• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Carolina Venturini Marcelino
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Frezatti, Fabio (Presidente)
Beck, Franciele
Casado, Tania
Oyadomari, José Carlos Tiomatsu
Título em português
Sistema de controle gerencial: o papel das alavancas de controle no capital psicológico e seus impactos na satisfação no trabalho e no comprometimento organizacional
Palavras-chave em português
Capital psicológico
Comprometimento organizacional
Satisfação no trabalho
Sistema de controle gerencial
Resumo em português
Entender a influência que o Sistema de Controle Gerencial (SCG) exerce nos funcionários é de suma importância para que uma empresa consiga alcançar seus objetivos. Entretanto, o foco das pesquisas sobre os efeitos dos SCG nos indivíduos tem tido forte incidência no comportamento disfuncional (Birnberg, Turopolec, & Young, 1983; Chenhall, 2006; Hartmann, 2000). Portanto, é urgente a necessidade de um novo olhar sobre o SCG, enfatizando o quanto o SCG pode aprimorar o potencial dos indivíduos, fazendo com que eles se empenhem para que a organização alcance seus objetivos. Assim, esta tese investiga os relacionamentos entre o Sistema de Controle Gerencial, o Capital Psicológico e satisfação no trabalho e o comprometimento organizacional. Fundamentado no framework das alavancas de controle de Simons (1995), este estudo tem por hipótese uma associação positiva entre o SCG e o Capital Psicológico, que é definido como um estado psicológico positivo de um indivíduo, que enfatiza o desenvolvimento de forças individuais, caracterizado por: autoeficácia, esperança, otimismo e resiliência. Ademais, investigou-se a hipótese de que há uma associação positiva entre o Capital Psicológico e a satisfação no trabalho e o comprometimento organizacional. Para alcançar os objetivos da pesquisa, realizou-se um survey single entity em uma empresa brasileira de grande porte do setor alimentício. Foram utilizadas duas técnicas de coleta de dados, questionário e entrevistas, a fim de obter uma análise ampla do fenômeno a ser estudado. As entrevistas foram realizadas com doze diretores e gerentes da empresa, com o objetivo de buscar uma compreensão mais profunda sobre o sistema de controle gerencial, a fim de agregar informações adicionais sobre os achados quantitativos. O questionário foi aplicado a uma amostra de 132 respondentes de uma população de 404, abrangendo gerentes e coordenadores de diversas áreas da organização. Os dados coletados pelo survey foram submetidos a técnicas estatística de análise descritiva e análise de equações estruturais (PLS-SEM). Os resultados indicaram que há uma forte associação entre o SCG e o Capital Psicológico, que, por sua vez, está relacionado com a satisfação no trabalho e o comprometimento organizacional. Esse resultado é relevante, ao demonstrar empiricamente o quanto o Sistema de Controle Gerencial pode aprimorar o potencial dos indivíduos, uma vez que o Capital Psicológico produz motivação e perseverança em direção à realização de metas, promovendo atitudes e comportamentos desejáveis e ajudando a aplacar resultados atitudinais e comportamentais indesejáveis (Avey, Reichard, et al., 2011; Luthans et al., 2015), contribuindo para que a organização adquira vantagem competitiva.
Título em inglês
Management control system: the role of Levers of control in the psychological capital and its impacts on job satisfaction and organizational commitment.
Palavras-chave em inglês
Job satisfaction
Management control system
Organizational commitment
Psychological capital
Resumo em inglês
The understanding of the influence that the Management Control System (MCS) exerts on the employees is of paramount importance for the company to achieve its objectives. However, the focus of research on the effects of MCS on individuals has had a strong incidence on dysfunctional behavior (Birnberg, Turopolec, & Young, 1983; Chenhall, 2006; Hartmann, 2000). Therefore, there is a need for a new look at MCS, emphasizing how MCS can enhance individuals' potential by making them strive for the organization to achieve its intended goals. Thus, this thesis investigates the relationships between the Management Control System, the Psychological Capital and job satisfaction and the organizational commitment. Based on the Levers of Control framework of Simons (1995), this study hypothesizes a positive association between MCS and Psychological Capital, which is defined as a positive psychological state of an individual that emphasizes the development of individual forces, characterized by self-efficacy, hope, optimism and resilience. In addition, was investigated the hypothesis that there is a positive association between Psychological Capital and job satisfaction and organizational commitment. To achieve the research objectives, a survey single entity was conducted in a large Brazilian company in the food sector. Two techniques of data collection, questionnaire and interviews, were used in order to obtain a broad analysis of the phenomena to be studied. The interviews were conducted with twelve directors and managers of the company, with the objective of seeking a deeper understanding of the company's management control system in order to aggregate additional information about the quantitative findings. The questionnaire was applied to a sample of 132 respondents from a population of 404, comprising managers and coordinators from various areas of the organization. The data collected by the survey were submitted to statistical techniques of descriptive analysis and analysis of structural equations (PLS-SEM). The results indicated that there is a strong association between MCS and Psychological Capital, which, in turn, is related to job satisfaction and organizational commitment. This result is relevant, by empirically demonstrating how the Management Control System can improve individuals' potential, since Psychological Capital produces motivation and perseverance towards achieving goals by promoting desirable attitudes and behaviors and helping to placate undesirable attitudinal and behavioral outcomes (Avey, Reichard, et al., 2011; Luthans et al., 2015), contributing to the organization gaining competitive advantage.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
CorrigidoCarolina.pdf (1.58 Mbytes)
Data de Publicação
2019-04-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.