forma de ocupação e pelo tratamento extrativista da metrópole colonizadora. Com o passar do tempo, o teor dos interesses se transformou. Contudo, a representatividade do bioma se manteve em constante processo de retração, o que causou grande prejuízo à paisagem litorânea, caracterizada, principalmente, pela supressão, dilapidação e deterioração da vegetação de restinga. A presente dissertação propõe uma reflexão sobre tal problemática, analisando a questão no contexto do Nordeste brasileiro, em especial o litoral pernambucano, abrangendo tanto o entendimento do suporte biofísico e sua natural fragilidade, quanto o fator humano e sua relação com o meio. A relevância de se entender esta relação se apresenta fundamental uma vez que o comportamento da sociedade se reflete substancialmente na paisagem, cuja percepção se mostra singular para cada indivíduo, variando em função da rede de referências presente em cada ser. A partir de tal prerrogativa, buscou-se alcançar a compreensão íntima, a essência da significação dos elementos componentes da imagem do litoral por meio das premissas da pesquisa qualitativa a fim de se captar o sentido almejado pelo imaginário humano ao se refugiar na praia. Embora não se tenha intenção propositiva neste trabalho, diante de tal reflexão, a arquitetura paisagística desponta como uma possível mediadora de tais conflitos, promovendo práticas sociais, econômicas e urbanísticas que unam a apreciação estética às necessidades ecológicas. Desse modo, a presença de vegetação outrora repudiada poderia contribuir para facilitar a aceitação popular, beneficiando, consequentemente, seus respectivos ecossistemas e colaborando para a formação de uma cultura paisagística que valorize a identidade do lugar e empreenda o bem-estar humano e do meio ambiente.
Título em inglês
Not so much to the earth, nor so much to the sea: aspects of the esthetic devaluation of the vegetation of restinga in the landscape of the Pernambuco coast
Palavras-chave em inglês
Coastal
Environment
Landscape
Qualitative research
Restinga
Society
Resumo em inglês
The Atlantic Forest and its associated coastal ecosystems were strongly impacted in the national territory by the form of occupation and the extractive treatment of the colonizing metropolis. Over time, the content of interests has changed. However, the representativeness of the biome remained in a constant retraction process, which caused great damage to the coastal landscape, characterized mainly by the suppression, dilapidation and deterioration of the restinga vegetation. This dissertation proposes a reflection on this problem, analyzing the issue in the context of the Brazilian Northeast, especially the Pernambuco coast, encompassing both the understanding of biophysical support and its natural fragility, as well as the human factor and its relationship with the environment. The relevance of understanding this relationship is fundamental since the behavior of society is reflected substantially in the landscape, whose perception is unique for each individual, varying according to the network of references present in each being. From this prerogative, we sought to achieve the intimate understanding, the essence of the meaning of the component elements of the coastal image through the premises of qualitative research in order to capture the meaning sought by the human imagination when taking refuge on the beach. Although the purpose of this work is not intentional in this work, the landscape architecture emerges as a possible mediator of such conflicts, promoting social, economic and urban practices that unite the aesthetic appreciation of ecological needs. In this way, the presence of previously repudiated vegetation could contribute to popular acceptance, thereby benefiting their respective ecosystems and collaborating to the formation of a landscape culture that values the identity of the place and undertakes the human and environmental well-being .
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-02-23
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.