• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2013.tde-30102013-100727
Documento
Autor
Nome completo
Reinaldo Rocha de Camargo Junior
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2013
Orientador
Banca examinadora
Seixas, Fernando (Presidente)
Mendes, João Carlos Teixeira
Oliveira Junior, Ezer Dias de
Título em português
Análise de sistemas de colheita de povoamentos de eucalipto com baixa produtividade
Palavras-chave em português
Baixo volume por hectare
Baixo volume unitário
Custo de produção
Flail
Resumo em português
A colheita mecanizada florestal é uma atividade custosa com diversos fatores a serem gerenciados e controlados para que se torne uma atividade viável e competitiva. Para a aplicação em povoamentos florestais de baixo volume por hectare, a escolha do sistema de colheita ideal é fator determinante para o sucesso operacional e financeiro do processo. O presente estudo avaliou dois sistemas de colheita: um convencional - composto por: "Harvester" e "Forwarder" - e outro alternativo - composto por: "Feller-buncher", "Skidder", "Flail", "Power-Clamp" e "Garra-Traçadora". Os sistemas de colheita foram aplicados em florestas de baixo volume unitário, sendo a UP-A com 0,14 m³.árv.-1 com 48,07 hectares e a UP-B com 0,11 m³.árv.-1 com 80,88ha. Foi realizado estudo de tempo contínuo para o apontamento dos indicadores de desempenho de disponibilidade mecânica, eficiência operacional e índice de utilização, bem como coleta do número de árvores produzidas por cada máquina de cada um dos sistemas em ciclos de 30min. de forma aleatória. Os custos horários foram divididos em: custos fixos - compostos por: custo de depreciação, juros, seguros e estrutura - e custos variáveis - representados pelos valores correspondentes a: combustível, lubrificantes, mão de obra e manutenção. O custo de produção (R$.m-3 de cada máquina e somatório de cada sistema) foi obtido por meio da soma dos custos fixos e variáveis de cada máquina e divisão entre sua produção horária apontada pelos técnicos florestais ao longo do estudo. Na análise estatística, aplicou-se o teste de BOX-COX para avaliar a homogeneidade da variância da produção horária (m³.h-1) com a variância homogeneizada pela transformação logarítmica, fez-se a análise de variância (ANOVA) da variável m³.h-1 de cada um dos sistemas para cada uma das unidades de produção e, sequencialmente, realizou-se o teste de comparação de médias dos sistemas de colheita e unidades de produção, comparados pelo teste de Tukey a 5%. Os custos fixos do sistema convencional totalizaram 221,59 R$.h-1, sendo estes 52,77% dos custos totais deste sistema, já o sistema alternativo apresentou um custo total fixo de 668,55 R$.h-1, representando 45,75% dos custos totais horários. Os custos variáveis do sistema convencional totalizaram 198,29 R$.h-1, compondo 47,23% dos custos totais, e para o sistema alternativo, os custos variáveis totalizaram 792,68 R$.h-1, representando 54,25% dos custos totais. O custo de produção do sistema convencional na UP-A foi de 19,38 R$.m-³ e na UP-B foi de 23,85 R$.m-³. Já para o sistema alternativo, obteve-se na UP-A um custo de 14,62 R$.m-³ e para UP-B um valor de 19,99 R$.m-³. Em conclusão, verificou-se que, para ambas as situações de floresta estudadas, o sistema alternativo de colheita foi mais competitivo em relação ao sistema convencional.
Título em inglês
Analysis of harvest systems of eucalyptus forest with low productivity
Palavras-chave em inglês
Cost of production
Flail
Low unit volume
Volume per hectare
Resumo em inglês
The forest mechanized harvesting operation is a costly activity with many factors to be managed and controlled in order to become a viable and competitive activity. Thus when applied to forest stands with low volume per hectare, choosing the ideal harvesting system is a determining factor for the operational and financial success. The present study analyzed two harvesting systems, one named traditional, which is composed of "Harvester" and "Forwarder" and a second named alternate consisting of "Feller-buncher", "Skidder", "Flail", "Power-Clamp" and "Grapple-Saw". Both systems were applied to harvest forests of low unit volume, and the UP-A with 0.14 m³.tree-1 with 48.07 hectares and UP-B with 0.11 m³.tree-1 with 80.88 hectares. The study was conducted with continuous time for the appointment of the performance indicators of mechanical availability, operational efficiency and utilization rates, also was collected the number of trees produced by each machine in each system in cycles of 30 minutes at random. Hourly costs were divided into fixed costs, consisting of depreciation cost, interest, insurance and variable cost structure was represented by the cost of fuel, lubricants, labor and maintenance. The production cost of R$.m-3 of each machine and the sum of each system was obtained by the sum of the fixed and variable costs of each machine and divided by their hourly production indicated by forest technicians throughout the study. Statistical analysis was applied to the BOX-COX test to evaluate the homogeneity of the variance of output per hour (m³.hour-1), with the variance homogenized by logarithmic transformation was made the variance analysis (ANOVA) of the variable m³.hour-1 of each harvest system for each forest production units and sequentially held the mean test comparison of harvest systems and forest production units, compared by Tukey test at 5%. The fixed costs of the traditional system totaled R$ 221.59 per hour effective worked these being 52.77% of the total costs of the system, since the alternative system presented a total fixed cost of R$ 668.55 per effective worked hour, representing 45.75% of the total costs. The variable costs of the traditional system totaled R$ 198.29 per effective worked hour, composing 47.23% of total costs, and for the alternative system, variable costs totaled R$ 792.68 per worked hour effectively representing 54.25% of total costs. The production cost of the traditional system in UP-A was R$ 19.38 per m³ and UP-B of R$ 23.85 per m³, for the alternative system has obtained in the UP-A a cost of R$ 14.62 per m³ and for the UP-B R$ 19.99 per m³. It is concluded that for both situations of forests studied, the alternative harvest system was more competitive compared to the traditional system in terms of R$.m-3.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-11-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.