• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.11.2020.tde-08102020-102000
Documento
Autor
Nome completo
Jeisiane de Fatima Andrade
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2020
Orientador
Banca examinadora
Castro, Paulo Roberto de Camargo e (Presidente)
Azania, Carlos Alberto Mathias
Beauclair, Edgar Gomes Ferreira de
Carvalho, Saul Jorge Pinto de
Título em português
Fisioativadores e a fitotoxicidade causada pelos herbicidas sulfentrazone, imazapique e clomazone na cultura de cana-de-açúcar
Palavras-chave em português
α-esterase
Saccharum spp.
Metabolismo
Plantas daninhas
Resumo em português
Quando a aplicação herbicida não é totalmente seletiva à cultura, esta pode causar estresse sobre as plantas cultivadas, interferindo sobre processos enzimáticos do vegetal. Tem sido bastante estudado o efeito de bioestimulantes, biorreguladores e fisioativadores em plantas para redução de estresse hídrico. Porém, não têm sido encontrados na literatura muitos trabalhos que demonstrem a ação da aplicação de fisioativadores sobre plantas estressadas pela aplicação de herbicidas. Diante do exposto, o objetivo desse trabalho foi verificar a hipótese de que os fisioativadores, possam reduzir a fitotoxicidade nas plantas submetidas a aplicação dos herbicidas sulfentrazone, imazapique e clomazone na cultura da cana-de-açúcar, na condição de pré ou pós-emergência inicial da cultura. Foram conduzidos seis experimentos semelhantes, porém independentes, sendo três na condição de aplicação em pré-emergência e três na condição de pós-emergência inicial da cultura de cana-de-açúcar. Em cada uma das seis áreas foram aplicados os herbicidas sulfentrazone (750 g ha-1), imazapique (133 g ha-1) ou clomazone (960 g ha-1), um em cada área, e na condição de pré ou pós-emergência inicial da cana-de-açúcar. Posteriormente foram aplicados três fisioativadores isolados sobre cada área que recebeu o herbicida, em duas doses, sendo eles: Crop (1 e 2 L ha-1), Foltron® (2 e 4 L ha-1) ou Seven® (4 e 8 L ha-1). Observou-se que as variáveis que revelam o fenótipo da planta, como fitotoxicidade, índice de clorofilas (SPAD) e altura, em sua maioria não foram influenciadas pela aplicação dos fisioativadores Crop, Foltron® e Seven®. Os herbicidas sulfentrazone, imazapique e clomazone causam fitotoxicidade oculta na cana-de-açúcar, demonstrada pelo perfil isenzimático da α-esterase. Os fisioativadores Crop e Seven® se destacam na recuperação do estresse causado pelos herbicidas sulfentrazone, imazapique e clomazone. Ocorrem interações negativas dos herbicidas com os fisioativadores. Aos 120 DAA todas as plantas estavam visualmente sadias em relação à aplicação dos herbicidas sulfentrazone, imazapique e clomazone, nas doses de 750, 133 e 960 g ha-1, respectivamente. Indicando que a variedade de cana-de-açúcar CV0618 é tolerante aos herbicidas estudados e suas respectivas doses, comumente empregadas à campo. A aplicação dos herbicidas combinados ou não à aplicação sucessiva dos fisioativadores não influenciaram na produção de colmos da cultura.
Título em inglês
Physioactivators and phytotoxicity caused by sulfentrazone, imazapic and clomazone herbicides in sugarcane crop
Palavras-chave em inglês
α-esterase
Saccharum spp
Metabolism
Weeds
Resumo em inglês
When a herbicide application is not totally selective for the crop, it can cause stress on the cultivated plants, interfering with the plant's enzymatic processes. The effect of biostimulants, bioregulators and physioactivators on plants to promove protection has been extensively studied. However, no studies were found in the literature that demonstrate an action of applying physioactivators on plants stressed by the application of herbicides. Given the above, the objective of this work was to verify the hypothesis of some reseachers, to use phytotoxicity in plants submitted to the application of sulfentrazone, imazapique and clomazone herbicides in sugar cane crop, in the condition of pre or post-period of the crop as a process that could be inhibited by physioactivators. Six similar, but independent experiments were carried out, three in conditions of pre-emergence application and three in post-emergence. Each of the six areas was applied the herbicides sulfentrazone (750 g ha-1), imazapique (133 g ha-1 ) or clomazone (960 g ha-1), one in each area, and in pre or post-emergence condition of the crop. Subsequently, three physioactivators registered on each area that received herbicide were selected, in two doses: Crop (1 and 2 L ha-1), Foltron® (2 and 4 L ha-1) or Seven® (4 and 8 L ha-1). It was observed how variables that where or phenomenon of the plant, such as phytotoxicity, green index (SPAD) and height, were mostly not influenced by the application of Crop, Foltron® and Seven® physioactivators. The herbicides sulfentrazone, imazapique and clomazone cause hidden phytotoxicity in sugarcane, demonstrated by the enzymatic analysis of α-esterase. Crop and Seven® physioactivators highlight the recovery from stress caused by the herbicides sulfentrazone, imazapique and clomazone. Negative interactions between herbicides and physioactivators occur. At 120 days of application (DAA) all plants were visually healthy in relation to the application of sulfentrazone, imazapique and clomazone herbicides, at doses of 750, 133 and 960 g ha-1, respectively. Indicating that the CV0618 sugarcane variety is tolerant to the herbicides studied and to their doses, commonly used in the field. The application of herbicides combined or not in the successive application of physioactivators does not affect the stalk production of the crop.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2020-10-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.