• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.12.2002.tde-30082010-001701
Documento
Autor
Nome completo
André Lunardelli
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2002
Orientador
Banca examinadora
Lima, Gilberto Tadeu (Presidente)
Andrade, Joaquim Pinto de
Carneiro, Francisco Galrão
Rocha, Fabiana Fontes
Soromenho, Jorge Eduardo de Castro
Título em português
Inércia inflacionária e o custo das estabilizações nos EUA
Palavras-chave em português
Curva de Phillips
Desinflações
Fairness
Inércia inflacionária
Taxa de sacrifício
Resumo em português
Utilizando a survey junto ao consumidor da universidade de Michigan, obtivemos dados a respeito das expectativas dos agentes não só sobre inflação, mas também sobre nível de atividade (os estudos de Roberts (1997) utilizaram apenas os dados de survey sobre expectativas inflacionárias). Verificamos, então, que grande parcela do custo das estabilizações dos EUA foi antecipado pela maior parte dos agentes, o que nos levou a rejeitar os modelos de Taylor (1979, 1980) e de Calvo (1983), mesmo em suas versões com as hipóteses de falta de credibilidade e informação homogeneamente defasada. Em seguida discutimos como um modelo com fairness, pode explicar este quebra cabeças. Finalmente, examinamos, três possíveis fatores (mutuamente compatíveis): a hipótese de que parte da população tenha expectativas inconsistentes, incerteza knightiana e o modelo com fairness. Nossos resultados empíricos penderam a favor de uma combinação de pelo menos uma das duas últimas alternativas com a primeira.
Título em inglês
Inflation inertia and the disinflations costs in the US
Palavras-chave em inglês
Disinflation
Fairness
Inflation inertia
New Keynesian Phillips curve
Sacrifice ratio
Resumo em inglês
Using the Michigan Universitys consumer survey, we obtained data about agents expectations of both inflation and output (the latter had not been used in Roberts (1997) studies). With this, we were able to verify that a great part of the sacrifice ratios of the US stabilizations were anticipated by common agents, rejecting the Taylor (1979, 1980) and Calvo (1983) models and, with it, the hypothesis that the only reasons underlying them are staggered contracts, homogeneous sticky information and lack in credibility. WE, then, discuss how a model with fairness can explain this puzzle. Finally, we examine three (mutually consistent) factors: the hipothesis that part of the population have inconsistent expectatitons, Knightian uncertainty and te model with fairness. The results favored the combination of at least one of the two latter alternatives with te former.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Lunardelli2002.pdf (1.54 Mbytes)
Data de Publicação
2010-08-31
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.