• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2014.tde-11112014-095410
Documento
Autor
Nome completo
Danilo Ignacio de Urzedo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2014
Orientador
Banca examinadora
Silva, Edson José Vidal da (Presidente)
Molina, Silvia Maria Guerra
Morsello, Carla
Título em português
Trilhando recomeços: A socioeconomia da produção de sementes florestais do Alto Xingu na Amazônia brasileira
Palavras-chave em português
Cadeia de valor
Economia familiar
Meios de vida familiar
Produtos florestais não madeireiros
Redes sociais
Resumo em português
Recentemente, o mercado de sementes florestais têm se consolidado para atender demandas da restauração ecológica que são movidas por regulamentações. A produção de sementes se estabeleceu como um sistema de base comunitária e familiar com elevado potencial para promover um intrigante desafio, associar uso e conservação de ecossistemas com o desenvolvimento local. O presente estudo teve como objetivo geral avaliar a socioeconomia da produção de sementes florestais a partir das seguintes dimensões: (i) implicações das relações de cooperação no funcionamento da cadeia de valor; (ii) efeitos das técnicas de produção nos gargalos, inovações e custos financeiros; e (iii) impactos da participação no mercado de sementes nos meios de vida familiar. Para isso, a pesquisa envolveu como um estudo de caso a Rede de Sementes do Xingu na Amazônia brasileira. A coleta de dados foi conduzida por meio de observações participantes, entrevistas e oficinas com produtores de sementes de diferentes realidades socioculturais (indígenas, agricultores familiares e residentes urbanos) e técnicos que atuam na gestão da rede. O funcionamento da cadeia foi fortalecido pelas relações de cooperação entre os atores, principalmente em função do compartilhamento de valores. No entanto, os custos financeiros, a assistência técnica, a infraestrutura, os parâmetros técnicos e as legislações são os principais fatores que condicionam os processos da cadeia de sementes. Os atuais preços de comercialização das sementes seguem parâmetros empíricos que não dimensionam os reais custos de produção, demonstrando que os preços necessitam de reformulações. Por outro lado, as realidades socioculturais dos produtores exercem uma influencia direta nos sistemas de produção, o que promove a inovação de técnicas e tecnologias a partir de conhecimentos tradicionais e locais. Quanto à participação nos mercados, os grupos socioculturais estudados diferiram quanto às percepções sobre os impactos nos seus meios de vida familiar. As comunidades com algum grau prévio de organização foram mais susceptíveis ao fortalecimento do capital social, de tal forma que os grupos socioculturais menos integrados ao mercado apresentaram melhores resultados a partir da participação no mercado de sementes.
Título em inglês
Moving into resumption: Socioeconomic of forest seeds production in the Upper Xingu of the Brazilian Amazon
Palavras-chave em inglês
Household economy
Livelihoods
Non-timber forest products
Social networks
Value chain
Resumo em inglês
Recently, the markets of forest seeds have been established to meet demands for ecology restoration which are driven by regulations. The seeds production was design as a production system of the community and family groups with high potential to promote an intriguing challenge, associate ecosystem usage and conservation within local development. The overall purpose of the present study was to evaluate the socioeconomics of forest seeds production from the following dimensions: (i) implications of cooperation in the value chain operations; (ii) effects of production techniques in bottlenecks, innovations, and financial costs; and (iii) impacts of seed market participation in the household livelihoods. This research involved a case study of Xingu Seeds Network in the Brazilian Amazon. Data collection was conducted through participant observation, interviews and workshops with different sociocultural groups of seed producers (indigenous groups, urban residents and settler farmers) and staffs who manage the network. The value chain operation was strengthened by the relationship between the actors, mainly due to the common values between the actors. However, financial costs, technical assistance, infrastructure, technical parameters and laws are the main factors which constrain the seeds value chain. Current prices for seed marketing follow empirical parameters which do not measure the real production costs, which is requiring prices reformulation. On the other hand, the producers' socio-cultural realities have influenced on production systems, which has lead into a promoting innovation of techniques and technologies by traditional and local knowledge. Regarding to market participation, the sociocultural groups showed different perceptions about impacts on their household livelihoods. Communities which are already organized are most likely to strengthen their social capital through participation, thus socio-cultural groups less integrated with the market achieved better livelihood outcomes through participation in the seed market.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-11-24
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • ANDRADE, S. D. O., URZEDO, D. I., e VIDAL, E. QUAL É O CUSTO FINANCEIRO PARA ANALISAR A QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES FLORESTAIS NATIVAS?. In XVIII Congresso Brasileiro de Sementes Florestais, Florianópolis, 2013. XVIII Congresso Brasileiro de Sementes Florestais., 2013. Resumo.
  • URZEDO, D. I., VIDAL, E., e PINA-RODRIGUES, F. C. M. INFORMALIDADE E LEGALIZAÇÃO: A REALIDADE DA PRODUÇÃO COMUNITÁRIA DE SEMENTES FLORESTAIS TROPICAIS NO ALTO XINGU, SUDOESTE DA AMAZÔNIA. In XVIII Congresso Brasileiro de Sementes Florestais, Florianópolis, 2013. Anais do XVIII Congresso Brasileiro de Sementes Florestais., 2013. Resumo.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.