• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.14.2020.tde-17082020-152002
Documento
Autor
Nome completo
Geraldo Gonçalves dos Santos Junior
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2020
Orientador
Banca examinadora
Coelho, Paula Rodrigues Teixeira (Presidente)
Barbuy, Beatriz Leonor Silveira
Fernandes Junior, Roberto Cid
Schiavon, Ricardo Piorno
Título em português
Ajustes espectrais de populações estelares: uma análise de confiabilidade
Palavras-chave em português
aglomerados globulares
ajuste espectral.
Galáxias
populações estelares
Resumo em português
O ajuste espectral pixel-a-pixel é uma técnica amplamente utilizada nos estudos de populações estelares. Ela permite ao usuário inferir valores para diferentes parâmetros (como idades e abundâncias químicas) a partir de espectros de luz integrada de objetos como galáxias e aglomerados de estrelas. Nesse trabalho, estudamos populações estelares de aglomerados globulares e examinamos o quanto a escolha do intervalo de comprimento de onda afeta os parâmetros ajustados. Utilizamos duas bibliotecas de espectros de luz integrada de aglomerados globulares e os ajustamos com modelos de população estelar simples utilizando o código Starlight. Fizemos testes usando diferentes regiões espectrais de modo a inferir valores de avermelhamento, idades, [Fe/H] e [alpha/Fe]. Comparando nossos valores com idades obtidas a partir de ajustes de isócronas e abundâncias químicas de espectroscopia de alta resolução, concluímos que: (1) os parâmetros ajustados variam dependendo do intervalo de comprimento de onda usado; (2) o método, no geral, retorna boas estimativas de avermelhamento, especialmente quando intervalos maiores são utilizados nos ajustes; (3) a região espectral mais adequada para determinação de idades, [Fe/H] e [alpha/Fe] dentre os intervalos testados são: 4170-5540 A, 5280-7020 A, e 4828-5364 A, respectivamente; (4) os valores de idade calculados para objetos pobres em metais podem ser muito menores que os obtidos por ajustes de isócronas. Concluímos que, dependendo dos parâmetros de interesse e da acurácia desejada, ajustar o maior intervalo possível de comprimento de onda pode não ser a melhor estratégia. Com as informações obtidas através dos estudos com aglomerados globulares, passamos então para a análise de luz integrada de galáxias. Aplicamos a técnica em uma amostra de espectros de regiões centrais de galáxias do SDSS de modo a inferir parâmetros de populações estelares desses objetos. Nossos valores mostram que galáxias elípticas tendem a ter populações estelares mais velhas e mais metálicas que galáxias disco. Analogamente, populações de bojos clássicos de galáxias espirais tendem a ter populações mais velhas e mais metálicas que pseudo-bojos.
Título em inglês
Spectral fitting of stellar populations: a reliability analysis
Palavras-chave em inglês
Galaxies
globular clusters
spectral fitting
stellar populations
Resumo em inglês
The pixel-to-pixel spectral fitting technique is often used in studies of stellar populations. It enables the user to infer several parameters from integrated light spectra such as ages and chemical abundances of objects such as galaxies and star clusters. In this work, we study stellar populations of globular clusters and examine the question of how the inferred parameters change with the choice of wavelength range used. We have employed two different libraries of integrated light spectra of globular clusters (GCs) from the literature and fitted them to stellar population models using the code Starlight. We performed tests using different regions of the spectra to infer reddening, ages, [Fe/H] and [alpha/Fe]. Comparing our values to age values obtained from isochrone fitting and chemical abundances from high resolution spectroscopy, we find that: (1) the inferred parameters change with the wavelength range used; (2) the method in general retrieves good reddening estimates, specially when a wider wavelength range is fitted; (3) the most appropriate spectral regions for determination of age, [Fe/H], and [alpha/Fe] among the ones we tested are: 4170-5540 A, 5280-7020 A, and 4828-5364 A, respectively; (4) the retrieved age values for old metal-poor objects can be several Gyr younger than those obtained from isochrone fitting. We conclude that, depending on the parameter of interest and the accuracy requirements, fitting the largest possible wavelength range may not be the best strategy. With the information obtained through studying globular clusters, we started analysing integrated light from galaxies. We apply the technique to a sample of spectra of central regions of galaxies from SDSS to infer parameters of the stellar populations in these objects. Our values show that elliptical galaxies tend to older and more metallic stellar populations than disk galaxies, and similarly, populations in classic bulges of spiral galaxies tend to be older and more metallic than pseudo-bulges.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2020-08-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.