• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.16.2011.tde-12092011-105620
Documento
Autor
Nome completo
André Gustavo da Silva Bezerra Lins
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Lefevre, José Eduardo de Assis (Presidente)
Agostino, Mario Henrique Simao D
Bortolucci, Maria Angela Pereira de Castro e Silva
Bueno, Beatriz Piccolotto Siqueira
Costa, Luzia Sigoli Fernandes
Título em português
Representações de identidades da Cidade Necessária (modelos e configurações urbanas distintas) na iconografia do Recife colonial: planos de Pherman-buquo do ante-bellum à restauração
Palavras-chave em português
Espaço urbano - Recife (PE) - Século 17
Iconografia - Recife (PE) Século 17
Identidade
Representação
Resumo em português
Apresenta e discute acervo iconográfico com foco no espaço urbano do Recife colonial e reflete se a análise dessa iconografia é suficiente para compreensão de mudanças na identidade urbana ligada a determinado empreendedor ou fase de governo colonial, do lusoibérico ao pós-neerlandês. Mostra através da iconografia, sistema de representação gráfica materializadora de informações e discursos, ser possível a invenção se contrapondo à verdade observada e a outras iconografias. Reflete suficiência da análise iconográfica para compreender mudanças na identidade urbana nas fases de governo luso-ibérico, neerlandêsholandês e pós-neerlandês, de acordo com as necessidades das etapas do empreendimento colonial. Numa inquietação científica, a tese impôs resultado divergente da hipótese inicial, entendendo que para a discussão aprofundada da distinção das identidades nos fatos urbanos e modelos urbanísticos, arquitetônicos e de investimentos, nos períodos de governo, de forma não subjetiva e sem juízos de valor, a leitura e entendimento através da iconografia só se mostrou suficiente a partir de base historiográfica. Esse aprofundamento permitiu questionar convenções sobre a construção da identidade urbana, permitindo superar a metodologia de análise identitária tradicional, passando a utilizar variáveis reais documentadas pela historiografia, respondendo cientificamente à construção do fenômeno urbano. A partir disso, discute a convencionada e subjetiva transplantação identitária, defendendo ocorrência de construção da cidade e sua identidade a partir das variáveis da cidade necessária [ambiente, interesses e, investimento de meio e materiais], passando a perceber as formas distintas de investir e as distintas identidades urbanas resultantes, até dentro de uma mesma fase de governo do empreendimento colonial, por exemplo, diferenciando neerlandeses de holandeses [Nassau] da WIC. Constatou que a cidade foi construída com pragmatismo, na emergência da falta de recursos públicos, das guerras, da falta de logística de meios e materiais, nem condições políticas para intervenção impositiva. Elementos culturais, desenhos e forma de implantação de edifícios e sistema urbano puderam ser transplantados e miscigenados na babel colonial, frente às necessidades e emergências, mas a identidade urbana empreendida foi consolidada no ambiente construído, não como discurso, ou imposição, mas através do saber fazer dos personagens coloniais.
Título em inglês
Representations of identities at Necessary City (different urban models and configurations) in colonial Recife iconography: plans to Phernam-buquo from antebellum until restoration.
Palavras-chave em inglês
Iconography - Recife (PE) - Seventeenth Century
Identity
Representation
Urban space - Recife (PE) - Seventeenth Century
Resumo em inglês
This work shows and discuss the iconography heap focalizing the urban space of colonial Recife and reflects if their iconography analysis is enough for the changes understanding in urban identity connected to a specific contractor or colonial government phase, to Lusitian- Iberian from after-Netherlandish. It is showed, by iconography, system of materializing graphical representation of informations and discuss, that is possible the invention be opposed of examined true and another iconographies. This work reflects the sufficiency of iconography analyses to understand the urban identity changes in the Lusitian-Iberian, Netherlandish-Dutch governments and post-Netherlandish, according the level necessities of colonial enterprise. In a scientific inquietude, this thesis imposes a different result of initial hypothesis, understanding that for a deepened discussion of identities in urban facts and urbanistic, architectonic and investment models, in government periods, of a no subjective form and without value judgment, the lecture and understanding by the iconography just showed sufficient by an historiographical basis. This deepening allows to question conventions about the urban identity construction, allowing overcame the methodology oftraditional identity analyses, passing to utilize real variables documented by historiography, answering scientifically to construction of urban phenomenon. From this, it was discussed the covenanted and subjective identity transplantation, defending the occurrence of urban construction and their identity from the necessary city variables (environment, interests and material and mean investments), passing to perceive the different forms to invest and the different urban identities resultant, until into of a same phase of colonial enterprise, for example, differencing netherlandishes from ditches (Nassau) from WIC. It was observed that city was constructed with pragmatism, in emergency of public resources missed, from wars, from logistics missing of means and materials, neither political conditions to an imposing intervention. Cultural elements, draws and form of buildings implantation and urban system could be transplanted and miscegenated in colonial Babel, front of necessities and emergencies, but the undertaked urban identity was consolidated in a constructed environment, not as discuss, or imposition, but by the knowhow from colonial characters.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
tese_andre_lins.pdf (40.38 Mbytes)
Data de Publicação
2011-11-21
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.