• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2009.tde-19022010-081429
Documento
Autor
Nome completo
Arlindo José Dias Pacheco Junior
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2009
Orientador
Banca examinadora
Santos, Flavio Augusto Portela (Presidente)
Nussio, Luiz Gustavo
Vieira, Ricardo Augusto Mendonça
Título em português
Valor nutritivo e cinética ruminal de gramíneas tropicais manejadas intensivamente
Palavras-chave em português
Cinética
Forragem
Gramíneas
Morfologia vegetal
Nutrição animal
Pastagens
Valor nutritivo.
Resumo em português
Estudos foram conduzidos com o objetivo de caracterizar a composição morfológica e química, as frações de carboidratos e proteínas e as taxas de degradação em amostras de estrato pastejável de capim Colonião, Marandu e Mulato manejados com altas taxas de lotação e com intervalos de desfolhas variáveis (95% de IL) durante a primavera, verão e outono. Foi realizada avaliação comparativa dos capins quanto a sua composição morfológica, produção de massa de forragem (kg MS.ha-1), composição química, frações protéicas e de carboidratos, assim como o fracionamento in situ e as taxas de degradação da PB, FDN e MS e ainda as taxas de degradação in vitro das frações protéicas entre as estações da primavera, verão e outono. No primeiro experimento, a massa de forragem e componentes morfológicos variaram com a estação do ano (P<0,05). A composição química do capim variou (P<0,05) entre as estações do ano, para teores de MS, FDN, EE, PB, NIDN, NIDA e MM. As frações de carboidratos (CHOT, frações A, B1 e B2) e as frações protéicas (A, B1, B2 e B3) foram afetadas pelas estações do ano (P<0,1). Os valores das taxas de degradação da proteína (B1, B2, B3 e B1+B2) e os valores estimados pelo método in situ para MS, FDN e PB não variaram (P<0,1) entre as estações do ano. No entanto, os valores de degradabilidade efetiva (DE) da MS e FDN foram significativos. No segundo experimento a estação do ano causou variação (P<0,05) para a massa de forragem, para os teores de MS, FDN, FDA, EE, MM e para as frações A+B1 e CHOT. Apenas a fração B1 das frações protéicas foi afetada (P<0,1) entre as estações do ano. Os valores das taxas de degradação da proteína (B1, B2 e B3) não variaram (P<0,1) entre as estações do ano. As variáveis estimadas pelo método in situ para MS, PB e FDN não variaram (P<0,1) entre as estações do ano. No terceiro experimento houve efeito (P<0,05) para massa de forragem, entre as estações do ano. Quanto a composição morfológica houve variação (P<0,05) na proporção de colmos, sendo maior no outono. A composição química apresentou efeito significativo (P<0,05) para os teores de MS, FDN, FDA, PB e MM. As frações A+B1 e B2 de carboidratos variaram (P<0,05), da mesma forma que as frações de proteína (P<0,1) também variaram conforme as estações do ano. Os valores das taxas de degradação da proteína (B1, B2 e B3) não variaram (P<0,1) entre as estações do ano. As variáveis estimadas pelo método in situ para MS, PB e FDN variaram (P<0,1) para Lambda, taxa de degradação (kdNRC) e degradabilidade efetiva (DE), entre as estações do ano. As forrageiras estudadas apresentaram-se pobre em frações de carboidratos de alta fermentabilidade ruminal (A+B1), enquanto que o teor de proteína prontamente degradada no rúmen foi elevado (A, B1 e B2). Isto pode limitar a eficiência de uso da proteína degradável no rúmen das forragens, especialmente quando adubadas intensamente com N para a obtenção de altas taxas de lotação animal.
Título em inglês
Nutritional value and ruminal kinetics of tropical grasses intensively managed
Palavras-chave em inglês
animal nutrition
forage
grass
Kinetics
nutritive value.
pasture
plant morphology
Resumo em inglês
Studies were conducted in order to characterize the morphological and chemical composition, carbohydrate and protein fractions and the degradation rate of potentially degradable CP in samples of grazed stratum of Colonião, Marandu and Mulato grasses intensively grazed at high stocking rates and variable defoliation intervals ( 95% LI) during spring, summer and autumn. Comparative analyses for grasses chemical and morphological composition forage mass production (kg MS.ha-1), protein and carbohydrates fractions, in situ fractionation and CP, NDF and MS degradation rates, and protein fractions in vitro degradation rates during seasons. On first trial, statistical effects among seasons were found for forage mass and morphological components (P<0.05), DM, NDF, fat, CP, NDIN, NIDA and ash chemical contents (P<0.05), and for carbohydrates (TC, A, B1 and B2) and protein (A, B1, B2 and B3) (P<0.1) fractions. Protein degradation rates (B1, B2, B3 and B1+B2) and the values estimated by in situ degradation method for DM, NDF and CP did not differ (P<0.1) among seasons. However, statistical effects were found for effective degradability (ED) of DM and NDF (P<0.1). On second trial statistical effects were found among season for forage mass yield, DM, NDF, ADF, fat and ash, A+B1 and TC fractions (P<0.05). Only B1 protein fraction was affected (P<0.1) by seasons. Values of protein fractions degradation rates (B1, B2 and B3) did not differ (P<0.1) among seasons. Estimation of in situ degradability of DM, CP and NDF did not differ (P<0.1) among seasons. On third trial, statistical effects were not observed for forage mass yield among seasons. In relation to morphological composition, stems proportion presented the higher values in autumn (P<0.05). Statistical effects were found among seasons for DM, NDF, ADF, fat and ash, A+B1 and B2 carbohydrate fractions (P<0.05) and for A, B1 and B2 protein fractions (P<0.1). The values of protein fraction degradation rates (B1, B2, B3 and B1 + B2) did not differ (P <0.1) among seasons. The estimation of in situ degradability of DM, CP and NDF showed statistical effects (P <0.1) for Lambda, degradation rate (kdNRC) and effective degradability (ED) among seasons. The grasses evaluated have low proportion of high ruminal degradability carbohidrates (A+B1), while the values for rapidly degraded protein fractions (A, B1 e B2) was high. As consequence, a limitation on efficiency of use of degradable protein on rumen may occur, especially when pastures were intensively fertilized with N to elevate stocking rate.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Arlindo_Junior.pdf (1.47 Mbytes)
Data de Publicação
2010-03-04
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • PACHECO JUNIOR, A. J. D., et al. Frações e taxa de degradação in situ da proteína bruta do capim Mulato manejado intensivamente. In 47 Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Zootecnia, Salvador, 2010. Anais da 47 Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Zootecnia., 2010. Resumo.
  • PACHECO JUNIOR, A. J. D., et al. Frações protéicas e de carboidratos em capim Mulato manejado intensivamente. In 47 Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Zootecnia, Salvador, 2010. Anais da 47 Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Zootecnia., 2010. Resumo.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.