• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
10.11606/T.12.2017.tde-19042017-152850
Documento
Autor
Nombre completo
Barbara Galleli Dias
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2017
Director
Tribunal
Correa, Hamilton Luiz (Presidente)
Gorodscy, Janette Brunstein
Hourneaux Junior, Flávio
Munck, Luciano
Nunes, Breno Torres Santiago
Título en portugués
Sustentabilidade nas organizações: uma proposta de gestão a partir das inter-relações entre estratégia, competências organizacionais e competências humanas
Palabras clave en portugués
competências humanas
competências organizacionais
estratégia organizacional
sustentabilidade
Resumen en portugués
Para que as organizações possam lidar com os desafios da sustentabilidade, sua vinculação à estratégia mostra-se como um argumento comum, assim como se reconhece a demanda pelo desenvolvimento de competências organizacionais e humanas. Todavia, o conhecimento acerca da abordagem das competências como um lastro sustentador do alinhamento entre sustentabilidade e estratégia demanda robustez teórica e empírica. Diante da oportunidade de avanços no conhecimento, delineou-se o seguinte objetivo nesta pesquisa: analisar as inter-relações entre estratégia, competências organizacionais e humanas relacionadas à gestão da sustentabilidade nas organizações. A pesquisa, classificada como exploratória-descritiva, qualitativa, com análises temáticas de dados por meio do uso de software ATLAS t.i., consistiu de duas etapas. Na Etapa Teórica, fundamentou-se a ideia de que a adequada gestão da sustentabilidade está conectada a estratégia organizacional; discutiu-se a gestão estratégica da sustentabilidade e a pertinência da abordagem da gestão por competências, além de explorarem-se as competências organizacionais e humanas para tanto. Nesta etapa, desenvolveu-se ainda a proposta de um framework inicial representativo das inter-relações entre estratégia, competências organizacionais e humanas para a gestão da sustentabilidade. A Etapa Empírica, por sua vez, foi dividida em duas. Na Etapa Empírica I, a qual envolveu entrevistas junto a nove especialistas, os dados angariados acerca do referido framework evidenciaram a concordância geral dos entrevistados sobre a sua viabilidade teórica e empírica. Ademais, foram apreendidas algumas lições em forma de desafios para seu aprimoramento. A Etapa Empírica II consistiu na realização de dois estudos de caso instrumentais em organizações reconhecidas pela gestão da sustentabilidade e pela gestão por competências. As análises referentes aos casos permitiram inferir que há um contexto favorável para a concepção e operacionalização das ideias contidas no framework inicial. Todavia, pontos descobertos em termos conceituais e prováveis implicações operacionais foram observados. A partir da consolidação das Etapas Empíricas I e II, o framework foi revisitado, ajustado em uma proposta final e novas recomendações foram feitas para sua operacionalização. As evidências possibilitaram concluir que as inter-relações entre estratégia, competências organizacionais e humanas são não somente desejáveis, mas talvez fundamentais. A originalidade da pesquisa reside na inserção da abordagem das competências para a gestão estratégica da sustentabilidade, sob uma perspectiva holística. Além disso, a pesquisa apresenta avanços em relação à identificação das competências humanas para a sustentabilidade, com indicações para sua definição operacional e suas entregas, além de seu desenvolvimento e acompanhamento nas organizações. Quanto às implicações teóricas, são propiciadas novas perguntas e novos caminhos a serem aplicados em pesquisas concernentes à gestão da sustentabilidade, assim como novas perspectivas para a formação de futuros gestores. Quanto às implicações gerenciais, são disponibilizados às organizações subsídios para o desenvolvimento de padrões de monitoramento e acompanhamento das práticas de sustentabilidade, a partir das competências, o que deve proporcionar uma posição mais objetiva e distanciada de discursos vazios das em relação ao fenômeno. Reconhece-se que ainda são necessárias contribuições e avanços no conhecimento sobre o tema, portanto, são recomendadas investigações teóricas e empíricas para que se dê continuidade nas proposições elaboradas e nos insights emergentes da pesquisa.
Título en inglés
Sustainability in organisations: a management proposal from the interrelationships amongst strategy, organisational and human competences.
Palabras clave en inglés
human competences
organisational competences
organisational strategy
sustainability
Resumen en inglés
For organisations to address the challenges of sustainability, their relation to the strategy shows up as a common argument, as the demand for organisational and human competences development related to it. However, the knowledge concerning the competences approach as a sustaining link for the alignment between sustainability and strategy still demands theoretical and empirical efforts. Given the opportunity for knowledge advancements, the following general objective was defined for this research: to analyse the interrelationships amongst strategy, organisational and human competencies related to sustainability management in organisations. The research is classified as exploratory-descriptive, qualitative, and a thematic data analyses were aided by the ATLAS t.i. software. In the Theoretical Stage, it was founded the idea that an adequate sustainability management is connected to the organisational strategy; besides that, the strategic management of sustainability and the relevance of the competence-based approach were discussed, as well as the appropriated organisational and human competences were explored. In this stage, the proposal of an initial framework representing the interrelationships amongst strategy, organisational and human competences for sustainability management was developed. The Empirical Stage, in its turn, was divided in two phases. In Empirical Stage I, which involved interviews with nine experts, the data gathered about the framework evidenced the general agreement of the interviewees on its theoretical and empirical viability. Moreover, some challenges and lessons learned were gathered. The Empirical Stage II accomplished two instrumental case studies in organisations recognised by their sustainability and competence management. The analyses referring the case studies made it possible to infer that there is a favourable context for the conception and operationalisation of the initial ideas about the framework. However, conceptual breakthroughs and possible operational implications were also observed. Based on the consolidation of Empirical Steps I and II, the framework was revisited, adjusted in a final proposal and new recommendations were made for its operationalization. The evidences allowed concluding that the interrelationships amongst strategy, organisational and human competences are not only desirable but perhaps fundamental. The originality of this research resides in the insertion of the competences approach for sustainability strategic management, from a holistic perspective. In addition, the research advances in relation to the identification of human competences for sustainability, with indications for their operational definition and their deliveries, as well as their development and monitoring in organizations. About the theoretical implications, this research prompts new questions and new ways to be applied in studies concerning sustainability management, as well as new perspectives for future managers' education. Regarding the managerial implications, organisations are provided with subsidies for the development of standards for monitoring and following up on sustainability practices based on competences, which should provide organizations a more objective and distanced position from empty discourses regarding the phenomenon. It is acknowledged, however, it is still needed contributions and advances in knowledge on the subject. Theoretical and empirical investigations are recommended to give continuity to the elaborated propositions and emerging insights from this research.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
CorrigidaBarbara.pdf (3.96 Mbytes)
Fecha de Publicación
2017-08-22
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2021. Todos los derechos reservados.