• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.12.2016.tde-03062016-124303
Documento
Autor
Nome completo
Chen Wen Hsing
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Souza, Cesar Alexandre de (Presidente)
Carvalho, Rodrigo Baroni de
Diniz, Eduardo Henrique
Reinhard, Nicolau
Viana, Adriana Backx Noronha
Título em português
Coleta de dados pessoais e paradoxo da privacidade: um estudo entre usuários de aplicativos móveis
Palavras-chave em português
Chave
Comportamento do consumidor
Computação móvel
Dados pessoais
Privacidade
Segurança de computadores
Resumo em português
Aplicativos móveis de celulares que coletam dados pessoais estão cada vez mais presentes na rotina do cidadão comum. Associado a estas aplicações, há polêmicas sobre riscos de segurança e de invasão de privacidade, que podem se tornar entraves para aceitação destes sistemas por parte dos usuários. Por outro lado, discute-se o Paradoxo da Privacidade, em que os consumidores revelam mais informações pessoais voluntariamente, apesar de declarar que reconhecem os riscos. Há pouco consenso, nas pesquisas acadêmicas, sobre os motivos deste paradoxo ou mesmo se este fenômeno realmente existe. O objetivo desta pesquisa é analisar como a coleta de informações sensíveis influencia a escolha de aplicativos móveis. A metodologia é o estudo de aplicativos disponíveis em lojas virtuais para celulares através de técnicas qualitativas e quantitativas. Os resultados indicam que os produtos mais populares da loja são aqueles que coletam mais dados pessoais. Porém, em uma análise minuciosa, observa-se que aqueles mais buscados também pertencem a empresas de boa reputação e possuem mais funcionalidades, que exigem maior acesso aos dados privativos do celular. Na survey realizada em seguida, nota-se que os consumidores reduzem o uso dos aplicativos quando consideram que o produto coleta dados excessivamente, mas a estratégia para proteger essas informações pode variar. No grupo dos usuários que usam aplicativos que coletam dados excessivamente, conclui-se que o motivo primordial para compartilhar informações pessoais são as funcionalidades. Além disso, esta pesquisa confirma que comparar os dados solicitados pelos aplicativos com a expectativa inicial do consumidor é um constructo complementar para avaliar preocupações com privacidade, ao invés de simplesmente analisar a quantidade de informações coletadas. O processo desta pesquisa também ilustrou que, dependendo do método utilizado para análise, é possível chegar a resultados opostos sobre a ocorrência ou não do paradoxo. Isso pode dar indícios sobre os motivos da falta de consenso sobre o assunto
Título em inglês
Personal data collection and privacy paradox: a study of mobile application users
Palavras-chave em inglês
Computer security
Consumer behavior
Mobile computing
Personal data
Privacy
Resumo em inglês
Mobile phone applications with personal data gathering features are ubiquitous nowadays. On one hand, there are constant debates about privacy and security issues regarding such systems that inhibit user adoption. On the other hand, there are discussions about the tendency of consumers to disclose more personal information than their initial intentions. This phenomenon is also known as the Privacy Paradox. There is no agreement among researchers regarding the occurrence and the causes of this phenomenon. The aim of this research is to analyze how sensitive data collection can inhibit end user's application choices. It investigates products available to smartphone virtual stores with qualitative and quantitative research techniques. Data analysis indicates that top ranked products at the application store request the largest amount of sensitive data. However, this data disclosure is probably due to the fact that top ranked products belong to top rated developers and are feature-rich. The survey indicates that consumers reduce usage behavior in order to protect personal data but different protecting strategies are adopted. Users disclose their information probably because they value functionalities more than the data requested by the applications. This research also observed that user's expectation of the type of information that a particular application should collect is an alternative construct of measuring privacy concern, instead of examining only the permissions requested. This research process can also illustrate that the conclusions regarding the occurrence of the Privacy Paradox changes when a different analysis method is applied. Consequently, it can help to explain the lack of agreement in this research area
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
CorrigidaChen.pdf (4.28 Mbytes)
Data de Publicação
2016-06-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.