• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.16.2019.tde-09012019-113200
Documento
Autor
Nome completo
Fernanda Araujo Curi
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Marins, Paulo César Garcez (Presidente)
Bartalini, Vladimir
Júnior, José Geraldo Simões
Schpun, Mônica Raisa
Scifoni, Simone
Título em português
Ibirapuera, metáfora urbana. O público/privado em São Paulo. 1954-2017
Palavras-chave em português
História urbana
Ibirapuera
Parque
Patrimônio cultural
Público/privado
Resumo em português
Celebrado recentemente pela imprensa estrangeira como um dos dez melhores parques urbanos do mundo, o Parque Ibirapuera é um símbolo de São Paulo. Projetado como o palco de convergência para os eventos comemorativos do IV Centenário da cidade, foi inaugurado em 1954 para simbolizar a ascensão da capital ao mundo moderno e industrializado. A história do parque, de seus edifícios e arredores é marcada por disputas, incertezas e apropriações casuísticas que ainda permanecem vorazes. Seus edifícios modernos, projetados sem clara definição de uso após os festejos que os ensejaram, foram objeto de intensa apropriação pelo poder público e entidades privadas, que obstaculizaram uma gestão integrada e coerente do Ibirapuera. Partindo da constatação preliminar de que o parque, assim como seu conjunto arquitetônico projetado por Oscar Niemeyer e equipe, foi fragmentado funcionalmente em diversas "ilhas" ao longo do tempo, procura-se compreendê-lo como um espaço altamente dinâmico e pautado por práticas que muitas vezes ameaçam a preservação de sua espacialidade e seu caráter público. Apesar de ser desde finais do século XX um território que se define pela concentração de algumas das mais importantes instituições culturais do país, é emblemático de sua trajetória instável o fato de que seus edifícios tenham sido apropriados por órgãos burocráticos durante mais de meio século e que sua área verde tenha sido drasticamente diminuída. O Parque Ibirapuera foi ainda rodeado por grandes avenidas, atravessado por túneis e entrecortado por zonas residenciais e grandes equipamentos urbanos - hospitais, institutos científicos, clubes privados, sede legislativa, sede de departamento de trânsito e zonas militares. Assim, neste estudo, ele é compreendido tanto como evidência quanto como instrumento de uma esfera pública que é definida por sua coexistência com interesses privados e geralmente por eles enfraquecida.
Título em inglês
Dado não fornecido pelo autor.
Palavras-chave em inglês
Cultural heritage
Ibirapuera
Park
Public/private
Urban history
Resumo em inglês
Ibirapuera Park, celebrated recently by the international press as one of the world's ten best urban parks, is an icon of São Paulo. It was designed to be the focal point of the city's 400th anniversary commemorations and was inaugurated in 1954 to symbolize the capital's entry to the modern industrialized world. The park's history, its buildings and surroundings are marred by continuing insatiable disputes, uncertainties and casuistic appropriations even today. Its modern buildings, designed with no clearly defined use after the festivities that gave rise to them, were the object of intense appropriation by both public authorities and private entities, barriers to a coherent and integrated management of Ibirapuera. Based on the preliminary observation that the park, together with its architectural complex designed by Oscar Niemeyer and his team, was divided functionally into various "islands" over the years, an attempt is made to understand it as a highly dynamic space, characterized by practices that very often endanger the preservation of its spatiality and public nature. Although since the late 20th century it is an area that concentrates some of the country's most valuable cultural institutions, the fact that its buildings have been taken over by bureaucratic bodies for over half a century and its green area drastically reduced is emblematic of its uncertain trajectory. Ibirapuera Park was moreover hemmed in by wide avenues, crossed by tunnels and intersected by residential neighborhoods and major urban equipment, such as hospitals, scientific institutes, private clubs, legislative headquarters, traffic department head office and military zones. So in this study it is understood as both proof and instrument of a public sphere marked by its coexistence with private interests and generally undermined by them.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-02-05
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.