• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Carolina Rodrigues Boaventura
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
D'Agostino, Mario Henrique Simao (Presidente)
Fabbrini, Ricardo Nascimento
Frajndlich, Rafael Augusto Urano de Carvalho
Título em português
Aldo Rossi: razão e poesia. Tipo, sí­mbolo e tempo na arquitetura
Palavras-chave em português
Aldo Rossi 1931-1997
Arquitetura pós-moderna
História da arquitetura
Tempo (filosofia)
Resumo em português
É inegável a importância da obra de Aldo Rossi (1931-1997) para disciplina arquitetônica. Considerado como uma das mais importantes figuras do chamado pós-modernismo, a sua extensa produção, teórica e edificatória, é conhecida pela severa crítica ao funcionalismo do Movimento Moderno e pelo emprego da história e da perspectiva simbólica como questões centrais para a práxis projetual. Dentro do amplo panorama investigativo empreendido por Rossi, perquire-se a influência dos tratados e das obras da Ilustração e das linguagens adotadas pelas vanguardas metafísica e surrealista, em suas indagações sobre a forma e as suas temporalidades, narradas em seus livros L'Architettura della città (1966) e no Autobiografia scientifica (1981). Neste primeiro, o arquiteto milanês buscou constituir uma teoria projetual transmissível, fundada em procedimentos didáticos e sistemáticos. Alicerçado por um discurso científico e racional, ele desenvolveu preceitos que adotam as formas dos fatti urbani como a referência máxima para a disciplina. Na Autobiografia, Rossi se aproxima de um discurso mais poético e metafórico. Nessa obra, ele discorre os procedimentos compositivos e as relações semânticas de suas próprias obras. Ele evidencia também o conceito de città analoga e a experiência pessoal como dispositivos fundamentais para a ideação edificatória. Trabalha-se, portanto, com estas duas instâncias da obra de Rossi, a racional e a poética. Elas não são entendidas como aspectos conflitantes, mas como perspectivas complementares da sua trajetória intelectual e profissional. Espera-se com esse estudo, que está amparado por uma cuidadosa leitura de seus textos, apontar uma interpretação de sua obra, distante daquelas que a definem como nostálgica e hermética.
Título em inglês
Aldo Rossi: reason and poetry. Type, symbol and time in architecture
Palavras-chave em inglês
Aldo Rossi 1931-1997
Architectural history
Post modern architecture
Time (philosophy)
Resumo em inglês
Aldo Rossi (1931-1997)'s work has an unequal importance for the architectural subject. Considered as one of the most important figure of the so-called post modernism, his extended production both theoretical and practical is conceived by the severe critic regarding the functionalism of the Modern Movement and by the use of history and symbolic perspective as a central question for the praxis of project. Within the wide panorama of research undertaken by Rossi, we investigate the influence of both the Enlightenment's treaties and buildings, and the languages adopted by metaphysic and surrealistic vanguard on his searches for forms and its temporalities, explained within L'Architettura della città (1966) and Autobiografia scientifica (1981). In the former, the Milanese architect looked for conceiving a transmissible theory of project, founded on didactic and systematic processes. Based on a scientific and rational discourse, he developed precepts that adopt fatti urbani's forms as an extremely important reference for the discipline. In the latter, Rossi gets closer to a more poetical and metaphorical discourse. In this work, he narrates the composition processes and the semantic relations of his own works. He also clarifies the concept of città analoga and personal experience as fundamental devices for building ideation. Therefore, we consider these two instances of Rossi's work, one rational and the other poetical. They are not taken as conflicting aspects, but as complementary perspectives of his intellectual and professional trajectory. By this work and based on a careful reading of his texts, we expect to indicate an interpretation of his work away from those that define it as nostalgic and hermetic.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-11-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.