• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.11.2022.tde-11052022-153318
Documento
Autor
Nome completo
Beatriz Ribeiro da Cunha
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2022
Orientador
Banca examinadora
Victoria Filho, Ricardo (Presidente)
Barroso, Arthur Arrobas Martins
Tornisielo, Valdemar Luiz
Título em português
Tolerância de diferentes cultivares de soja ao diclosulam em função da modalidade de aplicação, textura de solo e absorção e translocação
Palavras-chave em português
Glycine max L.
Inibidor de ALS
Seletividade
Resumo em português
Com uma produção brasileira de 124.844,8 mil toneladas na safra 2019/20 a soja é uma das principais culturas agrícolas do país e do mundo. A utilização de herbicidas no manejo desta cultura para o controle de plantas daninhas é uma das principais ferramentas empregadas. Porém, o uso frequente da tecnologia RR levou a seleção de casos de resistência de plantas daninhas ao glyphosate levando a necessidade do resgate do uso de herbicidas com aplicação em pré-emergência como é o caso do diclosulam, inibidor da enzima ALS e pertencente ao grupo químico das triazolopirimidinas sulfonanilidas, é recomendado para a cultura da soja principalmente para o controle de plantas daninhas latifoliadas. Além disso, com o avanço dos programas de melhoramento genético de plantas novos cultivares de soja foram lançados no mercado. Dessa forma, verifica-se a necessidade de se testar a tolerância diferencial dos cultivares de soja mais utilizados a esse ingrediente ativo. Com o objetivo de avaliar a seletividade do diclosulam na cultura da soja foram conduzidos dois experimentos em campo e um em laboratório. O primeiro experimento foi conduzido em dois locais, Araras e Piracicaba. Os ensaios foram instalados em delineamento em blocos casualizados (DBC) com parcelas subdivididas em esquema fatorial 5x2x2 + 5 onde avaliou-se as modalidades de aplicação 'Aplique-Plante (AP)' e 'Plante-Aplique (PA)' do herbicida diclosulam (25,2 g i.a. ha-1) mais a testemunha sobre os cultivares 'M5917 IPRO', 'BMX DESAFIO RR 8473 RSF', 'M6410 IPRO + TSI', '96Y90', e '5D634RR'. A tolerância dos cultivares foi avaliada com base em avaliações visuais, nos componentes e rendimento da cultura. O segundo experimento foi conduzido no campo em Piracicaba em delineamento em DBC com parcelas subdivididas em esquema fatorial 3x2x3 + 3, em área experimental da ESALQ-USP, onde dois talhões com texturas contrastantes, foram selecionados para a semeadura de 3 cultivares de soja, 'D56217 IPRO', '96R10 IPRO' e '96R29 IPRO', que receberam aplicação do diclosulam nas doses de 16,8, 29,4 e 35,3 g i.a. ha-1 mais a testemunha. A tolerância desses cultivares foi avaliada com base em avaliações visuais, nos componentes e rendimento da cultura. O terceiro ensaio foi conduzido no laboratório de Ecotoxicologia do CENA-ESALQ/USP. Foi utilizado o delineamento inteiramente casualizado, em esquema fatorial 2x2, com três repetições. Em cada unidade experimental foi aplicada uma solução de trabalho contendo o diclosulam técnico e o 14C-diclosulam na dose de 25,2 g i.a. ha-1. Os tratamentos foram compostos pelos cultivares de soja (M5917 e M6410) e por duas avaliações em função do estádio fenológico (1º par de folhas verdadeiras e 1º trifólio). Foram realizadas análises quantitativas e qualitativas do processo de absorção e translocação utilizando técnicas radiométricas. Do primeiro experimento conclui-se que para todos os cultivares os sintomas leves de fitointoxicação visual até os 35 DAS não levam a perdas de produtividade. A diferença de rendimento dos cultivares ocorreu apenas entre os locais. A modalidade de aplicação não afetou o rendimento dos cultivares porém o diâmetro do caule é maior na modalidade AP do que na testemunha. Através do segundo experimento conclui-se que o peso de 100 grãos foi maior para o solo de textura média arenosa e o rendimento dos cultivares e número de vagens por planta foi maior para o solo de textura arenosa. Porém, os cultivares são tolerantes a aplicação do diclosulam nos solos de textura arenosa e de média arenosa havendo sintomas de fitointoxicação visual até os 21 DAS com total recuperação ao longo do ciclo da cultura. O terceiro experimento demonstra que entre os tempos de avaliação, os dois cultivares apresentam aumento na quantidade de herbicida translocado para as folhas e raízes. De forma geral, o diclosulam apresenta uma baixa absorção pelos cultivares de soja, se acumula nos cotilédones das plantas, sendo pouco translocado para a parte aérea.
