• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.11.2014.tde-02062014-114207
Documento
Autor
Nome completo
Weliton Dias da Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2014
Orientador
Banca examinadora
Bento, José Maurício Simões (Presidente)
Godoy, Wesley Augusto Conde
Guerreiro Filho, Oliveiro
Pare, Paul Whitaker
Parra, José Roberto Postali
Título em português
Idade de fêmeas colonizadoras de Hypothenemus hampei (Ferrari) e sua resposta aos voláteis de flores de café, Coffea arabica L.
Palavras-chave em português
Bioecologia
Broca-do-café
Ecologia Química
Scolytinae
Semioquímicos
Resumo em português
A idade das fêmeas colonizadoras de Hypothenemus hampei (Ferrari) durante o abandonamento do hospedeiro, assim como sua resposta aos voláteis de flores de café, Coffea arabica L. var. Tupi, foram investigadas neste trabalho. Um dispositivo experimental que simulasse as condições de dentro do fruto de café e permitisse a observação da saída dos insetos foi utilizado para a determinação da idade das fêmeas colonizadoras. Em média, os besouros apresentaram 15 dias de idade no momento em que abandonaram o dispositivo experimental. Nesta idade as fêmeas estavam acasaladas, possuiam o tegumento totalmente melanizado, foram capazes de voar e produzir ovos viáveis. Os voláteis de flores de café, foram coletados por aeração, analisados por GC-EAD e GC-MS, e testados em bioensaios olfatométricos. As fêmeas colonizadoras de H. hampei foram atraídas pelos voláteis de flores de café. Dos 50 compostos encontrados nos extratos naturais, sete foram eletrofisiologicamente ativos aos insetos. Destes sete, somente metil salicilato, neral e geranial puderam ser identificados, e a mistura de seus padrões sintéticos foi a mais atrativa nos bioensaios olfatométricos. Tomados juntos, estes resultados trazem novas informações sobre a bioecologia e ecologia química da broca-do-café, as quais poderão ser usadas futuramente em pesquisas de base e naquelas focadas no desenvolvimento de novas estratégias de manejo para H. hampei em cafezais.
Título em inglês
Age of colonizing Hypothenemus hampei (Ferrari) females and their response to volatiles of coffee, Coffea arabica L., flowers
Palavras-chave em inglês
Bioecology
Chemical Ecology
Coffee berry borer
Scolytinae
Semiochemicals
Resumo em inglês
The age of Hypothenemus hampei (Ferrari) females during the host abandonment, as well as their response to coffee flower volatiles were determinated under laboratory conditions. A experimental device that simulated the conditions inside a coffee berry, and that allowed the observation the insects coming out was used to determinate the age of colonizing females. On average, the beetles were 15 d-old at the moment they abandoned the experimental device. In this age, the females were mated, had a fully melanized tegument, were able to fly and to produce viable eggs. The volatiles of coffee, Coffea arabica L. var. Tupi, flowers were colected by aeration, analyzed in GC-EAD and GC-MS, and tested in olfactometer bioassays. The colonizing H. hampei females were attracted by the coffee flower volatiles. Of 50 compounds found in the natural extracts, seven were electrophysiologically actives to the insects. Of these seven, only methyl salicylate, neral and geranial could be identified, and the blend with their syntetic standards was the most atractive in the olfactometer bioassays. Taken together, these results bring new information on the bioecology and chemical ecology of the coffee berry borer, which may be used in the future by basic researchs or by those focused on the development of new strategies for the management of H. hampei in coffee farms.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Liberação
2018-06-03
Data de Publicação
2014-06-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.