• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Clara Zanon Brenck
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Carvalho, Laura Barbosa de (Presidente)
Barbosa Filho, Nelson Henrique
Loureiro, Pedro Mendes
Rugitsky, Fernando Monteiro
Título em português
Distribuição, estrutura produtiva e demanda agregada no Brasil: uma análise de inspiração Kaleckiana
Palavras-chave em português
Demanda agregada
Desigualdade salarial
Distribuição
Estrutura produtiva
Modelo kaleckiano
Resumo em português
Central no debate sobre o aumento da concentração de renda entre os anos 60 e 70 no Brasil, o papel da estrutura produtiva na determinação da distribuição de salários ficou relegado a segundo plano na literatura econômica das últimas décadas. Ao resgatar tais elementos para a análise da relação entre a redução da desigualdade salarial e as alterações na composição do emprego no Brasil no período recente, contribuímos para a literatura teórica e empírica sobre a relação entre distribuição de renda e demanda agregada. Baseando essa análise no arcabouço neo-kaleckiano, contribuímos para a literatura teórica através da construção de um modelo de economia aberta de dois setores que incorpora o efeito da desigualdade salarial sobre o padrão de consumo das famílias. Os resultados revelam as condições para a emergência de um processo circular de causação cumulativa entre a queda da desigualdade salarial e a transferência de empregos para o setor não comercializável, intensivo em mão-de-obra menos qualificada. O capítulo empírico dessa dissertação testa econometricamente a existência desse mecanismo cumulativo no Brasil, separando-o em dois exercícios: um Vetor de Correção de Erros (VEC) para a relação de longo prazo entre composição do produto e índice de Gini entre 1980 a 2014 e um Vetor Autorregressivo (VAR) para a relação de curto prazo entre as variações na desigualdade salarial e na composição do emprego no período entre 2004 e 2019. Os resultados parecem confirmar a hipótese de que as alterações na estrutura produtiva e na distribuição de renda reforçaram-se mutuamente ao longo do tempo
Título em inglês
Distribution, productive structure and aggregate demand in Brazil: a Kaleckian inpired analyses
Palavras-chave em inglês
Agregate demand
Distribution
Kaleckian model
Productive structure
Wage inequality
Resumo em inglês
Central to the debate regarding increase in the income concentration between the 1960s and 1970s in Brazil, the role of the productive structure in the determination of wage distribution has been relegated to second place in the economic literature of the last decades. By rescuing these elements to analyze the relationship between the reduction of wage inequality and changes in the composition of employment in Brazil in the recent period, we contribute to the theoretical and empirical literature on the relationship between income distribution and aggregate demand. Basing this analysis on the neo-Kaleckian framework, we contribute to the theoretical literature by constructing an open economy model of two sectors that incorporates the effect of wage inequality on the household consumption pattern. The results reveal the conditions for the emergence of a circular process of cumulative causation between the fall of the wage inequality and the transfer of jobs to the non-tradable sector, intensive in less qualified labor. The empirical chapter of this dissertation econometrically tests the existence of this cumulative mechanism in Brazil, separating it into two exercises: an Error Correction Vector (VEC) for the long-term relationship between product composition and Gini index between 1980 and 2014 and an Autoregressive Vector (VAR) for the short-run relationship between changes in wage inequality and employment composition in the period between 2004 and 2019. The results seem to confirm the hypothesis that changes in the productive structure and income distribution were reinforced over time
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
CorrigidaClara.pdf (2.84 Mbytes)
Data de Publicação
2019-08-29
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.