• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Cynthia Renata de Oliveira Jacob
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2019
Orientador
Banca examinadora
Yamamoto, Pedro Takao (Presidente)
Tornisielo, Valdemar Luiz
Omoto, Celso
Zacarin, Elaine Cristina Mathias da Silva
Título em português
Impacto de inseticidas neonicotinoides em abelhas africanizadas e nativas sem ferrão (Hymenoptera: Apoidea): toxicidade, alterações na atividade de locomoção e riqueza de espécies em pomares de citros
Palavras-chave em português
Detecção residual
Função motora
HPLC-UV
Inseticidas neurotóxicos
Toxicidade aguda oral
Resumo em português
Os polinizadores são organismos fundamentais para o funcionamento de ecossistemas naturais e agrícolas, incrementando mais de 75% na produção das culturas agrícolas. Dentre os animais que participam do processo de polinização, as abelhas são consideradas as mais efetivas. Entretanto, um constante declínio na população desses polinizadores vem sendo reportado em diversos países, levando a preocupações ecológicas e econômicas, devido às perdas, tanto na produtividade agrícola como na biodiversidade. Dentre as diversas hipóteses para o declínio, o uso intensivo de agrotóxicos na agricultura tem causado preocupação, já que muitos destes compostos possuem um amplo espectro de ação, atingindo não somente os organismos alvo, mas também insetos benéficos, como as abelhas. Assim, objetivou- se com este estudo avaliar resíduos do inseticida neonicotinoide imidacloprido em amostras de flores de citros e a sua influência na riqueza de espécies de abelhas presentes nos pomares, bem como os possíveis efeitos dessas concentrações na atividade locomotora de abelhas Apis mellifera africanizada, Scaptotrigona postica e Tetragonisca angustula após exposição oral em condições de laboratório. Além disso, estimou-se a concentração letal média (CL50) dos neonicotinoides mais utilizados (acetamiprido, imidacloprido, tiacloprido e tiametoxam) para estas espécies de abelhas, e os níveis de comprometimento motor após exposição de abelhas a essas concentrações. Imidacloprido foi detectado em amostras de flores de todo os pomares, com maior concentração para área em Anhembi/SP (6,26 ng g-1 de imidacloprido) e menor concentração em Barretos/SP (3,24 ng g-1 de imidacloprido). Foram identificadas, no total, 17 espécies de abelhas visitando flores de citros, com predominância de A. mellifera em todos os pomares. No entanto, não houve relação entre a riqueza de espécies e de imidacloprido residual. Alterações significativas na atividade locomotora foram verificadas após exposição às concentrações de 0,006 e 6,26 ng µL-1 de imidacloprido, com maior alteração nas variáveis de duração e frequência de repouso. Além disso, verificaram-se diferentes níveis de toxicidade entre os ingredientes ativos estudados, com menor toxicidade oral aguda para os compostos com radical ciano (acetamiprido e tiacloprido) e maior para os que apresentam radical nitro (imidacloprido e tiametoxam). A locomoção das três espécies de abelhas foi reduzida em relação ao controle após exposição a todos os neonicotinoides. Com menor nível de comprometimento quando expostas ao acetamiprido. Assim, os resultados obtidos neste estudo esclarecem os efeitos dos inseticidas neonicotinoides sobre as espécies de abelhas na região Neotropical, e contribuem para a formulação de estratégias para integrar o controle de pragas e conservação dos polinizadores.
Título em inglês
Impact of neonicotinoid insecticides on Africanized and native stingless bees (Hymenoptera: Apoidea): toxicity, changes in locomotion activity and species richness in citrus orchards
Palavras-chave em inglês
Acute oral toxicity
HPLC-UV
Motor function
Neurotoxic insecticides
Residual detection
Resumo em inglês
Pollinators are fundamental organisms for the functioning of natural and agricultural ecosystems, increasing more than 75% the production of agricultural crops. Among the animals that participate in the pollination process, bees are considered the most effective. However, a steady decline in the population of these pollinators has been reported in several countries, leading to ecological and economic concerns, due to the losses in both agricultural productivity and biodiversity. Among the several hypotheses for the decline, the intensive use of pesticides in agriculture the fields has caused concern, as many of these compounds possess a broad spectrum of action, reaching not only the target organisms, but also beneficial insects, as bees. Thus, the objectives of this study were to detect and quantify the residual concentration of imidacloprid in samples of citrus flowers and if these concentrations influence the richness of bee species present in the orchards, as well as the possible effects of these concentrations on the locomotion activity of three bee species (Africanized Apis mellifera, Scaptotrigona postica and Tetragonisca angustula) after oral exposure under laboratory conditions. In addition, the median lethal concentration (LC50) the most used neonicotinoids (acetamiprid, imidacloprid, thiacloprid and thiamethoxam) to these bee species was estimated, and the levels of motor impairment after bee exposure to these concentrations. Imidacloprid was detected in flower samples in all orchards, with a higher concentration in Anhembi/SP (6.26 ng g-1 of imidacloprid) and lower concentration in Barretos/SP (3.24 ng g-1 of imidacloprid). A total of 17 species of bees were identified visiting citrus flowers, predominating A. mellifera in all orchards. However, there was no relationship between species richness and residual imidacloprid concentrations in the flowers of each evaluated region. Significant changes in the activity bee locomotion were observed after exposure to concentrations of 0.006 and 6.26 ng µL-1 of imidacloprid, with a higher level of impairment for the variables duration and frequency of rests. In addition, different levels of toxicity were observed among the active ingredients studied, with lower acute oral toxicity for cyano compounds (acetamiprid and thiacloprid) and higher for those with nitro radical (imidacloprid and thiamethoxam). The locomotion of the three bee species was reduced in relation to the control after exposure to all neonicotinoids, with a lower level of impairment when exposed to acetamiprid. Thus, the results obtained in this study shed light on the effects of neonicotinoid insecticides on bee species the Neotropical region, and contribute the formulation of strategies to integrate pest control and pollinator conservation.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-09-05
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.