Título em inglês
Tolerance of different soybean cultivars to diclosulam as a function of the modality of application, soil texture and absorption and translocation
Palavras-chave em inglês
Glycine max L.
ALS inhibitor
Selectivity
Resumo em inglês
With a Brazilian production of 124,844.8 thousand tons in the 2019/20 harvest, soy is one of the main agricultural crops in the country and the world. The use of herbicides in the management of this crop to control weeds is one of the main tools used. However, the frequent use of RR technology led to the selection of cases of weed resistance to glyphosate, leading to the need to rescue the use of herbicides with application in pre-emergence, such as in the case of diclosulam, inhibitor of the ALS enzyme and belonging to the chemical group of triazolopyrimidines sulfonanilides, is recommended for soybean cultivation, mainly for the control of broadleaved weeds. In addition, with the advance of plant genetic improvement programs, new soybean cultivars were launched on the market. Thus, there is a need to test the differential tolerance of the most used soybean cultivars to this active ingredient. In order to evaluate the selectivity of diclosulam in soybean crops, two experiments were carried out in the field and one in the laboratory. The first experiment was carried out in two locations, Araras and Piracicaba. The tests were installed in a randomized block design with subdivided plots in a 5x2x2 + 5 factorial scheme where the application modalities 'Apply-then-Plant (AP)' and 'Plant-then-Apply (PA)' of the herbicide diclosulam (25.2 g a.i. ha-1) were evaluated plus the control on cultivars 'M5917 IPRO', 'BMX DESAFIO RR 8473 RSF', 'M6410 IPRO + TSI', '96Y90', and '5D634RR'. Tolerance of cultivars was evaluated based on visual assessments, components and crop yield. The second experiment was traced in the design scheme in Piracicaba split in DBC subdivided in 3x3 + 3 factorial, experimental area of ALQ-USP, two plots with contrast textures were selected for the sowing of 3 soybean cultivars, 'D56217 IPRO', '96R10 IPRO' and '96R29 IPRO', which received diclosulam application at doses of 16.8, 29.4 and 35.3 g a.i. ha-1 plus the control. Tolerance of cultivars was evaluated based on visual assessments, components and crop yield. The third test was performed at the Ecotoxicology Laboratory of CENA-ESALQ/USP. A completely randomized design was used, in a 2x2 factorial scheme, with three replications. A working solution containing technical diclosulam and 14C-diclosulam at a dose of 25.2 g a.i. ha-1 was applied to each experimental unit. The treatments consisted of soybean cultivars (M5917 and M6410) and two estimates based on phenological stages (1st pair of true leaves and 1st trifoliate), with diclosulam at a dose of 25.2 g a.i. ha-1. Absorption and quantitative absorption and translocation processes were elaborated using radiometrics. From the first one it can be concluded that for all cultivars the mild symptoms of visual phytotoxicity experiment up to 35 DAS do not lead to productivity losses. The difference in yield of cultivars occurred only between locations. The application modality did not affect the yield of the cultivars, but the stem diameter is greater in the AP modality than in the control. Through the second experiment it was concluded that the weight of 100 grains was higher for the medium sandy textured soil and the cultivar yield and number of pods per plant were higher for the sandy textured soil. However, the cultivars are tolerant to the application of diclosulam in sandy and medium sandy soils, showing symptoms of visual phytotoxicity until the 21 DAS with full recovery throughout the crop cycle. The third demonstrates that between the evaluation times, both cultivars increase the amount of herbicide translocated to leaves and roots. In general, diclosulam has a low absorption by soybean cultivars, accumulates in the cotyledons of the plants, being little translocated to the shoot.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2022-05-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.