• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.12.2011.tde-15072011-172335
Documento
Autor
Nome completo
Heidy Rodriguez Ramos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Almeida, Martinho Isnard Ribeiro de (Presidente)
Breternitz, Vivaldo José
Oliveira Júnior, Moacir de Miranda
Saes, Maria Sylvia Macchione
Silva, Joaquim Alexandre dos Ramos
Título em português
Proposição de estratégias para a internacionalização dos grupos produtores de etanol do setor sucroenergético do Brasil
Palavras-chave em português
Estratégia organizacional
Etanol
Internacionalização de empresas
Resumo em português
No atual estudo, foi definido como problema de pesquisa que a inserção internacional dos grupos produtores de etanol do setor sucroenergético do Brasil, é baixa, comparada com a produção e consumo interno. Isso porque o Brasil, apesar do constante aumento na produção desse combustível, vivenciada nos últimos anos, ainda não tem capacidade para abastecer o mercado internacional, por ter um mercado interno crescente, que absorve grande parte da produção. São esses fatores, o grande desafio que o Brasil enfrenta atualmente, principalmente para a transformação desse combustível em commodity internacional. A pesquisa foi dividida em três etapas, iniciando-se com a identificação do Grau de Internacionalização (GI) dos grupos produtores de etanol do setor sucroenergético do Brasil e posteriormente, na etapa 2, com entrevistas a esses grupos, visando aprofundar as informações desse processo. Por fim, foi desenvolvida uma etapa paralela, na qual foram entrevistadas entidades nacionais e internacionais para complementar as informações referentes ao mercado internacional de etanol. O resultado final da pesquisa foi a proposição de estratégias para contribuir com o processo de internacionalização dos grupos produtores de etanol do setor sucroenergético no Brasil, conforme o objetivo geral definido no início do estudo. Na etapa 1, os dados foram levantados mediante questionário eletrônico enviado a todos os grupos produtores de etanol do Brasil e nas etapas posteriores, foram realizadas entrevistas semi-estruturadas, adotando a metodologia de casos múltiplos. Conclui-se que o GI dos grupos pesquisados é baixo e que o modelo de inserção internacional adotado por essas empresas é baseado fundamentalmente na atividade de exportação (direta e indireta). No processo de internacionalização desses grupos, é mais freqüente a entrada de empresas estrangeiras no setor, do que a saída das brasileiras para o exterior. Entre as principais estratégias propostas, destaca-se a necessidade de considerar o etanol um produto energético e não agrícola e, para tanto, devem ser feitas alianças estratégicas com empresas do setor de petróleo para aproveitar sua estrutura de distribuição. É essencial transformar os produtores de etanol em grandes players na oferta e não só na produção. Também é recomendado investir em novas fronteiras agrícolas; em novas tecnologias para aumentar a produção e os novos usos do produto (etanol como matéria-prima) e em acordos bilaterais para transformar os planos de mistura de etanol na gasolina regulamentados nas legislações dos países. Finalmente, ações conjuntas devem ser feitas para desenvolver um padrão internacional para os tipos de etanol, assim como certificações reconhecidas internacionalmente e na consolidação de uma bolsa internacional para sua comercialização.
Título em inglês
Proposed strategies for the internationalization of Brazilian ethanol producers
Palavras-chave em inglês
Ethanol and Brazilian sugarcane industry
Internationalization
Strategy
Resumo em inglês
For this study, the low international integration of the Brazilian ethanol producers was defined as the research problem. This is so affirmed because, despite the constant increased production that the fuel has experienced in recent years, the sector is still unable to supply the international market as it has a growing domestic market that absorbs most of the output. These issues are currently among Brazil's major challenges, especially as a hurdle to transforming ethanol into an international commodity. For this research, three stages were considered, beginning with the identification of the Degree of Internationalization (DI) of the companies consulted to compose the case studies. Later, in step 2, the author conducted interviews with these groups to deepen the information about the internationalization process. Finally, a parallel step was carried out, in which both national and international entities were interviewed to complement the information on the international market for ethanol. The end result of the research was the proposal of strategies to contribute to the internationalization process of the ethanol producer groups, which was, at the beginning, the aim of this study. In step 1, data were collected through an electronic questionnaire sent to all groups of ethanol producers in Brazil and in the later stages, semi-structured interviews adopting the methodology of multiple case studies were conducted. The conclusion drawn was that the DI of the groups surveyed is low and the international insertion model adopted by these companies is based primarily on export (both direct and indirect) activities. Among the main strategies proposed by the author, considering the main findings of the research, the need to consider ethanol as an energy product instead of a simple agricultural output must be highlighted and, therefore, strategic alliances with companies in the oil sector to leverage ethanol distribution should be made. It is also recommended to invest in new agricultural frontiers, new technologies to increase production and new uses for ethanol (as raw material, for example) and in bilateral plans to transform the mixture of ethanol regulated in other countries. Finally, joint action should be taken to develop an international standard for the different types of ethanol, as well as internationally recognized certifications and the consolidation of an international stock exchange for its marketing.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2011-08-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2023. Todos os direitos reservados.