• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
10.11606/D.16.2013.tde-10072013-165104
Documento
Autor
Nombre completo
Elaine Alcantara Freitas Peixoto
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2013
Director
Tribunal
Cesar, João Carlos de Oliveira (Presidente)
Bortolli Junior, Oreste
Fialho, Roberto Novelli
Título en portugués
A cor nos ambientes industriais: normas e legislação
Palabras clave en portugués
Brasil
Edifícios industriais
Normas de segurança
Percepção de cor
Segurança no trabalho
Resumen en portugués
O objetivo deste trabalho foi analisar o uso da cor em ambientes internos industriais, sendo regidos por legislação e normatização específicas, uma vez que envolvem atividade de trabalho humano. Numa primeira etapa é apresentada pesquisa bibliográfica com intuito de caracterizar as exigências legais que definem o uso da cor para estes ambientes. Identifica-se a legislação relacionada à Segurança do Trabalho, de abrangência nacional -- em conformidade com o Ministério do Trabalho e Emprego; e outras de abrangência mais restrita. Por exemplo, o contexto estadual de São Paulo, que disciplina orientações do Corpo de Bombeiros e Centro de Vigilância Sanitária da Secretaria de Estado da Saúde. Sob a ótica da Segurança do Trabalho, são avaliadas a aplicação de cores em: máquinas, equipamentos, elementos construtivos, indicação de localização de equipamentos e sinalização de segurança. O uso de vários matizes para situações distintas propicia ao trabalhador o reconhecimento de vários cenários por meio de padronização de informação; possibilitando-lhe tomar ciência da presença de um material e os riscos e perigos a ele relacionados. Paralelamente, o presente estudo compreendeu pesquisa de campo para efeito de registros fotográficos de ambientes de trabalho: isto foi feito para exemplificar os tópicos estudados. Ao considerar a presença do trabalhador, percebe-se que entender visão de cores torna-se primordial para melhor avaliar a eficácia da sinalização e de outras informações relativas à cor existentes no ambiente de trabalho. Assim, foram analisadas a resposta fisiológica do organismo diante da cor para pessoas de visão normal e exigências relativas às atividades ou tarefas desempenhadas pelo trabalhador em condições de exposição à sinalização. Neste percurso foram ainda verificados aspectos relativos à classificação e nomenclatura das cores. Como resultado, a análise sustentou -- ou não --a aplicação de determinado matiz para situações específicas. Nas considerações finais, o foco está na obrigatoriedade do uso da cor relacionado à Segurança e a sinalização recomendada para advertir sobre os riscos existentes, sem considerar a particularidades das atividades e tarefas a serem desempenhadas e as características de cada indivíduo. Conclui-se que quanto mais informação houver a respeito dos agentes que compõem um determinado sistema, mais assertivamente será possível indicar soluções de aplicação de cor no ambiente de trabalho.
Título en inglés
The colour in industrial environment: rules and law
Palabras clave en inglés
Colour vision
Industrial buildings
Occupational safety
Safety rules
Resumen en inglés
The objective of this work was to analyze the usage of colour at industrial environments which follow strict rules because there are workers involved in. At first a bibliographical research was developed to recognize the legal requirement that define the use of colours in such environments. There are rules related to Occupational Safety that are mandatory nationwide, according to the Ministry of Labor and Employment, and other rules which are more restrict. For example, in the State of Sao Paulo, there are rules that instruct the Fire Department and the Health Surveillance Center. Under the perspectives of Occupational Safety, the use of colours on machines, equipments, building components and safety systems and principles of signaling were evaluated. The use of hues in different situations enables the worker the recognition sceneries due to the standardized information, making him be aware of the presence of a certain material and the risks and hazard that are related to it. This work also embodied a practical research to take photographs of different work rooms to show the studied topics. When the presence of a worker is considered, it is possible to realize that understanding about colour vision is essential to verify signallig performance and more information about colour where people work. So, the physiological answers to colour were studied considering people with normal vision and their necessary behaviour in certain situations that involved signaling while they were working. During this study the qualification of colours and their given names were verified. As a result, the analysis sustained - or not - the application of a certain hue in a certain situation. In the final analysis the focus was on the compulsory use of colour related to Occupational Safety and the recommended signaling to advise workers against existing risks without considering the specific aspect of each task that a worker can develop and his particular characteristics. The conclusion shows that the more available information a professional can get about a system, the more assertive solutions about the use of colour at work environment will be reached.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2013-08-07
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2021. Todos los derechos reservados.