• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.11.2019.tde-16122019-115642
Documento
Autor
Nome completo
Adriano Bicioni Pacheco
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2019
Orientador
Banca examinadora
Duarte, Sergio Nascimento (Presidente)
Coelho, Rubens Duarte
Sampaio, Pedro Ramualyson Fernandes
Silva, Edna Maria Bonfim da
Título em português
Nutrigação da abobrinha italiana em ambiente protegido
Palavras-chave em português
Cucurbita pepo L.
Condutividade elétrica
Hidroponia aberta
Nutrição de plantas
Relação N:K
Resumo em português
A abobrinha italiana (Cucurbita pepo L.) é uma das principais hortaliças produzidas no cenário nacional e mundial. Sua produtividade e qualidade dos frutos está diretamente relacionada a diversos fatores que influenciam o sistema produtivo, como a nutrição das plantas e a possibilidade de salinização do meio. Assim, objetivou-se avaliar as características de desenvolvimento, de atividade fotossintética, de qualidade, de produção e nutricionais da abobrinha italiana, cultivada em vaso com substrato em ambiente protegido, sob relações N:K e níveis de condutividade elétrica da solução nutritiva. O experimento foi realizado em ambiente protegido em vasos com capacidade de 8,2 dm3, utilizando substrato comercial AgroLink® Biogrow Fibra/Composto Standard. O delineamento experimental adotado foi em blocos casualizados, com três repetições, em esquema fatorial de 5x3, sendo cinco níveis de condutividade elétrica da solução nutritiva (1,0; 2,0; 3,0; 4,0; e 5,0 dS m-1) e três relações N:K (2:1; 1:1; e 1:2), ambos na solução nutritiva. As mudas foram produzidas em bandejas de polietileno e o transplante foi realizado aos 20 dias após a semeadura, com uma planta por vaso. Foi adotado o espaçamento entre linhas de 1 m e o espaçamento entre plantas foi de 0,5 m. As variáveis foram submetidas à análise de variância pelo teste F e, quando houve diferenças significativas entre os tratamentos, foi aplicado a regressão polinomial para as condutividades elétricas da solução nutritiva e o teste de Tukey para as relações N:K da solução nutritiva. Todos os testes foram realizados em nível de 5% de probabilidade. Para a altura de planta da abobrinha italiana, aos 30 dias após o transplante, a maior altura foi observada na relação de 2:1; aos 45 e 60 dias após o transplante na condutividade elétrica de 1,0 dS m-1) e as relações de 1:1 e 1:2 proporcionaram as maiores médias de altura. A relação N:K da solução nutritiva de 2:1 apresentou uma maior atividade fotossintética para a abobrinha italiana. Os sólidos solúveis totais, acidez titulável e a vitamina C nos frutos da abobrinha italiana apresentaram os maiores valores (4,8°Brix, 0,167 g de ácido cítrico 100 mL-1) de polpa e 25,4 mg 100 mL-1) de polpa) na condutividade elétrica de 5,0 dS m-1. A solução nutritiva com a relação 2:1, apresentou a maior produção da massa fresca dos frutos da abobrinha italiana com a menor disponibilidade de nutrientes (1,0 dS m-1); enquanto que nas relações 1:1 e 1:2, a maior produção foi observada no nível de 2,9 dS m-1 As concentrações e o acúmulo dos macronutrientes minerais apresentaram respostas variadas dependendo do órgão vegetativo analisado. As características de desenvolvimento, de atividade fotossintética, de qualidade, de produção e nutricionais da abobrinha italiana foram influenciadas pela disponibilidade dos nutrientes na solução nutritiva.
Título em inglês
Nutrigation of zucchini in greenhouse
Palavras-chave em inglês
Cucurbita pepo L.
Electrical conductivity
Open hydroponics
Plant nutrition
Ratio N:K
Resumo em inglês
The zucchini (Cucurbita pepo L.) is one of the main vegetables produced in Brazil and in world scene. Its productivity and fruit quality are related to several factors that influence the system such as plant nutrition and the possibility of salinization of the medium. The objective of this work was to study development, photosynthetic, quality, production and nutritional characteristics of zucchini cultivated in a substrate in a greenhouse under N:K approach and levels of electrical conductivity of the nutrient solution. The experiment was carried out in a 8.2 dm3 potted environment using commercial AgroLink® Biogrow Fiber/Standard Compound substrate. The experimental design was randomized block with three replications in a 5x3 factorial scheme, with five levels of electrical conductivity of the nutrient solution (1.0, 2.0, 3.0, 4.0, and 5.0 dS m-1 ) and three N: K ratios (2:1; 1:1; and 1:2;), both in the nutrient solution. The seedlings were produced in a styrofoam seedling trays and transplanted at 20 days after sowing with one plant per pot. The row spacing of 1 m was adopted and the spacing between plants was 0.5 m. The variables were subjected to analysis of variance by the F test, and when there were significant differences between treatments, the polynomial regression was applied for the electrical conductivity of the nutrient solution and the Tukey test for the N:K ratio of the nutrient solution. All tests were performed at 5% probability level. For height of zucchini plants at 30 days after transplanting, the highest height was observed in the ratio of 2:1; at 45 and 60 days after transplantation at 1.0 dS m-1 electrical conductivity and 1:1 and 1:2 ratios provided the highest mean height. The N:K ratio of the 2:1 nutrient solution showed the highest photosynthetic activity of zucchini. The total soluble solids, titratable acidity and vitamin C in the fruits of the zucchini showed the highest values (4.8°Brix, 0.167g citric acid 100 mL-1 pulp and 25.4 mg 100 mL-1 pulp) in conductivity 5.0 dS m-1 power supply. The 2:1 nutrient solution presented the highest yield of fresh fruit mass of the zucchini with the lowest nutrient availability (1.0 dS m-1); while in 1:1 and 1:2 ratios, the highest yield was observed at the 2.9 dS m-1 level. Concentrations and accumulation of mineral macronutrients showed varying responses depending on the vegetative organ. The developmental, photosynthetic, quality, production and nutritional characteristics of the zucchini were influenced by the nutrient availability in the nutrient solution.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-12-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.