• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.11.2021.tde-12042021-151919
Documento
Autor
Nome completo
Lucas Henrique Santos Barbosa
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2021
Orientador
Banca examinadora
Gloria, Beatriz Appezzato da (Presidente)
Bombo-Cardoso, Aline Bertolosi
Guapo, Graziela Cury
Mendes, Flávio Bertin Gandara
Título em português
Respostas morfoanatômicas, fisiológicas e químicas de Allagoptera campestris (Mart.) Kuntze (Arecaceae) crescendo em áreas de Cerrado com e sem interferência do Pinus sp.
Palavras-chave em português
Anatomia quantitativa
Palmeira
Rebrotamento
Reservas
Rizoma
Resumo em português
Uma das ameaças à vegetação do Cerrado tem sido o cultivo e a invasão de espécies exóticas, por exemplo, o Pinus sp., pois são poucas as espécies dos estratos herbáceo e arbustivo que conseguem sobreviver ao preparo do solo para o plantio e, posteriormente, se manter no sub-bosque devido à camada de acículas e à menor entrada de luz resultante do fechamento do dossel. Para o presente estudo foi escolhida a palmeira Allagoptera campestris que ocorre em três áreas distintas da Estação Ecológica de Santa Bárbara, localizada em Águas de Santa Bárbara, São Paulo, ou seja, num sub-bosque de Pinus sp. (SBP), numa área de Cerrado em regeneração (CER) após retirada do Pinus sp. (em 2012) e, subsequente queimada do material remanescente (em 2014) e numa área de Cerrado onde não houve plantio de Pinus sp. A pesquisa visou responder as seguintes questões: a) As características morfoanatômicas, fisiológicas e químicas dos órgãos vegetativos de A. campestris diferem nas três áreas? b) Os indivíduos das três áreas respondem de maneira similar ao corte raso da parte aérea? c) A fragmentação do rizoma durante o preparo do solo para a implantação do talhão de Pinus pode ter favorecido a ocorrência de A. campestris no sub-bosque? Para responder as questões, três plantas foram coletadas em cada uma das três áreas com auxílio de retroescavadeira. Foram levantados dados morfométricos dos órgãos vegetativos. Amostras de folhas foram processadas com as técnicas usuais para as análises em microscopia de luz (ML) e em microscopia eletrônica de varredura (MEV). Também foram realizadas análises fisiológicas da folha e análises químicas do rizoma. Após o corte raso da parte aérea de outras 10 plantas de cada área, foram realizadas análises a cada dois meses durante o período de um ano. As características morfoanatômicas, fisiológicas e químicas das plantas diferiram entre as áreas. As folhas do SBP apresentaram maior comprimento que nas duas outras áreas e valores inferiores de espessura total da lâmina foliar, de espessura do tecido de expansão, de deposição de cera epicuticular e de índice estomático. As plantas do SBP também apresentaram os menores valores de assimilação líquida de CO2, em contrapartida, nas plantas do CER foram observados os maiores valores. Contudo, os teores de carboidratos totais são maiores nas plantas do SBP. As plantas no CEN apresentaram maiores concentrações de fenólicos totais que as plantas que crescem nas áreas com interferência do Pinus sp. A resposta ao corte raso da parte aérea diferiu entre as áreas. No entanto, em cada área, após um ano, as plantas apresentaram valores similares dos parâmetros analisados antes de ser efetuado o corte raso da parte aérea. Como as plantas de A. campestris eram todas acaulescentes com as folhas dispostas próximas ou no nível do solo, as gemas axilares estavam todas concentradas na porção proximal do rizoma protegidas pelas bainhas das folhas. Não foram verificadas gemas axilares ao longo do rizoma o que indica que a sua fragmentação dificilmente possibilitaria a propagação favorecendo a ocorrência da espécie no SBP.
Título em inglês
Morphoanatomical, physiological and chemical responses of Allagoptera campestris (Mart.) Kuntze (Arecaceae) growing in Cerrado areas with and without Pinus sp. interference
Palavras-chave em inglês
Palm
Quantitative anatomy
Regrowth
Reserves
Rhizome
Resumo em inglês
One of the threats to the Cerrado vegetation has been the cultivation and invasion of exotic species, for example, Pinus sp., as there are few species of the herbaceous and shrub layer are able to survive the soil management for planting and, to remain in the understory due to the pine needles layer and the low light input resulting from the canopy closure. For the present study, the palm Allagoptera campestris was chosen, which occurs in three distinct areas of the Santa Bárbara Ecological Station, located in Águas de Santa Bárbara, São Paulo, that is, in an understory of Pinus sp. (SBP), in a regenerating Cerrado area (CER) after removal of Pinus sp. (in 2012) and subsequent burning of the remaining material (in 2014) and in an area of Cerrado where there was no planting of Pinus sp. The research aimed to answer the following questions: a) Do the morphoanatomical, physiological, and chemical characteristics of organs vegetative organs of A. campestris differ in the three areas? b) Do the individuals in the three areas respond similarly to the shallow cut of the aerial part? c) Could the rhizome fragmentation during soil preparation for planting Pinus have favored the occurrence of A. campestris in the understory? To answer the questions, three plants were collected in each of the three areas with the aid of a backhoe. Morphometric data of vegetative organs were collected. Leaf samples were processed with the usual techniques for light microscopy (ML) and scanning electron microscopy (SEM) analysis. Physiological analyzes of the leaf and chemical analyzes of the rhizome were also performed. After the shallow cut of the aerial part of 10 other plants in each area, analyzes were carried out every two months during the period of one year. The morphoanatomical, physiological and chemical characteristics of the plants differed between areas. The SBP leaves showed greater length than in the other two areas and lower values of total leaf blade thickness, expansion tissue thickness, epicuticular wax deposition, and stomatal index. The SBP plants also showed the lowest values of net CO2 assimilation, in contrast, in the CER plants the highest values were observed. However, the total carbohydrate content is higher in SBP plants. Plants at CEN showed higher concentrations of total phenolics than plants growing in areas with the interference of Pinus sp. Response to shallow cut of the aerial part differed between areas. However, in each area, after one year, the plants presented similar values of the parameters analyzed before the shallow cut of the aerial part was carried out. As the plants of A. campestris were all acaulescent with leaves in close proximity or at ground level, the axillary buds were all concentrated in the proximal portion of the rhizome protected by the leaf sheaths. No axillary buds were found along the rhizome, indicating that its fragmentation would hardly allow propagation favoring the occurrence of the species in the SBP.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2021-04-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.