• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2014.tde-04022014-141422
Documento
Autor
Nome completo
Ticyana Carone Banzato
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2013
Orientador
Banca examinadora
Bedendo, Ivan Paulo (Presidente)
Lopes, Joao Roberto Spotti
Mello, Ana Paula de Oliveira Amaral
Título em português
Mostarda-do-campo (Brassica rapa) um hospedeiro alternativo e cigarrinhas da espécie Agalia albidula um potencial vetor de um fitoplasma do grupo 16SrIII encontrado em campos de couve-flor
Palavras-chave em português
Brássicas
Detecção
Fitoplasma
Grupo 16SrIII
Hospedeiro alternativo
Mollicutes
Plantas daninhas
Resumo em português
Plantas de mostarda-do-campo (Brassica rapa) exibindo intenso superbrotamento de ramos finos, com folhas e flores de tamanho reduzido, foram observadas em campos cultivados com couve-flor. Como os sintomas se mostravam similares àqueles induzidos por fitoplasmas, suspeitou-se que esta espécie daninha estava infectada por este tipo patógeno. Visando confirmar a diagnose, plantas foram amostradas e seu DNA extraído para ser usado em ensaios de duplo PCR, conduzidos com os iniciadores R16mF2/mR1, SN910601/SN011119, 16F2n/R2 e R16(III)F2/16(III)R. As amplificações de fragmentos genômicos correspondentes ao 16S rRNA revelaram uma constante associação entre um fitoplasma do grupo 16SrIII com as plantas sintomáticas. A doença foi denominada de superbrotamento. Cigarrinhas da espécie Agalia albidula foram coletadas nas áreas marginais e no interior dos campos de couve-flor, onde cresciam plantas de mostarda-do-campo. O DNA total foi extraído e usado em duplo PCR desenvolvido com os mesmos iniciadores citados anteriormente. Os resultados mostraram que os insetos analisados eram portadores de um fitoplasma do grupo 16SrIII. Para alguns isolados do fitoplasma encontrado em plantas de mostarda-do-campo, os produtos amplicados em duplo PCR com os iniciadores R16(III)F2/16(III)R foram sequenciados e confirmaram que as sequências pertenciam a um representante do grupo 16SrIII. Mapas de sítios putativos de restrição foram elaborados com o emprego de diversas endonucleases, porém não se logrou sucesso em definir a identidade deste fitoplasma ao nível de classificação de subgrupo. Com base nos resultados obtidos no presente estudo, plantas de mostarda-do-campo servem como hospedeiro alternativo de um fitoplasma do grupo 16SrIII, o qual foi anteriormente associado à doença conhecida como enfezamento, ocorrente em outras espécies de brássica, como repolho, brócolis e couve-flor. Assim, é sugerido que esta espécie daninha possa abrigar o agente de doença, garantindo sua sobrevivência e atuando como fonte de inóculo para as culturas comerciais. Além disto, cigarrinhas da espécie A. albidula podem ser apontadas como potenciais vetores do fitoplasma relacionado ao superbrotamento da mostarda-do-campo, bem como ao agente causal do enfezamento em brássicas. A presente pesquisa contribuiu para melhor compreensão dos aspectos relacionados aos enfezamentos das brássicas, envolvendo diversidade de fitoplasmas, gama de hospedeiros alternativos destes agentes de doença e ocorrência de vetores deste tipo de patógeno.
Título em inglês
Mustard-field (Brassica rapa) an alternative host and leafhoppers of Agalia albidula species a potential vector of a phytoplasma group 16SrIII found in fields of cauliflower
Palavras-chave em inglês
16SrIII group
Alternative hosts
Detection
Mollicutes
Phytoplasma
Weed plants
Resumo em inglês
Mustard-field plants (Brassica rapa) showing intense shoots proliferation, small sized leaves and flowers, were observed in cauliflower production fields. Since the symptoms were similar to those induced by phytoplasmas, it was suspected that this weed was infected by this type of pathogen. To confirm the diagnosis, plants were sampled for DNA extraction to be used in nested PCR tests conducted with primers R16mF2/mR1, SN910601/SN011119, F6F2n/R2 and R16(III)F2/16(III)R. The amplification of genomic fragments corresponding to the 16S rRNA showed a constant association between a phytoplasma group 16SrIII with symptomatic plants. The disease was called witche"s broom. Species of leafhopper, Agalia albidula, were collected in marginal areas and at cauliflower fields, where mustard-field plants grew. The total DNA was extracted and used in nested PCR carried out with the same primers mentioned above. The results showed that the insects analyzed were carriers of a phytoplasma group 16SrIII. For some isolates of phytoplasma found in mustard-field plants, the products obtained in nested PCR with primers R16(III)F2/16 (III)R were sequenced and confirmed that belonged to a representative 16SrIII group. Putative restriction sites maps, were prepared using a many restriction endonucleases, but no success has been achieved in defining the identity of the phytoplasma subgroup classification level. Based on the results in the present study, mustard-field plants could be an alternative host of a phytoplasma group 16SrIII, which was previously associated with the disease known as stunting, occurring in other species of rapeseed such as cabbage, broccoli and cauliflower. Thus, it is suggested this weed could harbor the disease agent, ensuring their survival and acting as a source of inoculum for commercial crops. Moreover, the species of leafhoppers, A. albidula, could be identified as a potential vector of the phytoplasma associated with witche"s broom mustard-field as well as the causal agent of stunting in brassicas. This research contributed to understanding the issues related to stunting in brassicas, involving a diversity of phytoplasmas, range of alternative hosts of these disease agents and occurrence of vectors of this pathogen type.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-02-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.