• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.16.2006.tde-03032010-154458
Documento
Autor
Nome completo
Luciana Fukimoto Itikawa
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2006
Orientador
Banca examinadora
Santos, Maria Cecilia Loschiavo dos (Presidente)
Comin, Alvaro Augusto
Ferreira, João Sette Whitaker
Ronconi, Reginaldo Luiz Nunes
Somekh, Nadia
Título em português
Trabalho informal nos espaços públicos no centro de São Paulo: pensando parâmetros para políticas públicas
Palavras-chave em português
Camelô
Clandestinidade
Economia informal
Segregação espacial
Trabalho de rua
Resumo em português
Cinco hipóteses explicam a permanência do trabalho informal nos espaços públicos do Centro de São Paulo como ocupação precária e vulnerável: 1- Incapacidade estrutural do mercado de trabalho formal de absorção de mão-de-obra: informalidade como processo mundial e exceção permanente no formato do capitalismo brasileiro; 2- Desconhecimento do comércio informal de rua como produção do espaço urbano: modificação de atributos espaciais: valorização, competição, posse, etc.); 3- Exploração oportunista da clandestinidade dos trabalhadores na forma de corrupção e clientelismo; 4- Marketing urbano e Segregação Espacial: articulação entre as elites locais, Poder Público e agências multilaterais no intuito de promover a revitalização do perímetro estudado, expulsam ou isolam sistematicamente os trabalhadores de rua; 5- Inoperância das políticas públicas: o conhecimento insuficiente ou parcial do comércio de rua resulta na formulação de políticas públicas descoladas da realidade e, portanto, inoperantes. A partir dessas hipóteses,foi possível pensar parâmetros para políticas públicas que superem a polarização entre intolerância e permissividade em relação à atividade.
Título em inglês
Informal work in downtown public spaces of Sao Paulo city: thinking public policies references
Palavras-chave em inglês
Clandestinity
Informal economy
Spatial segregation
Street vending
Street vendor
Resumo em inglês
Five hypotheses explain streetvending in downtown Sao Paulo as a precarious and a vulnerable occupation: 1- Structural impermeability of formal labor market: informal sector as a global process, and as a permanent exception in brazilian capitalism; 2- Lack of awareness of streetvending as a production of urban space: transformation of spatial attributes - profit, competitiveness, ownership, etc.; 3- Opportunist exploitation over clandestine street vendors: corruption and patronage; 4- Urban marketing strategies and Spatial segregation: partnership among government, ruling elite and multi-lateral financial agencies in order to improve urban renewal, frequently isolate and gentrify against street vendors; 5- Innefective public policies - lack of understanding of streetvending results in unlikely public policies. Assuming these hypotheses, this research built public policies directions in order to overcome contradiction between intolerance and permissiveness.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Itikawa.pdf (4.18 Mbytes)
Data de Publicação
2010-07-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.