• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Thèse de Doctorat
DOI
10.11606/T.12.2017.tde-21062017-085435
Document
Auteur
Nom complet
Érica Custódia de Oliveira
Adresse Mail
Unité de l'USP
Domain de Connaissance
Date de Soutenance
Editeur
São Paulo, 2017
Directeur
Jury
Casado, Tania (Président)
Gouvea, Maria Aparecida
Guedes, Liliana Vasconcellos
Lucas, Angela Christina
Ribeiro, Marcelo Afonso
Titre en portugais
O conflito trabalho-não trabalho e sua relação com os sucessos objetivo e subjetivo na carreira
Mots-clés en portugais
Administração de carreiras
Carreira
Conflito trabalho-não trabalho
Sucesso na carreira
Sucesso objetivo na carreira
Sucesso subjetivo na carreira
Resumé en portugais
O aumento do número de mulheres no mercado de trabalho, dos casais em que ambos trabalham enquanto mantêm uma vida familiar conjunta e dos novos arranjos familiares têm provocado uma lacuna nos estudos sobre as relações entre trabalho e não trabalho, já que esses estudos concentravam-se há três décadas na família como sinônimo de não trabalho. E essas relações ocorrem em um momento de destaque para a dimensão subjetiva na Gestão de Carreira: não apenas o sucesso socialmente visível (objetivo) é desejado pelos indivíduos, mas principalmente aquele que atende a seus desejos mais intrínsecos (subjetivo). Nesse contexto, esta tese tem como objetivo geral investigar o conflito trabalho-não trabalho (CTNT) e sua relação com os sucessos objetivo e subjetivo na carreira. Para atender a esse objetivo, cinco outros, específicos, foram elaborados, versando sobre: a) a alocação de tempo nas dimensões do não trabalho; b) a validação do construto multidimensional atual de conflito trabalho-não trabalho para uma amostra brasileira; c) as dimensões mais afetadas no conflito trabalho-não trabalho; d) a variação da alocação de tempo declarada, dos níveis de conflito trabalho-não trabalho e dos sucessos objetivo e subjetivo na carreira de acordo com características demográficas; e) a associação entre o conflito trabalho-não trabalho e os sucessos objetivo e subjetivo na carreira. O estudo foi quantitativo, descritivo e correlacional, e a coleta de dados foi realizada por meio de uma survey autoadministrada eletrônica, que teve como base a escala de conflito trabalho-não trabalho validada nos Estados Unidos. A amostra não probabilística e por conveniência foi formada por 338 profissionais que trabalham no Brasil atualmente. Fez-se uso de técnicas de estatística descritiva, análise fatorial confirmatória e análise de variância (teste t e ANOVA) na análise dos dados. Três resultados se destacam: 1) a amostra percebe conflito do trabalho com oito dimensões do não trabalho - saúde, família, gestão da casa, amizades, educação, relacionamento romântico, envolvimento com a comunidade e lazer - originado tanto pelo tempo que o trabalho consome como pela tensão gerada por ele; 2) o lazer mostra-se como dimensão-chave do não trabalho, pois alocar mais tempo a essa dimensão está associado a menor conflito entre trabalho e as oito dimensões do não trabalho; 3) para as mulheres, as diferenças em relação aos homens são maiores para a origem tensão e para dimensões mais coletivas, como família, envolvimento com a comunidade e amizades - elas estão mais tensas e sentem-se mais pressionadas a atender ao coletivo, possivelmente em detrimento de prioridades mais individuais. Destacam-se também, como variáveis relacionadas a maiores níveis de conflito, o sexo feminino, o estado civil casado somente para as mulheres, e a ausência de filhos também apenas para as mulheres. Como último destaque, há indícios de que a relação entre fatores do CTNT e o sucesso objetivo seja quadrática, a principal hipótese a ser verificada em estudos futuros.
Titre en anglais
Work-nonwork conflict and its relation with objective and subjective career successes
Mots-clés en anglais
Career
Career management
Career success
Objective career success
Subjective career success
Work-nonwork conflict
Resumé en anglais
The increasing of women in the marketplace, of couples in which they both work while maintaining a family life together and of new family arrangements have created a gap in the studies on the relations between work and nonwork, since these studies have been concentrated in the family as synonymous of nonwork for the last three decades. And these relations occur at a moment of prominence for the subjective dimension in Career Management: not only socially visible success (objective success) is desired by individuals, but especially the one that meets their most intrinsic desires (subjective success). In this context, this thesis has as general objective to investigate the work-nonwork conflict (WNWC) and its relation with the objective and subjective successes in the career. For achieving this objective, five others, specifics, were elaborated, addressing: a) the allocation of time in the dimensions of nonwork; b) the validation of the current multidimensional construct of work-nonwork conflict for a Brazilian sample; c) the dimensions most affected in the work-nonwork conflict; d) the variation of the stated time allocation, the levels of work-nonwork conflict and the objective and subjective successes in the career according to demographic characteristics; e) the association between the work-nonwork conflict and the objective and subjective successes in the career. The study was quantitative, descriptive and correlational, and the data collection was made through a self-administered electronic survey based on the work-nonwork conflict scale validated in the United States. The non-probabilistic and convenience sample consisted of 338 professionals working in Brazil nowadays. Descriptive statistics, confirmatory factorial analysis and analysis of variance (t-test and ANOVA) were used for data analysis. Three results stand out: 1) the sample perceives conflict from work with eight nonwork dimensions - health, family, household management, friendships, education, romantic relationship, community involvement and leisure - originated by the time that work consumes and by the tension generated by work; 2) leisure is a key nonwork dimension, since allocating more time to this dimension is associated with less conflict between work and the eight nonwork dimensions; 3) for women, the differences (compared to men) are bigger for the tension origin and for more collective dimensions, such as family, community involvement and friendships - women are more tense and feel more pressure to attend to the collective, possibly to the detriment of more individual priorities. The variables related to higher levels of conflict include the female sex, marital status married only to women, and the absence of children also for women. As a last highlight, there are indications that the relationship between WNWC factors and the objective success is quadratic, which is the main hypothesis to be verified in future studies.
 
AVERTISSEMENT - Regarde ce document est soumise à votre acceptation des conditions d'utilisation suivantes:
Ce document est uniquement à des fins privées pour la recherche et l'enseignement. Reproduction à des fins commerciales est interdite. Cette droits couvrent l'ensemble des données sur ce document ainsi que son contenu. Toute utilisation ou de copie de ce document, en totalité ou en partie, doit inclure le nom de l'auteur.
CorrigidaErica.pdf (5.76 Mbytes)
Date de Publication
2017-06-26
 
AVERTISSEMENT: Apprenez ce que sont des œvres dérivées cliquant ici.
Tous droits de la thèse/dissertation appartiennent aux auteurs
CeTI-SC/STI
Bibliothèque Numérique de Thèses et Mémoires de l'USP. Copyright © 2001-2022. Tous droits réservés.