• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.11.2013.tde-15032013-101246
Documento
Autor
Nome completo
Adriene Woods Pedrosa
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2013
Orientador
Banca examinadora
Favarin, José Laercio (Presidente)
Lavres Junior, José
Bernardes, Marcos Silveira
Cantarella, Heitor
Martinez, Herminia Emilia Prieto
Título em português
Eficiência da adubação nitrogenada no consórcio entre cafeeiro e Brachiaria brizantha
Palavras-chave em português
Adubação
Água do solo
Café
Capim braquiária
Ciclagem de nitrogênio
Consorciação de culturas
Diagnose foliar
Isótopo estável 15N
Resumo em português
O nitrogênio (N) é o nutriente exigido em maior quantidade pelo cafeeiro e o segundo mais exportado pelos grãos. O uso do consórcio entre o cafeeiro e a braquiária é cada vez mais usado pelos cafeicultores. Nesse sistema de produção a fertilização é feita, em geral, nas duas espécies, sem conhecimento suficiente que respalde esse manejo. O N do resíduo vegetal pode ser absorvido pela planta após a mineralização, ser perdido por vários processos, ou ainda, ser imobilizado pela microbiota. O uso de fertilizantes enriquecidos isotopicamente é uma ferramenta que permite avaliar o N do fertilizante nos componentes do sistema, como no resíduo da forrageira, no solo e na planta. Essa pesquisa foi realizada com o objetivo de avaliar o crescimento e a produtividade do cafeeiro; elaborar o balanço de N; e avaliar a decomposição da biomassa da braquiária sob a copa do café, como fonte desse nutriente. A biomassa da braquiária sob a copa do cafeeiro reduziu em 49% a perda de água nos meses secos, com aumento do crescimento da planta entre março e setembro de 2011. A granação dos frutos e a produtividade do cafeeiro foram superiores quando aplicou-se 50% da dose do N na planta e os outros 50% na braquiária, cujo resíduo foi depositado sob a copa da planta, para a decomposição. A forrageira recuperou mais N (84,28% do aplicado ou 126,42 kg ha-1) do que o cafeeiro (38,63% ou 57,94 kg ha-1 de N), com a aplicação da mesma dose de N em ambas as plantas. O cafeeiro recuperou 38,63% do N do fertilizante, quando todo o N foi fornecido à planta; recuperou 14,31% do N (21,46 kg ha-1) na aplicação feita somente na forrageira, em que o resíduo foi depositado sob a copa da planta; e recuperou 53,3% do N (39,98 kg ha-1) do adubo e outros 15,28% (11,46 kg ha-1) proveniente da decomposição da biomassa, na aplicação da mesma dose de N na cultura e na forrageira. A taxa de crescimento do cafeeiro (altura e ramos produtivos) no período seco, de março a setembro de 2011, foi superior quando a planta e a forrageira receberam a mesma dose de N. A competição líquida por N entre a braquiária e o café foi pequena e variou de 1,22% (0,91 kg ha-1) a 0,24% (0,34 kg ha-1 de N), sem prejuízo ao crescimento e à produtividade do cafeeiro. A perda de N por lixiviação foi maior quando forneceu todo o N somente no cafeeiro (6,05% do N aplicado ou 9,07 kg ha-1), em relação à adubação feita apenas na braquiária (1,02% ou 1,53 kg ha-1 de N); e, na aplicação de doses iguais no café e na braquiária, a lixiviação variou de 3,4% do N aplicado (2,55 kg ha-1) sob a copa da planta a 1,15% (0,86 kg ha-1) na área da forrageira, cultivada na entre linha da cultura. A biomassa da braquiária fertilizada com N possuia menores relações lignina/N e C/N; e a mineralização do N foi mais rápida do que a decomposição da biomassa. A ciclagem do N depende da época de corte, com maior intensidade quando a ceifa ocorreu entre 30 e 55 dias na braquiária fertilizada e até 30 dias após rebrota, quando não recebeu N.
Título em inglês
Efficiency of nitrogen fertilization in intercropping coffee and Brachiaria brizantha
Palavras-chave em inglês
Brachiaria grass
Coffee
Fertilization
Intercropping cultures
Nitrogen cycling
Nitrogen fertilizer
Soil water
stable isotope 15N
Resumo em inglês
Nitrogen (N) is the nutrient required in larger quantities by coffee and the second most exported by the grains. The use of intercropping coffee and the Brachiaria is increasing within coffee farmers. In this production the fertilization is done generally in both species, without enough knowledge support for this. The N of the plant residue can be absorbed by the plant after mineralization, can be lost by various processes or even immobilized by micro biota. The use of isotopic enriched fertilizer is a tool that allows the evaluation of N of the fertilizer in component of the system, such as in the residue of forage, in soil and in the plant. This research was conducted to evaluate the growth and productivity of coffee plant, elaborate the N balance and evaluate the decomposition of biomass of Brachiaria under the canopy the crop as a source of this nutrient. The Brachiaria biomass under the coffee plant canopy reduced by 49% the water loss in dry months, with an increase in plant growth within the dry season that went throw March to September 2011. The gain in fruit development and the plant productivity were higher when applied an N doses of 50% within the coffee plant and 50% on the Brachiaria, which the wastes were deposited under the canopy of the crop for decomposition. The forage Bracharia recovered more N (84.28% of the applied or 126.42 kg ha-1) than coffee plant (38.63% or 57.94 kg N ha-1) with the application of the same dose of N in both plants. The N of the fertilizer recovered by the coffee plant was: 38.63% when all N was supplied to the plant, 14.31% (21.46 kg ha-1) when the application was made only in forage residue which was deposited under canopy of the plant, 53.3% (39.98 kg ha-1) from the fertilizer and other 15.28% (11.46 kg ha-1) from the decomposition of biomass in the application of the same dose of N in culture and forage. The growth rate of coffee plant (height and productive branches) in the dry season was superior when the culture and the forage received the same doses of N. The total net competition on N between the culture and Brachiaria was low, about 0.91 kg ha-1 to 0.34 kg N ha-1 (1.22 to 0.24%), not prejudicing the culture growth and productivity. The N loss due to leaching was higher when provided only to the coffee plant (6.05% of N applied or 9.07 kg ha-1) comparing to applying N exclusively to the brachiaria (1.02% or 1, 53 kg N ha-1). When applying equal doses in coffee plant and brachiaria the leaching varied from 3.4% of applied N (2.55 kg ha-1) under the canopy of the plant to 1, 15% (0.86 kg ha-1) in the forage area, grown between the crop rows. The rate of decomposition of the residue of Brachiaria was inversely proportional to the relations C / N and lignin / N. The cycling of N was faster when the reaping occurred up to 55 days of forage development.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-03-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.