• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.16.2006.tde-16112010-141818
Documento
Autor
Nome completo
Renato Cymbalista
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2006
Orientador
Banca examinadora
Lanna, Ana Lucia Duarte (Presidente)
Marins, Paulo César Garcez
Marx, Murillo de Azevedo
Megiani, Ana Paula Torres
Pompa, Maria Cristina
Título em português
Sangue, ossos e terras. Os mortos e a ocupação do território luso-brasileiro séculos XVI e XVII
Palavras-chave em português
Aspectos religiosos
Brasil
Indios tupi-guarani
Período Colonial
Urbanização
Vida cotidiana
Resumo em português
A tese problematiza a ocupação territorial na América Portuguesa e na Península Ibérica nos séculos XVI e XVII, atentando para aspectos espirituais e religiosos deste processo, especificamente o papel estratégico desempenhado pelos mortos. Mostra que o território foi construído a partir de alguns mortos muito especiais: os santos e mártires. Os martírios de religiosos foram vistos como prerrogativas da colonização do território, e a descoberta, o traslado ou a criação de relíquias sagradas restos materiais dos corpos dos santos eram procedimentos importantes para a construção da centralidade das cidades. Este trabalho busca identificar as práticas dos reis ibéricos em relação aos seus lugares de sepultamento, mostrando que houve uma busca pela apropriação da lógica simbólica dos corpos dos santos pelos dos reis no início da Idade Moderna, abrindo espaço para uma maior centralidade da figura real. Revela ainda que a acomodação dos mortos foi um dos desafios prioritários das primeiras urbanizações, garantindo o repouso adequado dos corpos até a ressurreição no Juízo Final e também a fluidez na comunicação entre os vivos e as almas do purgatório. A tese também aborda a forma como os índios Tupi na América Portuguesa articulavam as relações entre os vivos, os mortos e o território, envolvendo relações de nomadismo, antropofagia e práticas corporais.
Título em inglês
Blood, bones and land: the dead and the occupation of territory luso brazilian - XVI-XVII centuries
Palavras-chave em inglês
Brazil
Colonial period
Daily life
Indians tupi-guarani
Religious aspects
Urbanization
Resumo em inglês
This thesis examines the occupation of Portuguese America and of the Iberian Peninsula in the XVI and XVII Centuries with special attention to the spiritual and religious aspects of the process and, specifically, to the strategic role played by themdead. It demonstrates that the territory was shaped by a small number of dead of particular significance: the saints and martyrs. The sufferings of the martyrs were seen as prerogatives in the process of colonisation; the discovery, transport or creation of sacred religious relics the material and bodily remains of the saints were important procedures in the construction of urban centres. The thesis seeks to describe the attitudes of Iberian royalty with regard to their places of burial, and demonstrates that they involved an attempt to appropriate the symbolism inherent in the bodies of the saints at the beginning of the Modern Age, opening room for a more central role for the royal personage. It reveals that accommodating the dead was among the principal challenges facing the first urbanisers: offering an appropriate resting place for their bodies until the resurrection and the Final Judgement, and providing for fluidity of communication between the living and the souls in purgatory. The thesis also deals with the ways in which the Tupi Indians of Portuguese America articulated relationships between the living, the dead and the land, involving aspects of nomadism, cannibalism and bodily practices.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Cymbalista_Vol1.pdf (78.26 Mbytes)
Cymbalista_Vol2.pdf (54.69 Mbytes)
Data de Publicação
2010-11-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.