• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2019.tde-27032019-163129
Documento
Autor
Nome completo
Susane Rasera
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2018
Orientador
Banca examinadora
Mendes, Flávio Bertin Gandara (Presidente)
Engel, Vera Lex
Vieira, Simone Aparecida
Vismara, Edgar de Souza
Título em português
Biomassa e carbono no estrato arbóreo em área restaurada de Mata Atlântica
Palavras-chave em português
Biomassa e carbono
Manejo silvicultural de espécies nativas
Mata Atlântica
Modelos de predição
Restauração florestal
Resumo em português
Frente às mudanças climáticas, foi estabelecido via Acordo de Paris o compromisso do Brasil em reduzir as emissões de gases do efeito estufa em 37% até 2025 e 43% até 2030. A restauração de 12 milhões de hectares de florestas, dado o potencial das florestas em sequestrar carbono, é apresentada como uma das formas para atingir essas metas. Assim, entender o real potencial das florestas plantadas em sequestrar carbono, obtido via quantificação da biomassa, torna-se de grande importância e oportunidade. O objetivo do trabalho foi desenvolver modelos de predição de biomassa do estrato arbóreo para uma área restaurada com 12 anos de idade e avaliar a alocação de biomassa e carbono na vegetação arbórea em relação ao manejo silvicultural, arranjo de espécies e espaçamento de plantio nessa mesma área, localizada na Estação Experimental de Ciências Florestais de Anhembi, pertencente à ESALQ/USP. Para desenvolvimento das equações foi realizado o abate de 100 indivíduos arbóreos das 20 espécies presentes na área, escolhidos segundo uma amostragem estratificada em cinco classes de diâmetro por espécie. Em todas as árvores foi realizada cubagem rigorosa do tronco e galhos grossos e tiradas medidas de DAP, Altura total e Altura do tronco. Em seguida, foram divididas em quatro compartimentos: raízes, tronco, galhos grossos e copa, composta por galhos finos e folhas, e pesadaos separadamente. De cada compartimento foram obtidas amostras para determinação do teor de umidade e densidade básica dos discos, retirados em três posições do tronco: base, meio e topo e um na parte dos galhos grossos. Foram desenvolvidas quatro equações para predição de biomassa: Biomassa total acima do solo (Btas), Biomassa de tronco (Btr), Biomassa de copa (Bcp) e Biomassa de raiz (Brz). Para ajuste dos modelos foram testadas duas equações lineares, comumente utilizadas no meio florestal para cálculo de volume, e variações dessas equações com a inclusão de cinco variáveis preditoras: DAP, Altura, Altura do tronco, Comprimento de Copa e Densidade básica da madeira do tronco. As melhores equações obtidas incluíram pelo menos o DAP e densidade básica da madeira, sendo esta essencial para melhoria nos critérios de seleção de modelos. A aplicação das equações aos dados do inventário realizado em 2016 na área levou a estimativas de fixação de biomassa e carbono do estrato arbóreo bem variáveis entre os tratamentos, indo de 27,7 a 157,7 Mg.ha-1 para biomassa e de 13,0 a 74,1 Mg.C.ha-1 para carbono. As melhores parcelas apresentaram valores próximos aos encontrados em outros estudos em áreas de reflorestamento, mas abaixo do encontrado em florestas maduras.
Título em inglês
Biomass and carbon in the arboreal stratum in an Atlantic Forest restoration area
Palavras-chave em inglês
Biomass and carbon
Climate changes
Forest restoration
Prediction models
Resumo em inglês
In response to climate change, Brazil's commitment to reduce greenhouse gas emissions by 37% by 2025 and 43% by 2030 was established through the Paris Agreement. The restoration of 12 million hectares of forests, given the potential of forests in sequestering carbon, is presented as one of the ways to achieve these goals. Thus, understanding the real potential of planted forests to sequester carbon, obtained through the quantification of biomass, becomes of great importance and opportunity. The objective of this work was to develop biomass prediction models of the arboreal stratum for a restored area of 12 years old and to evaluate the biomass and carbon allocation in tree vegetation in relation to silvicultural management, species arrangement and planting spacing. The study area is part of an experimental study titled "Models for the Recovery of Atlantic Forest Degraded Areas", located at the Experimental Station of Forestry Sciences of Anhembi, belonging to ESALQ / USP. For the development of the equations, 100 individuals of the 20 species present in the area were felled according to a stratified sampling in five diameter classes per species. In all the trees was carried out rigorous volume measurements of the trunk and thick branches and taken dimensions of DBH, Total Height and Trunk Heignt. They were divided into four compartments: roots, trunk, thick branches and canopy, composed of thin branches and leaves, and weighed separately. From each compartment were taken samples to determine the moisture content and basic density of the discs, taken in three positions of the trunk: base, middle and top and one in the part of the thick branches. Four biomass prediction equations were developed: Total Biomass Above the Soil (Btas), Trunk Biomass (Btr), Canopy Biomass (Bcp) and Root Biomass (Brz). Two linear equations commonly used to calculate tree volume and its variations with the inclusion of five predictive variables: DBH, Height, Trunk Height, Cup Length and Basic Density of the trunk wood were used to develop the equations. The best equations obtained included at least the DBH and basic wood density, which is essential for improvement in the model selection criteria. The application of the equations in the inventory carried out in 2016 in the area led to estimates of biomass and carbon values of the tree stratum very variable between the treatments, ranging from 27.7 to 157.7 Mg.ha-1 for biomass and 13.0 to 74.1 Mg.C.ha-1 for carbon. The best plots presented values close to those found in other studies in reforestation areas, but lower than those found in mature forests.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-04-05
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.